ANUNCIE AQUI!
06/06/2016

Formação de nuvem gigantesca assusta moradores de Tupã

‘Supercélula’ foi registrada por diversos ângulos. Fenômeno pode gerar tempestade intensa e tornados.

Do G1 Bauru e Marília

Fenômeno se dissipou antes de atingir o solo (Foto: Mariana Mardegan/Divulgação)

Fenômeno se dissipou antes de atingir o solo (Foto: Mariana Mardegan/Divulgação)

A formação de uma “supercélula” no céu de Tupã (SP) assustou moradores e motoristas, no final da tarde de domingo (5). A grande nuvem, que se dissipou antes de atingir o solo da cidade, foi fotografada por diversos ângulos. (Veja fotos abaixo)

Diversas imagens foram enviadas por telespectadores pelos canais de comunicação da TV TEM.

Fotos foram enviadas a um grupo que mantém uma página nas redes sociais analisa e estuda esses fenômenos.

Segundo especialistas, a grande nuvem é classificada como uma “supercélula”. Ela é uma nuvem que pode gerar tempestade intensa e tornados, além de se caracterizar pela rotação circular de ar.

Apesar do susto, nenhum estrago foi registrado na cidade e ninguém ficou ferido.

De acordo com Fernando Tavares, meteorologista do Instituto de Pesquisas Meteorológicas (Ipmet) da Unesp de Bauru, o fenômeno se forma devido à instabilidade atmosférica e umidade em níveis baixos favorecem a formação de nuvens verticais. “Normalmente o tornado se origina na supercélula e eventualmente pode tocar o chão. Caso atinja o chão, ele varia de 65 a 400 ou 500 quilômetros por hora, o que é bastante raro de observar.”

Moradores de Tupã registraram fenômeno em diversos ângulos (Foto: Reinaldo Devale/Divulgação)

Moradores de Tupã registraram fenômeno em diversos ângulos (Foto: Reinaldo Devale/Divulgação)