ANUNCIE AQUI!
08/05/2017

MPF acusa deputado Camarinha de ocultar propriedade de rádios e jornais por meio de laranjas

Abelardo Camarinha (PSB-SP), segundo investigadores, quis ajudar seu filho, ex-prefeito de Marília (SP) MATEUS COUTINHO O Ministério Público Federal em São Paulo denunciou o deputado estadual José Abelardo Camarinha (PSB), seu filho Vinícius Camarinha (ex-prefeito da cidade de Marília, São Paulo) e outras oito pessoas por crimes cometidos com o objetivo de ocultar a propriedade dos políticos sobre diversos meios de comunicação social no município de Marília, no interior do Estado. Os fatos foram investigados no âmbito da Operação Miragem. Em 2011, de acordo com os investigadores, o deputado estadual e seu filho adquiriram de Carlos Francisco Cardoso cotas das empresas Central Marília de Notícias, Editora Diário Correio de Marília, Rádio Dirceu de Marília (antiga Rádio Cidade de Marília) e Rádio Diário FM de Marília (Antiga Rádio Tangará de Marília). Segundo o Ministério Público Federal, a aquisição ocorreu de forma fraudulenta, “utilizando laranjas que escondiam a real propriedade dos meios de comunicação social”, afirma o MP em nota divulgada nesta segunda-feira (8). Para os investigadores que os denunciaram na semana passada,  os meios de comunicação foram usados para favorecer os interesses políticos da família, “contribuindo para a eleição de Vinícius Camarinha como prefeito de Marília em 2012, conforme reconhecido pelo próprio Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo em ação de investigação eleitoral, sem que ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
06/05/2017

Gilmar Mendes não perdoou Waldemir e indeferiu recurso sobre inelegibilidade

Depois de soltar Marcos Valério, José Dirceu e Eike Batista, ministro do STF impediu que ex-prefeito de Tupã protelasse processo com mais um recurso. Com a decisão do ministro Gilmar Mendes de não permitir o recurso especial, Waldemir Gonçalves Lopes (PSDB), foi confirmado inelegível por ter favorecido o enriquecimento ilícito de terceiros conforme denunciou o blog à época.O ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes recentemente envolvido em polêmicas após colocar em liberdade réus da Lava Jato, como o publicitário Marcos Valério, o empresário Eike Batista e o petista e ex-ministro José Dirceu, não deu nenhuma chance ao professor Waldemir. Ao impetrar recurso extraordinário ao Tribunal Superior Eleitoral, solicitando o registro de sua candidatura a prefeito - segundo colocado nas eleições de 2016, indeferida por decisão regional, ante a condenação colegiada à suspensão dos direitos políticos, por ato doloso de improbidade administrativa, evidenciados danos ao erário e enriquecimento ilícito de terceiro, o ministro decidiu que "não cabe recurso especial eleitoral para simples reexame do conjunto fático-probatório". A defesa do ex-prefeito insistiu na tese de que houve violação ao art. 93, inciso IX, da CF/88, em razão de o TSE não ter apreciado os argumentos de seu recurso especial - quais sejam, a ofensa ao art. 1º, inciso I, alínea l, da Lei Complementar ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
30/03/2017

Sinistro: Gaspar e família têm bens penhorados outra vez após Tupã Folia 2013

Para o MP o ex-prefeito defendeu interesses particulares ilícitos ao promover saque na “boca do caixa”. Valores superam os R$ 2,2 milhões. “É o famoso e sinistro saque na boca do caixa”. Foram com essas palavras que o promotor de Justiça do Patrimônio Público e Social de Tupã, Rodrigo Garcia pediu à Justiça mais uma vez a indisponibilidade de bens do ex-prefeito Manoel Ferreira de Souza Gaspar (PMDB) e do empresário de Rancharia, Rodrigo Moura Thomé – ME, no valor de R$ 1.377.763,70, pela pratica de improbidade administrativa. A ação de Gaspar de praticar o saque na “boca do caixa”, durante o Tupã Folia 2013, teria causado danos ao erário público e, ambos os envolvidos também devem perder os direitos políticos por até 8 anos, segundo o Ministério Público (MP). É a segunda ação civil pública movida pelo MP contra o ex-prefeito e sua família. No primeiro processo, sobre o Tupã Folia 2014, além do próprio ex-chefe do Executivo tupãense e seu filho, o empresário Antônio Gustavo Ferreira de Souza Gaspar (PMDB), também estão envolvidos o ex-secretário de Finanças, Walter Bonaldo Filho (PMDB) e a tesoureira Luceli Aparecida Bombarda Agostinho. Neste caso, apenas Gaspar e seu filho tiveram os bens penhorados no montante de R$ 858.760,86. Somados os valores das duas ações, os ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
02/02/2017

Em delação premiada, Sandra Norbiato diz que é ‘testa de ferro’ de Camarinha e Vinícius

