ANUNCIE AQUI!
05/02/2021

Justiça libera ex-secretário de Penápolis preso em operação que apura desvios milionários na Saúde

Wilson Carlos Braz foi preso durante operação da Polícia Civil e Gaeco; ex-secretário foi exonerado do cargo em outubro de 2020.

Policiais saem com documentos da Prefeitura de Penápolis na operação Raio X — Foto: Ivan Ambrósio/Jornal Interior

Policiais saem com documentos da Prefeitura de Penápolis na operação Raio X — Foto: Ivan Ambrósio/Jornal Interior

O Tribunal de Justiça de São Paulo concedeu liberdade provisória a Wilson Carlos Braz, ex-secretário de Saúde de Penápolis (SP). Ele foi preso em setembro do ano passado durante a operação Raio X, que apura desvios milionários na Saúde.

A operação foi feita pela Polícia Civil e pelo Grupo Especial do Ministério Público de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), para investigar grupo especializado em desviar dinheiro da área da saúde pública por meio de contratos milionários com municípios e Organizações Sociais (OS).

Durante a pandemia, R$ 500 milhões, que deveriam ter sido investidos em hospitais e no tratamento da Covid, foram roubados pelo grupo que era liderado por um médico e tinha a participação de políticos.

O ex-secretário foi denunciado pelo Mistério Público junto de outras cerca de 70 pessoas por crimes como organização criminosa, peculato, lavagem de dinheiro, corrupção e fraude em licitação.

Braz e outras 43 pessoas tiveram a prisão preventiva decretada pela Justiça. Ele foi exonerado do cargo de secretário municipal em outubro de 2020 e estava preso no presídio Romão Gomes, da Polícia Militar.

Fonte: TV TEM

Viagens, luxo e prostituição: com a ajuda de políticos, quadrilha gastou milhões desviados do combate à Covid — Foto: Montagem/G1

Viagens, luxo e prostituição: com a ajuda de políticos, quadrilha gastou milhões desviados do combate à Covid — Foto: Montagem/G1