ANUNCIE AQUI!
20/11/2017

Capitão Neves defende manifestante solitário por criticar Ribeirão

O líder do prefeito foi o único parlamentar que saiu em defesa do protestante.

Capitão Neves - "disse o que o povo de Tupã sente"

Capitão Neves – “disse o que o povo de Tupã sente”

Capitão protestoO vereador Gilberto “Capitão” Neves da Cruz (PV), líder do prefeito José Ricardo Raymundo (PV), foi o único parlamentar que saiu publicamente em defesa do profissional de RH – Recursos Humanos – Bruno Giuseph Oliveira Zamai, após o protesto isolado que fez no plenário da Câmara, durante a sessão de posse do vereador Antônio Alves de Sousa, o “Ribeirão” (PP).

O fato ocorreu na segunda-feira passada, dia 13. A posse para o sétimo mandato do parlamentar só foi possível graças a renúncia de seu colega de partido, o pastor Rudynei Monteiro. Monteiro assumiu a assessoria do PP, em São Paulo. O acordo foi fechado entre Ribeirão, Rudynei e os deputados federais do PP, Guilherme Mussi e Fausto Pinato.

Zamai, mesmo sozinho, levantou vários cartazes que levou para o parlamento demonstrando seu descontentamento pela manobra que levou o edil a retornar à Câmara. Pelas redes sociais, muitas foram as manifestações contrárias à renúncia de Rudyeni Monteiro, mas apenas Zamai saiu do virtual para promover um protesto real.

O manifestante foi execrado por Ribeirão que cometeu até abuso de autoridade contra um cidadão que promovia um protesto respeitoso e silencioso. Uma plateia de evangélicos que estava no local e até alguns integrantes do PV, aplaudiu e ou se esquivaram, respectivamente do olhar fumegante de Ribeirão.

Bruno protestoRibeirão briga

Descontrolado, o edil gritou, esbravejou e confirmou seu raciocínio durante entrevista à Rádio Tupã, quando disse “que quem protesta não tem família e nem o que fazer”. De novo, virtualmente, a maioria defendeu Zamai pela sua atitude de coragem. Para Ribeirão “coragem teve o pastor Rudynei” em renunciar a seu favor.

Rudynei só não demonstrou coragem para renunciar em público, da mesma forma que fazia todas as segundas-feiras, durante seus discursos da tribuna. Mas, além de internautas, o protestante recebeu apoio de peso.

O vereador verde – Capitão Neves agiu como líder e parabenizou a iniciativa do cidadão: “Parabéns amigo, pela coragem de dizer o que todos sentem” – referindo-se ao cartaz que dizia “ser vergonhoso para Tupã ter um vereador como Ribeirão”.

Quem sabe, a partir desta defesa, não surja mais alguns Zamais, para realmente protestar em solidariedade ao manifesto solitário e corajoso de um cidadão envergonhado com a imoralidade tramada em Brasília, durante as muitas viagens de Rudynei Monteiro custeadas com dinheiro público, tudo em nome do “trabalho por Tupã”.

Rudynei Monteiro usou o dinheiro de Tupã e o cargo confiado pelos eleitores para entregar currículo de emprego em Brasília para quem lhe ofertasse um salário maior.