Em delação premiada à Procuradoria Geral da República, Sandra Mara Norbiato reconheceu que participou do esquema criminoso relacionado à fraude na titularidade do grupo CMN (Central Marília Notícias) como “testa de ferro” do deputado estadual Abelardo Camarinha (PSB) e do filho dele, o ex-prefeito Vinícius Camarinha (PSB). Em inquérito desenrolado pela Operação Miragem, que é mantido em sigilo, Sandra Norbiato diz ter sido indicada como “laranja”, assim como Marcelo Certain e Antônio Celso dos Santos, mediante remuneração, sem jamais ter participado da gestão das empresas, que, na verdade, era feita por Carlos Umberto Garrossino e José de Souza Júnior, aliados de Camarinha e Vinícius. Ontem (1º), Sandra Norbiato esteve na sede do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, em São Paulo, para participar de audiência. Para conceder o termo de colaboração, como é denominada a delação premiada nos autos, a desembargadora federal Cecília Mello destaca que são levados em consideração elementos importantes como o fato de Sandra Norbiato não ter antecedentes penais e não ser a líder da organização criminosa. A Justiça Federal entendeu ainda que Sandra Norbiato teria se limitado a ceder o nome dela mediante remuneração e que, por necessidades financeiras, havia sido estimulada pelo ex-marido e pai dos filhos dela Antônio Celso dos Santos a participar do esquema criminoso. Também foi ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
26/01/2017

Jornal Diário: contador ex-marido da “dona” da CMN está na cadeia e nega ameaça

Por: José Ursílio O contador Antônio Celso dos Santos está na Casa de Detenção de Marília a partir desta quarta-feira, 25. Ele foi preso em São Paulo e em depoimento na Delegacia de Marília da Polícia Federal negou que estivesse ameaçando de morte a sua ex-mulher, Sandra Mara Norbiato, que figura como a sócio administradora da CMN (Central Marília Notícias), que na realidade não passa de “laranja” ou “testa de ferro” do deputado estadual Abelardo Camarinha e do ex-prefeito Vinícius Camarinha. A Operação “Quinto Mandamento” executada na quarta-feira, dia 24, como segmento da Operação Miragem, deflagrada pela Polícia Federal por determinação do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, além de cumprir os mandatos de busca e apreensão na sede da CMN também prendeu Antônio Celso dos Santos. O acusado prestou depoimento na sede da PF por mais de cinco horas e conforme informações em off, ele negou qualquer relacionamento de amizade com pessoas ligadas à CMN e ao jornal Diário de Marília, que foi lacrado ontem e teve suas atividades suspensas. Mas não foi isso que a PF tinha investigado e colhido provas que levaram à operação “Quinto Mandamento”. A situação é de tamanha gravidade que as ameaças já espelham até o nome escolhido pela operação, que diz “Não Matarás”. Antonio Celso dos Santos está ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
13/12/2016

PF pode investigar hospital após denúncia de desvio de dinheiro do SUS

Uma paciente foi diagnosticada por mais de três vezes com "câncer de próstata". A diretoria do hospital São Francisco esconde-se da imprensa. Em menos de um ano, o endividamento da instituição saltou de cerca de R$ 300 mil para R$ 12 milhões.  O valor da dívida foi confirmado pela própria direção da unidade hospitalar durante protesto e grito de socorro à população tupãense na tentativa de manter-se em "sobrevida". Para justificar a flagrante crise, foi apontado como causa os parcos repasses do SUS - Sistema Único de Saúde. Entretanto, omitiu que o hospital esteve com situação financeira quase sanada e de repente mais uma vez não terá condições de arcar com o pagamento de salários e encargos de cerca de 280 funcionários. Possivelmente como "pano de fundo", a direção do hospital alimentou a preocupação de funcionários e seus familiares que foram às ruas de Tupã no dia 26 de novembro, para sensibilizar a classe política e a população sobre a crise que o hospital atravessa. Enquanto isso, fatos que podem ser determinantes para o fracasso financeiro da unidade e sobre supostos mal feitos com eventuais desvios de recursos públicos em detrimento da sociedade, a qual o hospital pede socorro são jogados embaixo do tapete da entidade. Segundo o blog apurou nesta terça-feira (13), antes de ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
09/12/2016

Tupãense afasta promotores que investigam a tragédia de Mariana

Novo chefe desliga promotores de MG de apuração sobre tragédia de Mariana. Um dos primeiros atos do novo procurador-geral de Justiça de Minas Gerais, Antônio Sergio Tonet, foi remover os três promotores mais atuantes da força-tarefa criada pelo Ministério Público do Estado para investigar o rompimento da barragem do Fundão, da mineradora Samarco (controlada pela Vale e BHP Billinton), ocorrida em novembro do ano passado. O novo chefe do Ministério Público mineiro foi empossado na noite desta segunda-feira (5). Tonet determinou que os promotores Mauro Ellovich, Carlos Eduardo Ferreira Pinto e Marcos Paulo de Souza Miranda deixem os postos que ocupam na área ambiental na sede do MPMG, em Belo Horizonte, e retornem para suas comarcas de origem: Igarapé, Ribeirão das Neves e Santa Luzia, respectivamente. Um promotor que pediu para não ser identificado diz que a mudança se deve ao fato de os três não concordarem com a volta das atividades da Samarco no Estado até que todas as licenças ambientais estejam esclarecidas. "É uma das piores coisas que aconteceram para gente", afirma Mônica dos Santos, uma das integrantes da Comissão de Moradores Atingidos de Bento Rodrigues. Para ela, os moradores confiavam no trabalho dos promotores. "Será que os novos vão se preocupar com a gente ou somente com os interesses da mineradora?". Quem ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
07/12/2016

