ANUNCIE AQUI!
26/09/2017

Chegada de Ribeirão à Câmara pode rachar a oposição

Os comentários sobre essa possibilidade já são ouvidos nos corredores da Câmara de Tupã. Ribeirão é visto como desagregador e árduo defensor de seus próprios interesses. Enquanto isso, Rudynei Monteiro espera “milagre” para escapar da pressão exercida pelo pepessista, aliada a sua vontade de deixar Tupã.   

Retorno de Ribeirão à Câmara pode rachar ainda mais a oposição. Tiago Matias (PRP), Eliézer Carvalho (PSDB) e Telma Tulim (PSDB) já haviam deixado a oposição.

Retorno de Ribeirão à Câmara pode rachar ainda mais a oposição. Tiago Matias (PRP), Eliézer Carvalho (PSDB) e Telma Tulim (PSDB) faziam parte do extinto G-8.

 

O anúncio sobre um possível conluio capaz de trazer o ex-parlamentar Antônio Alves de Sousa, o “Ribeirão” (PP) para substituir o vereador Rudynei Monteiro (PP), já provoca burburinhos nos corredores do Legislativo tupãense. O descontentamento é geral. Por isso, a bancada da oposição pressiona o pastor.

Durante a sessão ordinária da noite desta segunda-feira (25), ele teria sido questionado pelos oposicionistas sobre a possibilidade da renúncia. Rudynei não desmentiu. Preferiu dizer que “espera providências divinas para tomar uma decisão”. Por outro lado, Ribeirão já dá como certo o seu retorno à Câmara. Se não fosse verdade, Rudynei poderia ter desmentido tudo da tribuna, mas optou por calar-se.

O que mais preocupa a oposição é o fato que Ribeirão é desagregador, oportunista, ardiloso e defensor ferrenho de seus próprios interesses. É desta forma que impôs o jeito de “auxiliar” o vereador Rudynei Monteiro, a resolver seus eventuais problemas pessoais e ou profissionais – como parlamentar.

Já existiria um ensaio por parte de alguns oposicionistas insatisfeitos só com a possibilidade de Ribeirão compor a bancada, o que poderá acontecer a partir do dia 15 de outubro. Outros integrantes da Câmara e da prefeitura – desafetos do pepessista, também demonstram preocupação com a renúncia de Rudynei Monteiro.

PRESSÃO 

Pressionado por eleitores e fiéis, pastor Rudynei espera "providência divina" para anunciar a renúncia

Pressionado por eleitores e fiéis, pastor Rudynei espera “providência divina” para anunciar a renúncia

A pressão que o pastor e vereador Rudynei Monteiro enfrenta é gigantesca. Uma delas é exercida pelo próprio Ribeirão que finalmente viu a grande chance de ele assumir a suplência. Por isso, a pretensão era deixar tudo certo, e de repente, simplesmente anunciar a renúncia, mas a movimentação foi grande.

O momento escolhido foi até oportuno, quando o Executivo resolveu abrir o governo do PV e iniciou um troca-troca sem precedência de cadeiras na Câmara e nas Secretarias. Apesar de tudo ter sido tratado no centro do Três Poderes, em Brasília, a informação chegou ao blog.

A divulgação antecipada, na sexta-feira (22), antecipou um segundo tipo de pressão sobre o titular da cadeira. Também foi no mesmo dia, que praticamente Ribeirão ratificou a possibilidade ao se reunir na Câmara com o secretário legislativo de Finanças e responsável pelo RH – Recursos Humanos da Câmara.

Simultaneamente, Ribeirão admitiu ao prefeito Ricardo Raymundo (PV) que vai assumir a cadeira no Legislativo ao se recusar a fazer parte do trabalho de desenvolvimento de Tupã, a partir da junção de esforços de outras siglas partidárias.

Enquanto para Ribeirão tudo já está consumado, Rudynei surpreendido com a repercussão, ainda não encontrou resposta convincente que justificasse abandonar seus eleitores, fiéis e partir em busca de novos rumos, em busca de sua satisfação profissional e ou pessoal e, em contrapartida, permitir o retorno do nefasto Ribeirão – cujo os eleitores tupãenses disseram não, nas eleições de 2016.