ANUNCIE AQUI!
29/08/2017

Acordão: apesar da pressão do PSDB, Pastor Eliézer e Telma abandonam a bancada

O documento foi protocolado ontem à noite na Câmara Municipal. A decisão é um indicativo de que os dois estão propensos a abandonar a oposição e fazer parte de forma extraoficial da base aliada do prefeito Ricardo Raymundo (PV). O PSDB prometeu punição.

Clique sobre o documento e veja a íntegra do protocolo

Clique sobre o documento e veja a íntegra do protocolo

Os vereadores tucanos Pastor Eliézer de Carvalho e Telma Tulim protocolaram ontem (28), às 21h57, documento informando ao presidente do legislativo, Walter Moreno Panhossi (DEM) a decisão de constituírem um novo bloco parlamentar que terá como líder o Pastor Eliézer. Ambos foram assediados pelo executivo para comporem a base aliada situacionista.

Enquanto Telma Tulim seria contemplada com a Secretaria da Assistência Social, o Pastor Eliézar seria o líder do prefeito na Câmara. Porém, as negociações tomaram rumos diferentes após a divulgação feita pelo blog e, na pior das hipóteses, a vereadora e seu companheiro partidário que agora fazem parte de um bloco “independente” já se contentam com algumas Divisões para indicar seus colaboradores a cargos de segundo escalão.

O acordão envolve a criação de Secretarias, Departamentos e cargos em comissão para definir uma nova realidade na Câmara. Ricardo Raymundo passaria a contar com 10, dos 15 vereadores. O líder da oposição Amauri Sérgio Mortágua (PR) não acredita nessa possibilidade.

TIAGO MATIAS

Tiago Matias - começa desistir de ir para a situação. Passou a ser criticado após decisão

Tiago Matias – começa desistir de ir para a situação. Passou a ser criticado após decisão

Comprovando o raciocínio do líder de oposição, o primeiro a sentir de que do outro lado não haverá “água para todos” apagarem o fogo do desespero – foram os comentários feitos ontem pelo vereador Tiago Matias (PRP).

Pressionado pelos seus eleitores, já pensa em desistir de ir para a base governamental. A promessa é de que seria criada a Secretaria da Juventude para seu assessor Fernando Oliver Amato comandá-la.

Leia também: PSDB diz não para acordo com a administração de Ricardo Raymundo