ANUNCIE AQUI!
06/06/2018

“Proibido morrer”: Tupã já não tem onde enterrar seus mortos

Hoje, dia 6, só há local para um sepultamento. 

Muro que divide o cemitério da Saudade e a área de ampliação na direção da Secretaria de Meio Ambiente, já foi derrubado...

Muro que divide o cemitério da Saudade e a área de ampliação na direção da Secretaria de Meio Ambiente, já foi derrubado…

É o fim. Sem o novo cemitério anunciado o ano passado pela administração de José Ricardo Raymundo (PV), e sem a ampliação totalmente concluída, coveiros e funcionários que trabalham no setor estão preocupados com a situação.

Segundo informações, no cemitério da Saudade só há espaço para sepultar apenas mais um corpo. Parte do muro que demanda para o CIM – Centro de Integração do Menor (ampliação) já foi derrubado, mas os trabalhos estão inconclusos. Além disso, não haveria sequer material para a construção das carneiras.

A última carneira para sepultamento

A última carneira para sepultamento

Caso ocorra mais que duas mortes nesta quarta-feira, os demais só serão sepultados se a família já possuir um túmulo.

O novo cemitério que a prefeitura pretendia implantar entre o CTA da Camap e o Terceiro Distrito Industrial não foi viabilizado, por ser área imprópria para essa finalidade.

Leia tambémINFRAESTRUTURA: Prefeitura vai adquirir área para implantar novo cemitério