ANUNCIE AQUI!
01/05/2017

Cláudio Silva pede ajuda para voltar a trabalhar

Promoter busca na solidariedade recursos para adquirir um novo triciclo Enquanto alguns inventam desculpas esfarrapadas para não trabalhar, outros demonstram como é possível superar desafios mesmo quando a circunstância insiste em expressar o contrário. A diferença está no querer ser útil à sociedade e servir de exemplo a tantos homens e mulheres em condições perfeitas de saúde, mas optam pelas “facilidades” do ócio e vadiagem. Em Tupã, são vários os exemplos de pessoas que nos ensinam todos os dias de que é preciso acreditar sempre! Um deles, é Claudomiro Pereira da Silva, 52 anos. Quem não o conhece? Talvez não seja conhecido como Claudomiro, mas quando falamos em Cláudio Silva, automaticamente nos vem à cabeça a imagem dele em seu triciclo - veículo que utiliza para trabalhar. Suas “pernas” são as rodas do triciclo, com o qual percorre o comércio tupãense divulgando e ou buscando patrocínio para promover um evento (shows, quermesses, rodeios, entre outros). O que o impulsiona é o trabalho e a solidariedade. Prestativo e convicto da importância que tem no contexto da comunidade, não há campanha realizada por grupos de voluntários sem a colaboração de Cláudio Silva. Foi assim que fundou a associação em defesa de pessoas com deficiência de Tupã e Região (APDETT) com amplo trabalho de sensibilização da população ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Cidade
24/04/2017

Tupãense fotografa medicamentos vencidos em empresa de incineração

A prefeitura diz desconhecer o fato registrado em Votuporanga.  Um tupãense que prefere não ser identificado registrou através de fotos supostamente tiradas no dia 6 de fevereiro de 2017, um grande volume de caixas de remédios que estavam numa sala de incineração de uma empresa de Votuporanga, na região de São José do Rio Preto. A prefeitura negou que tivesse conhecimento do fato, mas no local onde os medicamentos foram localizados funcionaria a empresa C L H – A. F. Fernandes Ambiental – ME, responsável pela coleta de resíduos não-perigosos e que mantém contratos com a prefeitura de Tupã. Em um desses contratos, o valor é inferior a R$ 8 mil e, por isso, dispensa a necessidade de licitação. O montante foi quitado neste ano em restos a pagar. Já o segundo contrato entre a prefeitura e a Fernandes Ambiental é de R$ 49 mil. Desse valor, a prefeitura já teria efetuado o pagamento de uma parcela de aproximadamente R$ 19 mil. A C L H – A. F. Fernandes Ambiental – ME está localizada na Rua Armancio Waideman, 685, 6º Distrito Industrial de Votuporanga. Entre os remédios com data de validade vencida estão Dipirona.  

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Cidade
18/04/2017

Processo 110 – PAIDEIA: secretário de Governo substituiu procedimento de licitação

O pedido de abertura de processo seletivo foi feito antes de Mauro Guerra assumir oficialmente a Secretaria de Educação. O secretário de Governo e Administração, Cláudio Zapolato deve explicações à população sobre procedimento duvidoso a respeito de licitação que culminou com a contratação da PAIDEIA – Consultoria e Assessoria, responsável pelo processo seletivo para a contratação de professores para a rede municipal. Na tarde desta terça-feira (18), um vereador de oposição esteve no setor de Compras da prefeitura solicitando informações sobre o processo 110/2017. Este era o procedimento que teria dado origem à licitação. Neste documento existiria assinatura do ex-diretor da ETEC – Escola Técnica do Centro Paula Souza, Mauro Guerra Eduardo (PV). Agindo como um usurpador – sem ter o direito de assinar como secretário de Educação, Mauro Guerra enviou ofício de nº 001/17 ao secretário Zapolato solicitando a realização do processo seletivo. O documento é datado do dia 3 de janeiro. Num outro ofício do dia 13 de janeiro, Mauro Guerra informa a Secretaria de Assuntos Jurídicos sobre o motivo pelo qual deixaria de atender uma solicitação de vaga para uma criança na creche professora Irene Resina Migliorucci. Conforme a capa do processo requerido pelo pretendente secretário da Educação, no dia 5, o procedimento interno recebeu o número 110/2017. Fotos dos respectivos ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Cidade
18/04/2017

PAIDEIA descumpre edital e candidatos ficam sem explicações

O secretário da Educação lava as mãos e o prefeito ainda não se manifestou sobre o certame. O MP recebeu mais uma denúncia formal e pode pedir a anulação do processo. Terminou nesta segunda-feira (17), o prazo para a PAIDEIA Consultoria e Assessoria homologar a classificação geral dos cerca de 700 candidatos que participaram de processo seletivo no dia 9 de abril. Os professores têm procurado insistentemente a empresa situada em Catanduva, mas não tem obtido resposta. Ontem, alguns candidatos também questionaram a Secretaria Municipal da Educação (SEDUC) para pedir explicações e a resposta foi de que “o problema é entre a PAIDEIA e os candidatos. A SEDUC não tem nenhuma responsabilidade uma vez que a referida prestadora de serviços foi contratada através de licitação”, disse um interlocutor. Paralelamente a isso, ontem, mais uma candidata protocolou no Ministério Público (MP) pedido de investigação. A expectativa é de uma possível anulação do processo sob alegação de supostas irregularidades nos procedimentos da prova. O fato de não homologar a classificação também contraria o que determina o edital do certame. A PAIDEIA ainda não deu qualquer resposta aos eventuais recursos impetrados pelos candidatos até às 23h59 do dia 10. Participaram do evento 17 professores que atendem necessidades especiais, 13 de libras, 7 de informática, 33 de inglês, ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Cidade
13/04/2017

