ANUNCIE AQUI!
29/07/2011

Depois de espancar idoso, neto é baleado por policial militar

Está internado no Hospital de Clínicas de Marília, Welton Gabriel Moreira dos Santos, 21 anos, morador de Quintana. Ele recebeu um tiro no braço esquerdo de uma arma ponto 40 da Polícia Militar.

O fato aconteceu nesta sexta-feira (29) na Rua João Viladangos, Bairro Salão Branco. A Policia Militar recebeu chamado para atender ocorrência sobre uma desinteligência e agressão.

Já no local, constatou-se que Welton havia agredido o próprio avô Rosalino Moreira dos Santos, 76 anos. Welton espancou o ancião, a golpes de pauladas e pontapés. Possivelmente nesta situação, exigindo dinheiro do avô.

Quando a Polícia chegou e tentou qualificar o agressor, enfurecido, Welton entrou na residência pegou uma faca e teria partido para cima do sargento Kerch que na tentativa de conte-lo efetuou um disparo para o chão.

Welton não se intimidou e teria insistido e, em posição de ataque, partiu para cima do policial, que fez o segundo disparo, acertando o braço esquerdo do acusado. Baleado, Welton foi encaminhado à Santa Casa de Quintana e em seguida removido para o Hospital de Clínicas de Marília.

O aposentado e avô do acusado, Rosalino Moreira dos Santos com ferimentos no supercílio esquerdo e no dedo indicador direito, além de ter sofrido fratura e uma das costelas, por uma pesada desferida pelo neto, passou por exames no hospital de Pompéia.

A Polícia Civil vai instaurar inquérito para apurar a agressão contra o aposentado e sobre a eventual tentativa do policial ter agido em legitima defesa, diante da suposta tentativa de agressão do acusado.

Neste caso, também é comum a Polícia Militar instaurar um Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar eventuais responsabilidades do agressor e, ouvir testemunhas que possam confirmar a verão do sargento Kerch.