ANUNCIE AQUI!
04/03/2021

COMÉRCIO FECHADO: 260 mil mortos já “pagaram o pato” pelo coronavírus

Zemanta Related Posts Thumbnail

Também estão “pagando o pato” os funcionários da saúde, ambulanceiros, bombeiros, coletores de lixo, coveiros, entre outros. Se têm pessoas que estão “pagando o pato” nesta pandemia está longe de ser os comerciantes. Numa guerra bélica, existem regras: hospitais, imprensa e escolas, não devem ser alvos. Numa pandemia como a que vivenciamos não há essa mesma garantia. Ainda durante a guerra, o mundo considera heróis aqueles que salvam o máximo possível de vidas e, entre eles, estão soldados, médicos, enfermeiros e até o potencial bélico dos países que se uniram para eventualmente “proteger” a humanidade de um tirano. Mas, o que fazer quando o principal inimigo é invisível e não pode ser observado por nenhuma mira telescópica, laser ou que possa ser rastreado por satélite. Neste caso, os nossos heróis devem seguir a mesma ordem de uma guerra bélica. Aqueles que estão na linha de frente – nossos “soldados” de hoje são os médicos, enfermeiros, bombeiros, ambulanceiros, lixeiros e até os coveiros. São estes que efetivamente “pagam o pato”, muitas vezes, com a própria vida. OS EGOÍSTAS Considerando que cada categoria busca se auto defender durante uma situação de guerra contra um inimigo mortal, os mais egoístas se sobressaem e todos acreditam que estão imunes ou que sua atividade comercial não é propagadora do vírus. ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: PolíticaSaúde
02/03/2021

Saúde investiga possível surto de Covid-19 em escola particular de Tupã

Corona gráfico

O secretário Municipal de Saúde, Miguel Ângelo de Marchi confirmou à reportagem que a pasta está averiguando a existência ou não de um surto de Coronavírus em uma das escolas particulares. - Não podemos falar em surto ainda. Somente a partir de dois casos é que fica caracterizado como surto. Nos dois casos confirmados as crianças já saíram do período de transmissão, disse o secretário. De acordo com as informações, a confirmação ou não de outros dois possíveis casos, deve sair até quinta-feira, dia 4. Por via das dúvidas, a sala onde os casos foram verificados teve as atividades paralisadas, mas se houver confirmação de pelo menos mais um caso de Covid-19, todo o estabelecimento deverá ser fechado para higienização.

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Saúde
24/02/2021

Sede da PM em Tupã, mais uma obra que ficou sem investigação

Cerca de meio milhão de reais jogados fora

Meio milhão de reais jogado pelo “ralo” da impunidade. O prédio, com menos de 10 anos de uso terá que ser demolido.  Essa é apenas mais uma, das dezenas de obras que, por capricho da impunidade, o dinheiro público “vazou” pelo “ralo” da corrupção. Nem o próprio prédio da corporação escapou do desmando daquilo que é uma obra pública no Brasil. Tupã tornou-se referência neste quesito, entre 2005 a 2012. A sede da 2ª Companhia da PM, localizada na Avenida Tamoios, esquina com a Guaranis, é um retrato desse passado recente que deixou cicatrizes da imoralidade e prejuízos financeiros aos munícipes. A obra inaugurada há menos de 10 anos, em 8 de junho de 2010, mas já habitada desde fevereiro daquele ano, sucumbiu ao menosprezo de homens públicos incapazes de sequer fiscalizar o andamento de uma edificação. O curioso, é que guardadas as devidas proporções, o prédio ficou mais tempo em construção que em uso. Foram precisos cinco anos para finalizá-lo, com todos os problemas que o levarão a ser demolido. O prefeito da época, Waldemir Gonçalves Lopes (PSDB) relatou na inauguração parte da história da obra que durou cerca 2.000 dias para ser concluída. “Tupã tem se tornado um pólo regional e as coisas tem crescido por aqui. Espero que até o fim de ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: CorrupçãoPolíciaPolítica
19/02/2021

Clientes do Banco do Brasil reclamam de descaso no atendimento

BB

Além da falta de funcionários para os caixas, a reclamante constatou aglomeração nas filas. Os bancos voltaram ao expediente a partir do meio dia de quarta-feira, dia 17, mas os clientes de bancos públicos perceberam o descaso no atendimento. Nesta quinta-feira (18), no Banco do Brasil, por exemplo, a falta de funcionários para o atendimento nos caixas internos da agência foi o principal problema. Ainda que muitos serviços podem ser realizados nos caixas eletrônicos, há quem precise do atendimento presencial. Hadaiane Carpanezi de Araujo esteve no BB acompanhando a sua mãe e permaneceu no local por mais de 1h30 e constatou em vídeo o descaso no atendimento. A falta de funcionários na agência provoca demora no atendimento, impaciência das pessoas e aglomeração nas filas. Hadaiane exigiu explicações da gerente. “Ela me disse que não há funcionários suficientes e, por conta da pandemia, o número ficou ainda mais reduzido. Apenas um caixa interno atendendo e, quando foi 11h30, os trabalhos foram interrompidos para o almoço. É um descaso muito grande com a população”, reclamou à reportagem. Hadaiane também observou que a prefeitura tem mantido seus funcionários no local, na tentativa de auxiliar e evitar aglomeração, “mas o problema é do banco que não ajuda e não há ninguém para tomar uma providência”, disse.

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Cidade
09/02/2021

QUATRO MÃOS: Vices que deram certo

Caio Renan Bandeira

Florentino Fernandes Garcia e Joaquim Inácio. Renan Pontelli pode quebrar a sequência de outros dois vice-prefeitos que tiveram problemas durante o mandato: Caio Aoqui e Thiago Santos O atual vice-prefeito, Renan Pontelli (PSDB) poderá quebrar uma escrita que vinha prevalecendo nos dois últimos mandatos – de 2013/2016 a 2017/2019, Manoel Gaspar (MDB) e Ricardo Raymundo (PV), respectivamente. Os seus vices tiveram problemas políticos durante o transcorrer das administrações e “romperam” com a ala governista. O ex-petista Thiago Santos (PSB) rompeu com Manoel Gaspar, após o ex-prefeito prometer e não renunciar ao cargo de chefe do Executivo, em 2015. Já Caio Aoqui (PSD) começou ser preterido dentro do grupo de Ricardo Raymundo logo nos primeiros seis meses de 2017. O fim do romance todos sabem. Para exemplificar, apenas os últimos 30 anos, desde a o segundo mandato de Jesus Guimarães (MDB), de 1993/1996 e as duas primeiras gestões de Manoel Gaspar, no período de 1997/2000 e de 2001/2004, dois vices passaram despercebidos – Joaquim Inácio e o saudoso Florentino Fernandes Garcia. Os dois tinham posicionamento amistoso e despretensioso. Pensar o contrário em relação ao posicionamento de Inácio e Garcia também não significa o fim de uma relação entre prefeito e seu vice, mas a necessidade de se sentir protagonista dentro do governo pode gerar intrigas ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política