ANUNCIE AQUI!
25/09/2017

Ribeirão se recusa ajudar o governo de Ricardo Raymundo

O suplente do vereador Rudynei Monteiro pode assumir a cadeira a partir do dia 15 de outubro, mas já fez reunião com o secretário de Finanças e do RH da Câmara.

Ricardo Sinalizou com bandeira branca, mas o suplente e Gustavo Gaspar estavam por trás da oposição

Ricardo Sinalizou com bandeira branca, mas o suplente e Gustavo Gaspar (PMDB), já estavam por trás da oposição

Ribeirão recusou ajudar o governo de Ricardo Raymundo

Ribeirão recusou ajudar o governo de Ricardo Raymundo

Um indicativo de que já está tudo certo para o suplente Antônio Alves de Sousa, o “Ribeirão” (PP) assumir a cadeira na Câmara de Tupã em substituição ao vereador e Pastor Rudynei Monteiro (PP), aconteceu ainda na manhã da última sexta-feira (22).

Exatamente uma hora antes de o blog publicar matéria divulgando com exclusividade a trama que envolve o assunto, por volta de 11h30, Ribeirão esteve no legislativo para se reunir com o responsável pelo setor de Finanças da Câmara, Paulo Costa. O funcionário também responde pelo setor de RH – Recursos Humanos. Logo, o assunto tratado tem relação com o seu retorno e a indicação de seu assessor parlamentar.

No mesmo horário, o prefeito José Ricardo Raymundo (PV) conversava com alguns integrantes do parlamento sobre os projetos de lei, já protocolados que visam promover a reestruturação administrativa e de cargos.

O encontro entre Ricardo e Ribeirão foi rápido, segundo interlocutores, mas o diálogo foi iniciado no sentido de convidá-lo para integrar a base aliada ao governo e juntos trabalharem para o desenvolvimento de tupã. Ribeirão disse não ao prefeito.

O não tem uma explicação lógica: o objetivo de seu retorno é ganhar espaço para a campanha eleitoral de 2018. O espaço a ser criado ou ampliado é para propagar os possíveis feitos de Guilherme Mussi e Fausto Pinato. Os dois serão concorrentes diretos de Evandro Gussi (PV). Além disso, são os dois federais do PP, que vão “patrocinar” possivelmente com recursos públicos a transferência do Pastor Rudynei Monteiro para São Paulo.

REPERCUSSÃO

O fato divulgado pelo blog teve repercussão imediata nos meios políticos tupãenses. Caiu como uma bomba neste fim de semana. Nos corredores da prefeitura, Câmara e TV Câmara, o assunto dominante foi a volta de Ribeirão ao legislativo.

Nas redes sociais as críticas foram ferrenhas ao Pastor Rudynei Monteiro e ao seu suplente Ribeirão. Muitos internautas se recordaram das matérias divulgadas pelo blog, logo após as eleições de 2016, indicando a possibilidade de o fato se consumar.

Dois críticos ferrenhos de Ribeirão, um no executivo e outro na Câmara, já se articulam para um possível combate a partir do momento que o polêmico político reassumir sua cadeira no legislativo, para cumprir o sétimo mandato consecutivo, com uma pausa de nove meses. Já existiria até uma data para a posse efetiva de Ribeirão – em meados de outubro. Em 12 de outubro Tupã faz aniversário.

Até lá serão pontuados o plano que envolve a nomeação de Rudynei Monteiro como assessor dos federais em São Paulo, e sua efetiva renúncia para dar lugar ao presidente do Diretório Municipal do PP – Ribeirão.

A partir de Tupã, Ribeirão promete aos deputados Mussi e Pinato ser mais efetivo na propagação das propostas da sigla e de seus candidatos em toda a Alta Paulista. De volta ao parlamento, também não vai faltar recursos para a cada semana ir à Brasília visitar os amigos em nome do suposto interesse “republicano”.