ANUNCIE AQUI!
27/01/2021

Por conta de todos: Caio “esvazia” protesto e reabre comércio

COLETIVA (1)O prefeito Caio Aoqui (PSD) esvaziou o protesto marcado para sexta-feira, dia 29, na porta da prefeitura e na tarde dessa quarta-feira (27) reeditou decretos 8.971 e 8.972 que determinam a reabertura do comércio tupãense a partir dessa quinta-feira (28).

O funcionamento será das 10 às 18 horas e, a partir das 20 horas, segue a “fase vermelha” determinada pelo estado. Os estabelecimentos comerciais não poderão atender mais que 30% de suas capacidades e a fiscalização deverá ser intensa para impedir que as novas regras sejam furadas.

O protesto que vinha sendo divulgado pelas redes sociais e aplicativos não tinha nome de nenhum organizador. Apenas informava que seria das 9 às 13, na porta da prefeitura. Sob a argumentação de que seria contra as “arbitrariedades” do governo Doria, a manifestação revelava que seria pela liberação do comércio e de outros segmentos.

- Queremos trabalhar. Essa conta não é nossa, dizia banner publicado em aplicativo.

Leia também: Covid dispara 220% em Tupã após reabertura do comércio 

Durante live, o vice-prefeito Renan Pontelli (PSDB) e o prefeito Caio Aoqui ratificaram seus compromissos sobre geração de emprego e também demonstraram preocupação no sentido de evitar aglomeração na área comercial.

- Essa conta é de todos nós. Todos nós devemos zelar pelo bem estar e pela saúde pública.

PÓS MORTE

A decisão de reabrir o comércio também foi “impulsionada” após a morte de duas pessoas que “esvaziaram” os leitos de UTI da Santa Casa de Misericórdia de Tupã. A primeira foi do tupãense Fábio Naoki Inafuko, 45 anos e, a segunda, do mariliense Flávio José dos Santos, 49 anos, que havia sido “exportado” para o município por falta de leitos nos hospitais de Marília.

PROTESTO