ANUNCIE AQUI!
18/07/2018

Parecer de Evandro Gussi pode determinar a cassação de Maluf

Por ironia do destino, o deputado federal Evandro Gussi (PV-SP), que ajudou a livrar o presidente Michel Temer (MDB) de ser investigado sob acusação de exercer o papel de líder de organização criminosa, quando assumiu interinamente o governo, após o afastamento da ex-presidente Dilma Rousseff, pode determinar o futuro político de outro acusado de corrupção: Paulo Salim Maluf (PP-SP). Como corregedor da Câmara, Gussi tem a função de fiscalizar a manutenção do decoro, da ordem e da disciplina no âmbito da Câmara dos Deputados. À Corregedoria Parlamentar compete apreciar as representações relacionadas ao decoro parlamentar e os processos que se inserem nas hipóteses de perda de mandato.    Andréia SadiG1 Brasília  A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados marcou para o dia 7 de agosto a reunião que deve cassar o mandato do deputado federal Paulo Maluf (PP-SP), afastado do cargo por ordem da Câmara dos Deputados e preso por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). A informação foi confirmada nesta terça-feira (17) ao blog pelo corregedor da Câmara, deputado Evandro Gussi (PV-SP). Ele disse que o seu parecer sobre o tema está pronto e já foi entregue à Mesa Diretora. No entanto, ele não quis comentar o teor de seu parecer. CASSAÇÃO – Fontes da Câmara afirmaram ao blog, reservadamente, que a tendência da Mesa Diretora é cassar ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
12/07/2018

A Lava Jato está sob risco

Por Luan Sperandio A Operação Mãos Limpas, na Itália, nos dá uma aprendizagem sobre o que pode acontecer nos próximos meses aqui no Brasil. Naquele país a luta contra a corrupção viveu 2 momentos distintos. Inicialmente o apoio às investigações era unânime. “Somos todos contra a corrupção”. Ao ponto de alguns dos condenados que firmavam acordo de delação premiada vestissem camisas favoráveis às investigações para demonstrarem seu apoio. Os políticos alvos, porém, criaram a narrativa de que a Operação Mãos Limpas não se tratava de uma investigação de esquemas de corrupção para punir infrações penais. Eles difundiram nos jornais a ideia de que se tratava de uma operação política, não jurídica: tudo não passava de perseguição à inocentes por questões políticas. Os investigadores e juízes eram ideológicos. Essa campanha difamatória na Itália durou algum tempo e o apoio à operação gradativamente acabou caindo entre a população. Não obstante, os políticos conseguiram a aprovação de legislações que enfraqueceram o poder de investigação do Ministério Público e que minaram a autoridade dos juízes perante os políticos, sepultando à operação. Ao menos a primeira parte desse roteiro está acontecendo no Brasil: basta lembrar que durante a campanha eleitoral, em 2014, todos os presidenciáveis defendiam incondicionalmente a Lava Jato. 4 anos passados, todavia, após centenas de condenações e prisões, a campanha ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
21/06/2018

Exclusivo: Evandro Gussi quer CPI para investigar ação da Lava Jato

Corregedor da Câmara diz que há ‘fato determinado’ para CPI da Lava Jato Destacado por Rodrigo Maia para analisar o requerimento da CPI da Lava Jato, o corregedor da Câmara, deputado Evandro Gussi (PV), já tem seu parecer. Ele disse a O Antagonista que “há fato determinado para a abertura da CPI”. Segundo Gussi, “fato determinado não precisa ser necessariamente um fato verdadeiro. A investigação é que determinará isso.” “O que o parecer técnico fará é delimitar o escopo da comissão. Não se trata de investigar a Lava Jato ou as delações, mas apenas apurar se um determinado advogado manipulou esses acordos para proteger alguém. A CPI só poderá investigar outro caso análogo.” O Antagonista sabe que, na prática, será a mesma CPI da Lava Jato com uma roupinha mais adequada para a ocasião. Como Paulo Pimenta deixou claro desde o início, o alvo prioritário é o advogado Figueiredo Basto, responsável pelas delações seminais da Lava Jato – tanto em Curitiba como no Rio. O alvo secundário é o advogado Carlos Zucolotto Jr, amigo de Sergio Moro que foi acusado pelo doleiro Rodrigo Tacla Durán de negociar delações. Pimenta e a cúpula do PT sabem que a CPI não conseguirá reverter condenações, como a de Lula. O que essa gente vigarista quer é usar a comissão para ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
14/06/2018