PAIDEIA II: professores protocolam recurso contra processo seletivo da prefeitura

Uma representação no Ministério Público contra a empresa “verde” pede investigação. Professores que participaram do processo seletivo realizado no domingo (9), na FACCAT protocolaram recurso nesta quinta-feira (13) ponderando sobre questões incoerentes ao cargo optado no ato da inscrição, conforme edital divulgado pela prefeitura de Tupã. Outros candidatos denunciaram ao Ministério Público (MP) as irregularidades encontradas no processo seletivo, promovido pela Secretaria Municipal de Educação, através da PAIDEIA – Capacitação, Consultoria & Assessoria – ME, do município de Catanduva. A PAIDEIA tem como proprietário José André Banhos, filiado ao Partido Verde. Foi candidato a vereador nas eleições de 2012 e também aparece como doador à campanha eleitoral do PV, nas eleições de 2014. De acordo com o edital 001/2017, as oportunidades são para Professor de Educação Infantil, Professor de Ensino Fundamental Anos Iniciais (1º ao 5º ano), Professor de Artes ou Ed. Artística, Professor de Educação Física, Professor Interlocutor de Libras, Professor de Necessidades Educacionais Especiais, Professor de Informática Educativa e Professor de Inglês. O salário previsto está na faixa de R$ 1.607,14 a R$ 1.987,04, para desempenhar atividades em carga horária de 30 ou 40 horas semanais. INVESTIGAÇÃO De acordo com a denúncia feita ao MP de Tupã, o processo seletivo teve no período da manhã uma prova única para professores de diversas disciplinas sem ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Cidade
15/02/2017

Foça maior

Por motivo de força maior ausentamo-nos temporariamente das redes sociais, bem como, do blog. Peço a compreensão de leitores, colaboradores, seguidores, amigos e amigas e, espero em breve restabelecer essa parceria de confiança que já dura décadas desde o período de minha estreia no rádio - informando e mostrando fatos que, na maioria das vezes, não são notícia na imprensa comum. Obrigado!

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Cidade
23/01/2017

Advogados são acusados de fraudar documentos e se apropriarem da Fazenda Palma

Mais de 154 hectares da propriedade estão sendo disputados após a morte do ex-presidente da Corporação Evangélica Palma. A viúva denunciou na Justiça os profissionais que registraram a fazenda em nome deles. Alex e Hamilton Ramos Fernandes prestavam serviços advocatícios e de contabilidade para a Corporação Evangélica Palma.                                   O desdobramento mais recente deste litigio aconteceu entre os dias 5 e 10 de janeiro e foi registrado na Central de Polícia Judiciária de Tupã. A atual presidente da Corporação Evangélica Palma, Eldah Lidak de Jesus Augstroze relatou ao delegado Paulo César Pardo Soares de que após a morte de seu marido João Augstroze Junior, ocorrida em 14 de março de 2015, vários documentos desconhecidos da vítima foram reconhecidos em serviços cartorários. A briga envolve 1,540 milhão de metros quadrados de terra pertencentes à Fazenda de propriedade da entidade filantrópica com sede no distrito de Varpa. A propriedade rural fica localizada entre os municípios de Tupã e Quintana. Segundo a denúncia, com a utilização de documentos supostamente fraudados, os advogados tupãenses Alex Aparecido Ramos Fernandez e Hamilton Donizete Ramos Fernandez teriam se apropriado de 154.92,82 (cento e cinquenta e quatro hectares, noventa e dois ares e oitenta e dois centares). De acordo com as alegações dos advogados, a propriedade foi penhorada, pois, teria sido “dada em ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Cidade
19/01/2017

Enquanto os prefeitos e vereadores brincam de estância turística, a Fazenda Palma está sendo dilapidada

Em breve ela ficará apenas na lembrança.  Fotos: G. Conde/Divulgação               Por: Pedro Mendonça A Fazenda Palma, situada próximo ao distrito de Varpa, no município de Tupã, tem um grande valor histórico, pois foi construída por imigrantes letos que chegaram na região na década de 1920. Também tem um alto valor econômico devido ao seu tamanho, de 256 alqueires, ou 619 hectares, sendo que a maior parte de suas terras agricultáveis são ocupadas por plantação de cana. Ela é propriedade da Corporação Evangélica Palma, uma entidade sem fins lucrativos. Entretanto ela é tratada como se fosse de uma pessoa, ou de uma família, desde 1999. Tudo começou em 1995, quando a JUERP (Junta de Educação Religiosa e Publicações da Convenção Batista Brasileira), antiga proprietária da fazenda, doou as terras para a Corporação Evangélica Palma. Na mesma época João Augstroze começou a fazer parte da corporação e foi nomeado diretor geral, segundo consta na ata da sessão plenária de 10 de junho de 1995. Além dele, assinaram a ata Maija Grikis, Ziedite Ozolins, Joao Alfredo Ozolin (cujo nome correto é Janis Alfreds Ozolin), Leon Bukman, Miryame Bukman, Ausma Augstroze Aguiar e Lydia Amans. Em 1999 começaram os desentendimentos entre os membros da corporação, sendo que Ausma Agustroze Aguiar e Carlos Augstroze foram excluídos na assembleia de 29 de novembro, sem ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Cidade
30/12/2016

De repente, feliz Ano Novo!!!

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Cidade
23/12/2016

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Cidade