ANUNCIE AQUI!
22/03/2020

A dengue aumentou mais que 50% em Tupã, em meio a preocupação com a Covid-19

Ao contrário do que divulgou o vereador Paulo Henrique Andrade, comparativo sobre o mesmo período de 2019, aponta para o dobro de casos de dengue, em 2020, apesar de um alto investimento.

PH 3

Em meio a pandemia de coronavírus, a epidemia de dengue já é uma realidade no município. O comparativo mostra que no mesmo período do ano passado, 19 de março, a Secretaria Municipal de Saúde divulgou 144 casos confirmados de dengue, contra 284 neste ano. Os números do ano anterior foram repassados ao edil.

Nesta segunda-feira, dia 23, esse número pode passar de 300. Até sexta-feira, dia 20, mais 30 pessoas aguardavam resultados de exames. O registro é de em média de 4 casos positivos por dia.

Em 2019, foram registrados 754 óbitos pela doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, ante 155 no ano anterior. Já em 2017, o balanço do Ministério da Saúde foi de 185 mortes.

A série histórica do governo federal teve início em 1975. O ano passado fica atrás somente de 2015, quando houve quase 1,7 milhão de registros da doença no País, segundo o Sinan (Sistema de Informação de Agravos de Notificação), do ministério.

Foi neste cenário nacional que Tupã registrou cerca de 6.100 casos e seis pessoas perderam a vida. A epidemia custou o cargo de prefeito de Ricardo Raymundo (PV), que ainda briga na Justiça para retornar ao posto.

INVESTIMENTOS

caio-aoqui5

Dois dias após sua posse como prefeito em exercício, Caio Aoqui (PSD) reuniu a imprensa e anunciou ao lado de vereadores investimentos consideráveis para impedir que neste ano, o fato voltasse a se repetir.

Marco Antônio de Barros, o “Marquinhos da Dengue” foi nomeado o novo coordenador do Setor de Combate a Endemias, as equipes de trabalho foram ampliadas, equipamentos adquiridos, inseticida e até material biológico para impedir a proliferação do mosquito. Os mutirões iniciados na administração anterior foram mantidos. Equipes exclusivas percorrem casas para alugar e locais públicos, em busca de criadouros do Aedes aegypti. Então, o que deu errado?

QUAL É A VERDADE?

Dengue fever vector, mosquito biting hand.

Hoje, os mesmos vereadores parecem enxergar outra realidade. Paulo Henrique Andrade (PPS), por exemplo, divulgou uma matéria na imprensa informando redução de 66%, no número de casos de dengue em Tupã.

De acordo com a divulgação do parlamentar, os casos positivos de dengue apresentaram queda de 66,45%, neste ano, na comparação com igual período do ano passado.

- Entre os meses de janeiro a março de 2019 foram registrados 635 casos de dengue, disse o parlamentar. O suposto levantamento é do dia 11 de março e indicava que o município havia registrado apenas, neste ano, 213 casos de dengue. Com a palavra, o secretário municipal de Saúde, César Donadelli.