Operação Caça Fantasmas, que prendeu vereadores em Osasco, também tem acordos de delação premiada

Assim como a Lava Jato, a Operação Caça Fantasmas, do Ministério Público de São Paulo, que determinou a prisão preventiva de 14 vereadores em Osasco, nesta terça-feira, 6, também fez acordos de delação premiada. Pelo menos R$ 21 milhões teriam sido desviados em contratações de funcionários fantasmas em Osasco, segundo as investigações. O Ministério Público ofereceu denúncia contra os 14 vereadores, entre eles o prefeito eleito, Rogério Lins (PTN), de 11 partidos diferentes, e 205 assessores supostamente fantasmas pela prática dos crimes de organização criminosa e de estelionato, em estruturada organização criminosa voltada para a lesar os cofres públicos.Além das prisões, a Justiça determinou o afastamento do cargo público de todos os assessores denunciados. Segundo o Ministério Público, até o momento, já foram realizados quatro acordos de delação premiada e cerca de R$ 200 mil estão sendo devolvidos aos cofres públicos. Os acordos já foram homologados na Justiça Criminal. Prisões preventivas  Foram presos preventivamente Alex da Academia (PDT), André Sacco (PSDB), Batista Comunidade (PT do B), Francisco de Paula, o De Paula (PSDB), Jair Assaf (PROS), Josias da Juco (PSD), Rogério Silva (PRB), Toniolo (PCdoB) e Valdomiro Ventura (PTN) e João Góis (PT). Também tiveram a prisão preventiva decretada por suspeita de envolvimento no mesmo esquema Karen Gaspar (PT do B), Olair Prado, o Maluco ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
06/12/2016

Agora é a vez de Renan pagar pelos crimes que cometeu

Ministro do STF afasta Renan Calheiros do cargo de presidente do Senado. O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio decidiu hoje (5) afastar o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), do cargo da presidência. O ministro atendeu a um pedido liminar feito pela  Rede Sustentabilidade. O pedido de afastamento foi feito pelo partido após a decisão proferida pela Corte na semana passada, que tornou Renan réu pelo crime de peculato. De acordo com a legenda, a liminar era urgente porque o recesso no Supremo começa no dia 19 de dezembro, e Renan deixará a presidência no dia 1º de fevereiro do ano que vem, quando a Corte retorna ao trabalho. Julgamento No mês passado, a Corte começou a julgar a ação na qual a Rede pede que o Supremo declare que réus não podem fazer parte da linha sucessória da Presidência da República. Até o momento, há maioria de seis votos pelo impedimento, mas o julgamento não foi encerrado em função de um pedido de vista do ministro Dias Toffoli. Até o momento, votaram a favor de que réus não possam ocupar a linha sucessória o relator, ministro Marco Aurélio, e os ministros Edson Fachin, Teori Zavascki, Rosa Weber, Luiz Fux e Celso de Mello. Em nota divulgada na sexta-feira (2), o gabinete de ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
02/12/2016

Prefeita de Ribeirão Preto, Dárcy Vera é presa na 2ª fase da Operação Sevandija

A prefeita de Ribeirão Preto, Dárcy Vera (PSD), foi presa na manhã desta sexta-feira, 2, em sua casa, na cidade do interior paulista, na Operação Mamãe Noel, deflagrada pela Polícia Federal e pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público de São Paulo (Gaeco). A ação cumpre mandados de prisão preventiva, de busca e apreensão e bloqueio de bens em três cidades do Estado de São Paulo, e é a segunda fase da Operação Sevandija, iniciada em 1º de setembro, que apura o desvio de um total de R$ 203 milhões nos cofres públicos da cidade do interior paulista. De acordo com a PF, Dárcy foi presa a pedido da Procuradoria Geral do Estado. A polícia e o Gaeco darão entrevista coletiva para detalhar a operação e as outras prisões às 10h30 desta sexta, na sede do Ministério Público de Ribeirão Preto. Segundo a Polícia Federal, a nova operação apura crimes de peculato, falsidade ideológica, uso de documento falso, corrupção ativa e passiva, entre outros. O nome “Mamãe Noel”, é uma referência às evidências de que a ex-advogada do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Ribeirão Preto Maria Zuely Librandi repassou, entre 2013 e 2016, mais de R$ 5 milhões aos demais denunciados, em dinheiro e cheques, desviados ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção