ANUNCIE AQUI!
03/06/2011

MP pode desvendar “Sociedade Oculta”

Em Tupã existe uma “Sociedade Oculta”, mas com lucros visíveis. O que não pode ser visto é o “modus operandi” desse grupo de amigos secretos para a sociedade que labuta dia e noite para sobreviver. A sociedade oculta vive para ganhar. Ganhar licitação pública, ganhar nos porões do “esgoto” estatal; ganhar até no banco da praça e no jardim.     Lendo este texto, os integrantes da “Sociedade Oculta” pensam: até onde ele sabe? O que sei nada mais é sobre o que muita gente sabe. Aliás, até o Ministério Público é possível que saiba. Não é a toa que estaria existindo uma possível investigação para apurar ou ao menos inquirir como os bens de alguns agentes políticos e “empreendedores” aumentaram nos últimos anos. Mas a relação dos nomes que aparece sob possível investigação é conhecida. Não é oculta. Além de agentes políticos do primeiro escalão, do executivo e legislativo, há também empreendedores do ramo do entretenimento de adultos e crianças. Que brincadeira é essa? “Brincadeira de criança, como é bom, como é bom...”, canta o grupo de pagode “Molejo”. Molejo mesmo tem  a “ Sociedade Oculta” com ramificações entre o empreendedorismo e os gabinetes. Para desvendar esse mistério rentável, só o Gaeco – Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado, com a quebra de ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 1 comentário Categorias: Cidade
27/05/2011

Federação Nacional dos Jornalistas – FENAJ apoia protesto contra vereador

Depois do ato de desagravo em favor de profissionais da imprensa de Osvaldo Cruz,  que foram desrespeitados pelo vereador Homero Massarente (PP), presidente da Câmara Municipal, por causa do tratamento dispensado pelo parlamentar durante uma entrevista coletiva e da repercussão que o caso ganhou, até a Federação Nacional dos Jornalistas se manifestou. Apoiou o repúdio da imprensa osvaldocruzense contra o comportamento anti democrático do legislador. Em comunicado ao diretor regional do Sindicato dos Jornalistas do Estado de São Paulo (SJSP), Sérgio Barbosa, a entidade que representa a categoria, assim se expressou: Prezado Sérgio Barbosa MD diretor regional do SJSP no Oeste Paulista Em nome das entidades que represento tanto no âmbito nacional, quanto internacional, quero me solidarizar com os colegas jornalistas e demais profissionais de comunicação, desrespeitados que foram com a atitude anti-democrática do vereador em questão. Dizer que, para além da solidariedade, é preciso estar sempre atento e denunciar esse tipo de violência à liberdade de imprensa e, em especial, de ofício. É prerrogativa dos jornalistas o ato da informação pública e no interesse público. A imprensa é fundamental à democracia e cumpre papel de fiscalizar a todos os atos de uma sociedade civilizada! Por outro lado, quero repudiar atos dessa natureza, em especial vindos de quem deveria dar o exemplo de moralidade com a coisa pública, com ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Cidade
26/05/2011

Presidente da Câmara de Osvaldo Cruz enfrenta manifesto após acidente

MANIFESTO E ATO DE DESAGRAVO Nós, profissionais de imprensa que atuam neste município de Osvaldo Cruz, através do presente manifesto de desagravo em favor de colegas que foram desrespeitados no exercício profissional pelo vereador Homero Massarente, atual presidente da Câmara Municipal. O vereador tratou de maneira lamentável repórteres de veículos de comunicação da cidade, desrespeitando não apenas os profissionais mas também os veículos que representavam durante reportagem sobre acidente envolvendo o vereador e um veículo recém-adquirido pela Câmara. Nós, profissionais, queremos através deste documento salientar ao nobre vereador que como pessoa pública tem o dever de prestar contas à população. E é dever da imprensa, no contexto de uma sociedade democrática, tornar público qualquer fato que seja de interesse social e envolva seus representantes políticos. Isto sem esquecer que também é dever da imprensa informar e questionar através de perguntas que, podem trazer tom de desconforto. Entretanto, lamentamos que o vereador tenha respondido de maneira rude aos profissionais de comunicação, menosprezando a credibilidade dos jornalistas e os veículos de comunicação que representavam. A classe repudia a forma e o tratamento dispensado por um representante do povo, como fez o senhor Homero Massarente. A imprensa, no episódio, cumpria seu papel de informar e não fez mais do que a sua obrigação. Mesmo assim, queremos salientar que não há qualquer ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Cidade