ANUNCIE AQUI!
25/11/2016

Na UTI: sem conseguir cumprir metas, Secretaria de Saúde do Estado pode fechar São Francisco

A confirmação sobre a crise vivida pelo São Francisco foi ratificada nesta sexta-feira (25) pela direção da unidade que admitiu rombo de R$ 12 milhões e descumprimento de metas exigidas pelo Estado.

Passeata

Por conta disso, além da situação financeira precária que justificaria o fechamento das portas da instituição, a Secretaria de Saúde do Estado também pode determinar o encerramento das atividades do hospital.

Neste momento de falência “múltipla de órgãos”, a população até sente-se sensibilizada com a situação dos funcionários e pela ausência de atendimento, mas também questiona a falta de transparência da diretoria, que na maioria das vezes, sonega informações.

Os diretores só vieram à imprensa quando não existia outro meio para justificar o descumprimento de suas funções, a falta de atendimento no Pronto Socorro e até dos associados do plano Unimed.

Já os cerca de 280 funcionários e médicos se juntam à população para uma passeata na Avenida Tamoios, neste sábado (26), a partir das 9 horas, com objetivo de chamar a atenção para o problema e como forma de pedir socorro aos autoridades políticas para tentar impedir o encerramento das atividades da unidade hospitalar.