ANUNCIE AQUI!
21/11/2018

O DIÁLOGO DA CORRUPÇÃO: “Até um ano atrás a gente não tinha um gato pra puxar pelo rabo”

A Frase acima sugere uma conversa entre duas pessoas e, que não possuíam sequer, um bichano para puxar pelo rabo, mas de repente, surgia mais uma oportunidade de melhorar de vida às custas do dinheiro público.

O eleitor deu a Tiago a oportunidade que ele pediu...

O eleitor deu a Tiago Munhoz Matias a oportunidade que ele pediu…

O diálogo faz parte da degravação de áudio que consta dos autos que culminou com o afastamento do vereador Tiago Matias (PRP). Por determinação da Justiça, o parlamentar permanecerá afastado até a conclusão do processo.

Para definir o afastamento do edil das funções de legislador, a Justiça embasou-se na existência de degravação de reunião realizada pelo seu ex-assessor e compadre Fernando Oliver Amato.

Tiago Matias “negociava” a obtenção de vantagem (recebimento de parte de remuneração) na hipótese de nomeação da Oliver Amato como secretário Municipal. Para tanto, o vereador tentava convencer seu compadre e agente político exercendo sua influência.

O promotor de Defesa do Patrimônio Público e Social, Rodrigo de Andrade Fígaro Caldeira, foi categórico em oferecer a denúncia e pedir o afastamento do réu: “Convém colacionar, por oportuno, especialmente para ilustrar com clareza a intenção delituosa do demandado e sua nítida vontade em tirar proveito econômico do mandato eletivo de Vereador que ocupa, alguns trechos mais relevantes dos diálogos travados, extraídos do auto de degravação de fls. 162/164 do inquérito policial nº 0002524-72-2018.8.26.0637, e numerados nessa oportunidade para facilitar eventuais menções futuras, conforme segue:

1 – TIAGO MATIAS: “ENTÃO OH! ELA FALOU PRA MIM QUE É SEIS E NOVECENTOS O BRUTO, NÉ?… AÍ DESCONTANDO FICA CINCO, QUATROCENTOS E TRINTA… O QUE DÁ FAZER PRA FICAR BOM PRA MIM E PRA VOCÊ… PRA MELHORAS PRA VOCÊ… VOCÊ GANHA QUANTO?

2 – FERNANDO AMATO: “MIL E OITOCENTOS MAIS QUATROCENTOS MAIS DUZENTOS…”

3 – TIAGO MATIAS: “DOIS MIL E DUZENTOS. VAMOS FAZER O SEGUINTE. A GENTE TAVA FALANDO DE RACHAR. VOCÊ ME PASSA DOIS. VOCÊ FICA COM TRÊS, QUATROCENTOS E TRINTA. VOCÊ VAI TER UM AUMENTO AÍ DE MIL, DUZENTOS E TRINTA REAIS. AÍ DEPOIS QUANDO LIBERAR O AUMENTO, AÍ A GENTE VÊ O QUE FAZ… DAÍ ACHO QUE VAI LIBERAR PRA MIM TAMBÉM… AÍ DESAFOGA TODO MUNDO.”

Segundo os autos, o vereador tratava o dinheiro público como numa relação de compadres

Segundo os autos, o vereador tratava o dinheiro público como numa relação de compadres

4 – FERNANDO AMATO: “ESSE AUMENTO VEM JUNTO?”.

5 – TIAGO MATIAS: “ENTÃO É… DAÍ VEM JUNTO… AÍ JÁ VAI AUMENTAR BEM”

6 – FERNANDO AMATO: “E DEPOIS QUE AUMENTAR?”

7 – TIAGO MATIAS: “A MANO SE EU TIVER PRECISANDO EU FALO… SE EU NÃO TIVER PRECISANDO EU DEIXO TODO O AUMENTO PRA VOCÊ… AÍ FICA BOM PRA TODO MUNDO. MAS O NOSSO COMPROMISSO DESSE É AGORA. VOCÊ ME PASSA DOIS ATÉ QUANDO VOCÊ FICAR COMO SECRETÁRIO. DEPOIS DO AUMENTO VOCÊ FICA LÁ. VOCÊ TÁ MEIO APERTADO TAMBÉM, NÃO TÁ? É O AUMENTO QUE EU DOU PRA VOCÊ””

8 – TIAGO MATIAS: “NINGUÉM SABE… SÓ A GENTE SABE DISSO AQUI SÓ… EU CONFIO EM VOCÊ… FICA BOM PRA MIM E PRA VOCÊ… MELHORA PROS DOIS ENTENDEU?… ATÉ UM ANO ATRÁS A GENTE NÃO TINHA UM GATO PRA PUXAR PRO RABO”.

9 – TIAGO MATIAS: “MAS COMPENSA PÔ… PRO SEU CURRÍCULO… É UMA VITRINE QUE VOCÊ TEM… VOCÊ VAI SER SECRETÁRIO… PORTA SEMPRE VAI TÁ ABERTA… MEU VOCÊ TÁ COMIGO… VOCÊ É MEU HOMEM DE CONFIANÇA… MEU PARCEIRO…”

10 – TIAGO MATIAS: “AÍ VAI SER O SEGUINTE… QUANDO VOCÊ FOR RECEBER, VOCÊ SACA LÁ, COLOCA NUM ENVELOPE, COLOCA AQUI. NEM VOU PEGAR DA SUA MÃO…”

11 – TIAGO MATIAS: “FECHADO… AÍ DESAFOGA TANTO EU QUANTO VOCÊ. TAMO JUNTO. CONFIO EM VOCÊ MANO… VOCÊ TÁ INDO PRA LÁ PORQUE GOSTO DE VOCÊ… QUERO MELHORAR SUA VIDA… MELHORAR A MINHA… A GENTE TEM QUE FICAR JUNTO ATÉ O FIM… VOCÊ TEM FAMÍLIA AGORA… EU TENHO A MINHA… VOCÊ É PADRINHO DO MEU FILHO MEU… PODE CONFIAR EM MIM… ONDE EU ESTIVER VOCÊ VAI TÁ JUNTO.”