ANUNCIE AQUI!
24/11/2016

Médicos se reúnem para discutir possível fechamento do hospital São Francisco

A unidade de saúde de Tupã “agoniza” com a falta de recursos e não há atendimento nem pela Unimed.

hospital são francisco

Literalmente o hospital São Francisco de Assis de Tupã está na “UTI – Unidade de Terapia Intensiva” e, sem recurso para se manter pode fechar as portas. Uma reunião envolvendo a direção da unidade e médicos que compõem o sistema de cooperativa Unimed aconteceu no começo da noite desta quarta-feira (23).

Após o encontro que durou cerca de duas horas, alguns profissionais demonstravam otimismo para não alarmar os funcionários e outros eram explícitos e declaravam que o “paciente” – no caso o hospital estava em “fase terminal” – sem saída para a crise que o atinge.

A crise de gestão foi arrastada e culminou com uma profunda falta de recurso para manutenção da instituição. Nesta noite, por exemplo, sequer existia médico de plantão para atender os pacientes-clientes da Unimed.

Alguns diretores da unidade entendem que apenas o fechamento do Pronto Socorro é suficiente para manter o hospital atendendo de forma particular, entretanto, a tese não procede. Nem mesmo os clientes da Unimed têm garantia de atendimento por falta de profissionais de plantão.

A reportagem tentou contato com a direção do hospital São Francisco, mas por volta das 22h22, não havia nenhum diretor no local, para confirmar ou desmentir o fato. No começo deste ano, a prefeitura teve que socorrer o hospital liberando recurso de subvenção que estava em atraso. Com o recurso foi possível quitar dívidas trabalhistas com os cerca de 250 funcionários.

Leia tambémSob nova direção: São Francisco para atendimento através do SUS

Calote aos hospitais: na recepção ao Dr. Hollywood, a “luta e abraço” de protesto contra Gaspar