ANUNCIE AQUI!
18/08/2011

Encerrado o debate entre leitores sobre os crimes da Tapajós

O Blog abriu oportunidade para que os leitores pudessem expressar suas opiniões sobre a polêmica que se estabeleceu a partir das matérias que foram publicadas. Leiam nas próximas horas, um editorial sobre, “A comunicação como arma eficaz no combate à violência”.

O repórter Jota Neves, é há décadas um combatente ferrenho da violência e defensor da justiça. Subtende-se que um promotor quando defende uma tese baseado nos fatos e pede a absolvição de um réu, não significa que está ao lado do acusado. Ao contrário. Um promotor tem justamente a função de promover a justiça.

Quando um juiz profere uma sentença, baseado no julgamento de um Tribunal do Juri, composto na maioria das vezes, por leigos, não quer dizer que esteja praticando injustiça. Importa em dizer que talvez este ou aquele lado não tenha conseguido sensibilizar os jurados.

Talvez seja este o “x” da questão, ora em discussão. A Polícia não foi convincente. É como se estivesse ausente da cena do crime. Mas nada que laudos não comprovem e uma possível reconstituição não tire todas as dúvidas. Aliás, seria importante que até o Ministério Público acompanhasse esse trabalho que é um instrumento importante diante de situações duvidosas.

Quanto as outras possíveis opiniões, elas podem continuar sendo endereçadas às matérias correspondentes de acordo com suas respectivas categorias.