ANUNCIE AQUI!
13/07/2011

Mulher de 31 anos mata o marido de 73 anos queimado por causa do intenso desejo sexual

O fato aconteceu em Bauru e a confirmação dessa versão pouco comum, aconteceu ontem (12) à tarde, na Delegacia de Investigações Gerais.

Durante depoimento e já detida sob suspeita de ter forjado o crime, Solange Cabral do Nascimento, 31 anos, acabou confessando que havia assassinado o próprio marido, com quem estava casado havia apenas 6 meses.

Quando percebeu que não tinha argumentos contra possíveis provas matérias, a suspeita teria confessado ao delegado Gledson do Nascimento que o matou queimado ateando fogo na casa, por causa do intenso desejo sexual da vítima. “Ela não agüentava mais”.

O crime aconteceu durante a madrugada. Segundo a primeira versão da acusada, Solange Cabral do Nascimento; dois homens teriam invadido a casa e ateado fogo no imóvel com um maçarico e depois fugiram pulando o muro dos fundos do terreno.

Acontece que a Polícia técnica não encontrou nenhum vestígio no local. Além disso, mesmo com a casa pegando fogo e o marido sendo queimado, antes de pedir socorro para tentar salva-lo, Solange pediu ao vizinho que tirasse o carro da garagem.

Como a tese caiu por terra, não lhe restou alternativa, senão confessar o crime, premeditado, sem permitir defesa à vítima e com requinte de crueldade.

José de Oliveira Silva, 73 anos, era viúvo quando conheceu e se casou com a mulher que o matou. Solange do Nascimento foi recolhida à Cadeia de Avaré.