ANUNCIE AQUI!
05/02/2019

Juri absolve “Baiano” acusado da morte de “Cláudio Pamonheiro”

"Baiano", ladeado pelos advogados Botteon e Marcelo "Bola"

“Baiano”, ladeado pelos advogados Botteon e Marcelo “Bola”

O Tribunal do Júri absolveu na noite de ontem (4), o feirante Francismar Luis de França, o “Baiano”, acusado de crime contra a vida de Cláudio Rafael Zaurísio, o “Cláudio Pamonheiro”. O crime ocorreu em 13 de janeiro de 2015.

De acordo com os advogados de defesa Gustavo Botteon e Marcelo da Silva Gomes, os jurados negaram a autoria do crime e “Baiano” foi absolvido da acusação por 4 votos a 2. “Baiano” já havia sido condenado a um ano de prisão.

Leia também: CASO “PAMONHEIRO”: Justiça acata pedido de liberdade provisória e solta “Baiano”

O crime que resultou na morte do também feirante Cláudio, foi considerado à época com requintes de crueldade. O corpo foi localizado carbonizado em sua camionete D-10, placa BNK-5029.

Leia também: Homicídio ou latrocínio? Pamonheiro é encontrado carbonizado no interior de camionete

Cláudio havia sido visto pela última vez colhendo milho numa propriedade rural, por volta das 20 horas. Ás 20h45, a camionete foi localizada às margens da vicinal que liga Tupã a Arco-Íris, nas proximidades do Aeroporto.

O veículo estava carregado com espigas de milho e incendiado. O corpo de Cláudio estava de bruços no assoalho do veículo. Testemunhas que passavam pelo local avisaram o Corpo de Bombeiros.

Leia maisPassional: no velório amigos comentavam sobre autoria e motivação para a morte de Pamonheiro