Evandro Gussi abrigou-se nos braços de pivô do escândalo conjugal

A jornalista atualizou seu perfil no Dia dos Namorados, com uma declaração de amor ao deputado federal. A amante foi exonerada do cargo que ocupava no Ministério do Meio Ambiente. A suspeita da família do deputado de que a jornalista Ticiane de Oliveira seria a outra ganhou força após revelação sobre o nome que será dado ao bebê – Tomás A jornalista prudentina, Ticiane Aparecida de Oliveira, foi exonerada do Ministério de Meio Ambiente do governo de Michel Temer (MDB). A demissão aconteceu após a revelação sobre a gravidez. Não há informação oficial sobre o motivo da exoneração, se tem relação com o escândalo, ou se é pelo fato do afastamento de quem a nomeou, no caso, José Sarney Filho, o “Zequinha” (PV- MA). Até o dia 6 de abril, Zequinha foi o Ministro de Meio Ambiente do governo de Michel Temer, e se afastou para concorrer nas eleições de outubro. Para substituí-lo, a Frente Parlamentar da Agropecuária indicou Evandro Herrera Bertone Gussi (PV-SP), mas sua nomeação não aconteceu. Ticiane de Oliveira é a principal suspeita de ser a pivô da separação entre o parlamentar e a farmacêutica Joyce Raquel Ubeda Haddad. A FORMAÇÃO A exemplo da moça, que tem suas origens em Presidente Prudente, Gussi também é da terra, mas radicado em Tupã. Coincidentemente, os dois ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
18/05/2018

Honras: Câmara de Tupã precisa homenagear os garis do lixo

Os garis, exemplos de cidadania deram lição aos políticos que retiram dos cofres públicos e jogam no lixo a saúde, segurança, educação, habitação e o desenvolvimento do país. O legislativo tupãense poderia revogar honrarias concedidas a corruptos como Cândido Vaccarezza e Marco Polo Del Nero. Que, na próxima sessão ordinária da Câmara de Tupã, os nobres vereadores deem honras a quem tem honras, parafraseando o edil e pastor Osmídio Fonseca Castilho (PSB). A matéria é digna de "Domingo Espetacular" e ou "Fantástico". Esperamos que os funcionários da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, Maicon Orlando Luís Garcia, Juliano Batista Quirino e Rogério Alves de Almeida também sejam lembrados. Os trabalhadores braçais, deram nesta sexta-feira, dia 18, mostras de cidadania, de caráter e propagaram por todos os cantos "o Brasil que queremos". Enquanto políticos corruptos saqueiam os cofres públicos e jogam literalmente no lixo o respeito ao cidadão, eles valorizaram o sentimento de que “nem tudo está perdido, e é preciso acreditar na sociedade”. Já os políticos devem parar de homenagear corruptos com honrarias que são atiradas ao lixo pelos mesquinhos e descompromissados de pudor que legitimem a homenagem. O parlamentar Antônio Alves de Sousa, o “Ribeirão” (PP) é especialista neste quesito de gradar forasteiro de estirpe duvidosa com honraria às custas do dinheiro público. Quando não é ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
26/04/2018

Ex-prefeito de Pompeia é condenado por caso “Máfia do Apito” e pode ficar inelegível

O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo condenou o ex-prefeito de Pompeia, Oscar Yasuda, à perda de direitos políticos por cinco anos por ato de improbidade administrativa em caso que conhecido como “Máfia do Apito”. A sentença do Juiz de Direito da Comarca de Pompeia, Rodrigo Martins Marques, também estabelece pena de multa no valor de R$ 174.060,01. O julgamento se deu em face de Ação Civil Pública ajuizada pelo Ministério Público do Estado de São Paulo. Segundo a ação, Oscar teria liberado o pagamento de aproximadamente R$ 7.990,00 por supostos serviços de arbitragem que não foram prestados. Mediante quebra de sigilo bancário, foi constatado que os cheques foram depositados nas contas correntes de dois funcionários da administração do ex-prefeito, Leandro Rodrigues de Oliveira e Cléber Pereira Ferreira. Uma perícia também identificou que eles teriam falsificado assinaturas nos cheques para se apropriarem do dinheiro público. Os dois foram condenados pelo Juiz da Comarca de Pompeia que entendeu ser “evidente que as fraudes constatadas geraram o recebimento indevido pelos réus Cleber e Leandro de vantagens econômicas em prejuízo ao erário e que ferem, sem dúvidas, os princípios da moralidade e da legalidade, cernes de toda a atividade administrativa”. Só em 2013 a administração do ex-prefeito Yasuda gastou cerca de R$ 220 mil com ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
25/04/2018

Camarinha é condenado a seis anos de prisão

O deputado estadual Abelardo Camarinha (PSB) foi condenado a seis anos de prisão em regime semiaberto nesta quarta-feira (25), em julgamento no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), na capital paulista. Camarinha foi acusado por crime de responsabilidade em processo criminal. Segundo a denúncia feita pelo Ministério Público, Camarinha teria desviado em proveito próprio a quantia de R$ 6.496,15, em razão da nomeação de Gláucia Helena Grava como Assistente Técnica da Fazenda, sem que houvesse a prestação de serviços. No total, Grava recebeu mais de R$ 43 mil dos cofres públicos sendo, supostamente, uma ‘funcionária fantasma’. Consta dos autos que “José Abelardo Guimarães Camarinha, enquanto Prefeito Municipal de Marília nomeou Gláucia Helena Grava em 16 de julho de 2004, para o cargo de provimento em comissão de Assistente Técnico da Fazenda, símbolo C-3, por meio da Portaria nº 16.545. No entanto, haveria a referida servidora não trabalhado para a Administração Pública, mas exclusivamente para o denunciado no aludido período, e mesmo assim recebendo remuneração da Municipalidade”. Após diversos adiamentos do julgamento, os desembargadores do TJ-SP, por maioria de votos, decidiram pela condenação de seis anos de prisão em regime semiaberto, multa de mais de R$ 95 mil, restituição do dinheiro desviado e perda dos direitos políticos por cinco anos. A pena de seis anos ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
16/04/2018

