ANUNCIE AQUI!
23/05/2011

Mais uma conta rejeita de Waldemir já está na Câmara

2005, 2006, 2007 e, agora as contas de 2008, também rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), devem ser aprovadas pela Câmara de Tupã-SP. A expectativa é essa, apesar do apontamento do TCE para verificação do sugerido pelo órgão que fiscaliza as contas de prefeituras do estado de São Paulo.

Como acontece em todas as cidades, onde o prefeito conta com maioria na Câmara, mais uma vez, a situação de inobservância da responsabilidade administrativa deve imperar e com apoio irrestrito do G-4 (grupo de quatro parlamentares) que quando interessa, dá demonstração de oposição.

Como antecipamos aqui, o “Balcão de Trocas” voltou a se intensificar no últimos dias, entre executivo e o G-4, por conta do de mais uma contabilidade administrativa que Waldemir Gonçalves Lopes (PSDB) terá que fazer aprovar pela Câmara de Tupã.

Em contrapartida, o G-4 exigiu que Benedito Rodrigues, “Ditão da APAE” assumisse a Secretaria de Agricultura, derrubando Edson Schiavon. Como trunfo, um dos integrantes do grupo, Danilo Aguillar Filho (PSB) assinalou com o cumprimento de um acordo ainda referente às eleições passadas. O prefeito Waldemir apontou para o futuro: “É um prenúncio de acordo para as eleições de 2012”.

Sê verdade ou mentira, o fato mesmo é que o Balcão de Trocas sempre existiu, foi repudiado pelo prefeito e parlamentares, mas as benesses do poder público, nunca deixaram de ser concedidas. Ainda mais agora, às vésperas do Legislativo apreciar a quarta conta irregular do chefe do executivo tupãense. Por antecipação, já haveria apontamento que as contas administrativas de 2009, analisadas pelo TCE, também devem ter pareceres contrários dos técnicos fiscalizadores.