ANUNCIE AQUI!
03/12/2018

Criminal: Justiça “truca” e derruba Tiago Matias outra vez da cadeira

O parlamentar foi à Câmara para tomar posse e ficou sabendo sobre outro despacho, agora criminal pedindo mais uma vez o seu afastamento. A defesa do edil impetrou mandado de segurança para cassar a decisão.

Tiago emburrado

Durou poucas horas a expectativa de Tiago Munhoz Matias (PRP). Ao retornar ao Legislativo para verificar a possibilidade de ser reempossado ainda hoje, foi notificado de que há outro despacho pedindo seu afastamento.

O novo despacho é na área criminal, e ocorreu logo após o blog informar na segunda-feira, dia 26, que seus advogados haviam recorrido ao Tribunal de Justiça de São Paulo para reconduzi-lo ao cargo.

No dia seguinte, o juiz Fábio José Vasconcelos suspendeu Tiago Matias de forma cautelar do cargo de vereador, “medida que deverá perdurar durante o trâmite processual”, confirmou o magistrado.

O presidente do Legislativo, Valter Moreno Panhossi (DEM) foi notificado sobre a nova decisão também nesta segunda-feira (3).

Os motivos que embasam o novo pedido de afastamento são os mesmos da esfera civil. “Sua manutenção no cargo de vereador ensejará a continuidade da prática de infrações penais e sobretudo influir as testemunhas, no regular andamento do processo”.

MANDADO DE SEGURANÇA

Advogado Victor Anuvale - mandado de segurança

Advogado Victor Anuvale – mandado de segurança

O advogado de defesa do parlamentar, Victor Anuvale disse à reportagem que pediu que o juiz reconsidere sua decisão, considerando não haver prejuízo à instrução processual. Ao mesmo tempo, já impetrou mandado de segurança ao Tribunal de Justiça para cassar a decisão na esfera criminal.

“Eu acredito que lá para quinta-feira, dia 6, saia uma decisão e, com certeza, vai ser para reconduzir Tiago Matias à Câmara de Tupã”, enfatizou.

Diante desse imbróglio jurídico, o comunista Luis Alves de Sousa segue como suplente até o próximo capítulo.