Tribunal de Contas manda Waldemir devolver mais R$ 200 mil ao município

As irregularidades foram cometidas na licitação e na execução das obras do prédio do CCI. O TCE-SP constatou que a administração permitiu o enriquecimento ilícito da Construtora Ramez Jardim. Depois de ter um caminhão penhorado pelo não pagamento de dívida com o município, por determinação do TCE-SP - Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, o ex-prefeito Waldemir Gonçalves Lopes (PSDB), agora terá que devolver aos cofres da prefeitura a importância de R$ 192.683,93. A determinação foi confirmada na quinta-feira, dia 12, pelo auditor do TCE-SP, Valdenir Antonio Polizeli. De acordo com o relatório, as irregularidades foram constatadas durante exame das constas de 2010, em análise do contrato firmado entre a prefeitura e a Construtora Ramez Jardim, para efetuar a reforma do prédio do CCI – Centro de Convivência do Idoso, agora denominado NAT – Núcleo de Apoio ao Idoso. O contrato assinado em 9 de março de 2010, no valor de R$ 378.333,33 sofreu dois aditamentos – o primeiro em 26 de julho e o segundo em 17 de setembro, nos valores de R$ 79.614,57 e R$ 109.548,19, respectivamente. Também houve a constatação de pagamento irregular no valor de R$ 3.521,17. São esses valores somados que o TCE-SP determinou que sejam devolvidos aos cofres da prefeitura. Os valores devem ser corrigidos. O ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
15/04/2018

“RACHID”: Polícia já possui áudio sobre divisão salarial de virtual secretário

Ex-assessores assombram vereadores novatos. Pelo menos três, dos 10 eleitos em 2016 estão enfrentando essa maldição – pastor Eliézer, Scombatti e Matias. O publicitário Fernando Oliver Amato, ex-assessor do vereador Tiago Munhoz Matias (sem partido), disse neste sábado (14), que entregou à Delegacia Seccional de Tupã, cópia de um arquivo em áudio contendo o diálogo que manteve com o parlamentar sobre o esquema denominado de “rachid” - onde assessores repassariam mensalmente uma parte de seus vencimentos aos agentes políticos. No caso envolvendo o vereador Tiago Matias, o “Rachid” aconteceria caso Oliver Amato assumisse a Secretaria da Juventude, no governo de José Ricardo Raymundo (PV). O inquérito foi instaurado após denúncia feita pelos vereadores Charles dos Passos (PSB) e Paulo Henrique Andrade (PPS) ao promotor de Justiça Rodrigo Garcia. Surpreso com o fato, Oliver Amato titubeou ao prestar declarações ao Ministério Público quando disse - “não me recordo, preciso verificar”, ao ser indagado se tinha gravação sobre a conversa que manteve no gabinete do novato edil. Sobre a decisão de entregar uma possível prova material que compromete seu ex-pupilo, Oliver Amato optou pelo silêncio com apenas uma frase: “Prefiro deixar a justiça dizer por si só, acho melhor. Obrigado Jota”. A denúncia de suposto ato de corrupção desmoronou o “castelo” político no imaginário do promissor vereador. Ele ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
08/04/2018

Lula “aprisionou nossos sonhos” na cela da Polícia Federal

O sonho de milhões de brasileiros que acreditaram em suas primeiras propostas de campanha foi "aprisionado" pelo petista na cela da Polícia Federal, em Curitiba (PR). O sonho virou pesadelo quando o político institucionalizou a corrupção em todas as esferas da Praça dos Três Poderes. A quadrilha política que comandou ao lado de Michel Temer, Renan Calheiros, Eduardo Cunha, todos do MDB, entre outros, roubou nossos sonhos, e o medo venceu a esperança. Mas, há luz no fim do túnel que ressurge com a força do povo de bem. Logo após Lula finalmente se entregar à Polícia Federal, a Gazeta do Povo do Paraná trouxe um editorial sobre a qualidade de indecente de um cidadão que recebeu uma missão confiada por uma nação inteira, mas suas ações não o dignificaram como líder de um país que, vai seguir sonhando em libertar-se das amarras do despotismo. Leia abaixo, a opinião da Gazeta do Povo. Lula, provocação e torpeza Para o brasileiro comum, a imagem que ficou da prisão de Lula é a de um covarde que não respeita a lei e não tem vergonha de se esconder atrás da falecida esposa e da militância Gazeta do Povo  Quando Lula anunciou que faria um pronunciamento às 16 horas de sexta-feira, ainda no Sindicato dos Metalúrgicos do ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção