ANUNCIE AQUI!
18/05/2017

“Não renunciarei”, diz Temer em pronunciamento na TV

Temer e Maia ladeando o deputado federal Evandro Gussi (PV), defensor da reforma da Previdência promovida pelo presidente

Temer e Maia ladeando o deputado federal Evandro Gussi (PV), defensor da reforma da Previdência promovida pelo presidente

Se o presidente Michel Temer (PMDB) renunciasse, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (PMDB) assumiria a presidência, convocaria o Congresso para eleger o novo presidente que governaria o país até o final de 2018.

Durante um rápido pronunciamento à nação, Temer desmentiu que tivesse comprado ou determinado que comprassem o silêncio do ex-presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB), preso pela Operação Lava Jato.

Disse que espera o mais rápido possível o esclarecimento definitivo dessa situação, destacou rapidamente a retomada do emprego e das reformas que seu governo pretende implementar para o Brasil voltar a crescer e criticou nas entrelinhas o STF – Supremo Tribunal Federal por omitir-lhe informações sobre a delação premiada, mas espera provar sua inocência.

De acordo com o jornalista Ricardo Noblat de O Globo, o presidente Michel Temer estaria pronto para anunciar sua renúncia ao cargo e deveria fazê-lo ainda hoje, no início da noite.