ANUNCIE AQUI!
16/10/2017

Ricardo deve buscar um líder fora do Legislativo

A sessão do dia 9 demonstrou essa necessidade. A preocupação aumenta com a possível chegada de Ribeirão. Uma alternativa seria conduzir à Câmara, o suplente Luís Alves de Souza (PC do B). Mesmo ainda sem a presença do controverso Antônio Alves de Sousa, o “Ribeirão” (PP), o prefeito José Ricardo Raymundo (PV) está sofrendo para se defender, apesar de possuir a maioria na Câmara. A sessão do último dia 9 demonstrou como é importante uma liderança forte para expor os projetos do Executivo. E, hoje, no atual quadro da base aliada não há capacidade argumentativa capaz de frear o conhecimento técnico de Amauri Sérgio Mortágua (PR) e de Charles dos Passos (PSB), e as críticas do pastor Rudynei Monteiro (PP). É uma minoria inteligente e barulhenta capaz de arrebanhar indecisos como Telma Tulim (PSDB) e o criterioso Eduardo Akira Edamitsu (PSD). CONSTRANGIMENTO O posicionamento dúbio da situação provocou constrangimento até no veterano vereador Valter Moreno Panhossi (DEM). Na tentativa de defender a tramitação dos projetos do Executivo descuidou-se da cadeira de presidente e quando tentou reavê-la, o regimento interno não lhe dava essa condição. Paulo Henrique Andrade, o “PH” (PPS) que o substituía como primeiro secretário seguiu no comando da votação do requerimento proposto por Mortágua, e houve a aprovação com o voto de minerva do ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
14/10/2017

Telma Tulim alcança o comando da SEMAS

Apesar dos protestos, Ana Cláudia é substituída. O ex-secretário de Saúde, Antônio Brito assume cadeira no Legislativo, como o blog havia previsto há quase dois meses. A vereadora Telma Tulim (PSDB) assume nesta segunda-feira, 16, o cargo de Secretária Municipal de Assistência Social (Semas). Como previsto, a assistente social Ana Cláudia Lavagnini Costa deixa a pasta, apesar de protestos de funcionários contra a nova titular. Até o COMAS – Conselho Municipal de Assistência Social se posicionou contra a ideia.Era um sonho da parlamentar comandar a área social. Na administração de Manoel Gaspar (PMDB) chegou a ter um Departamento de Proteção à Mulher, mas sem nenhuma função pratica. Com a substituição, Antônio Brito (PSB) assume a suplência. Brito foi secretário da Saúde dos Governos de Waldemir Gonçalves Lopes (PSDB) e de Gaspar. O PSB volta a ser o partido com o maior número de vereadores numa bancada, mesmo com a saída de Charles dos Passos (PSB) para a oposição. A ida de Telma Tulim para a pasta da área social faz parte de um amplo acordão perpetrado entre o Executivo e os presidentes dos Diretórios do PSB e do PSDB com Thiago Santos e Edson Schiavon, respectivamente. O PSDB representado pela delegada aposentada e o pastor Eliézer de Carvalho deixou a oposição para apoiar ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
11/10/2017

“ARCO-DA-VELHA”: Pesquisas com dinheiro público eram usadas na campanha de Ana Serafim

A candidata elegeu-se, e foi reeleita em 2016. Para preparar “terreno” para 2020, Ana trouxe como vice, Zé Luís, o “pagador” de pesquisa com dinheiro do povo, segundo o GAECO. A dupla segue comandando o município de 2005/2012 a 2013/2020. COMÍCIO - Cinco anos após as eleições de 2012, e da divulgação de matéria realizada pelo blog, dando conta da investigação do GAECO - Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado, sobre pesquisas eleitorais pagas com dinheiro público, em Arco-Íris, uma nova revelação surgiu em forma de vídeo. O vídeo foi gravado durante comício e revela que a candidata Ana Maria Zoner Leal Serafim (PTB) se beneficiou da possível irregularidade praticada pelo ex-prefeito José Luís da Silva, o “Zé Luis” (PTB) e seu genro e secretário de Governo, Éverton Nakashima, na contratação de pesquisas irregulares. As pesquisas foram utilizadas com a intenção de induzir o voto do eleitor arcoirense a favor da candidata defendida pelo então prefeito Zé Luís. Além de ser vedado o pagamento de pesquisa com recurso da prefeitura, a intenção também era de manipular o resultado das eleições. Ana Serafim obteve 1044 votos (58,49%) contra 741 votos (41,51%) de Geraldo Borges PMDB. A diferença foi de 303 votos. Não é difícil pesquisas sob suspeita de fraude levarem uma parcela ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
08/10/2017

GRAMPO: GAECO investiga vice-prefeito de Arco-Íris e o secretário de Governo

Eles são acusados de comprar pesquisas com dinheiro da prefeitura. O Ministério Público quer saber a origem dos recursos de R$ 100 mil que pagaram 10 pesquisas no Município. Os acusados foram procurados pela reportagem na sexta-feira (6), mas nenhum retornou o contato. Só foi possível descobrir o envolvimento do atual vice-prefeito José Luís da Silva, o "Zé Luís" (PTB) e Éverton Nakashima, através de escutas telefônicas feitas pelo GAECO – Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado. A ação movida pelo Ministério Público é de responsabilidade civil por ato de improbidade administrativa e teve origem a partir de inquérito oriundo da Promotoria de Justiça de Pirangi, região de Ribeirão Preto. Segundo consta, diversos municípios do Estado de São Paulo pagaram indevidamente pesquisas eleitorais sem licitação. O esquema funcionava da seguinte forma: uma das empresas envolvidas – Instituto de Pesquisas Realidade de Presidente Prudente, que tem como representantes Otílio Claudino de Araújo Júnior e Rose Mary Moreno de Araújo - realizava pesquisas eleitorais, e para ocultar o nome do prefeito contratante, a própria empresa de pesquisa aparecida em documentos como contratante e contratada. Para obter o pagamento pela realização da pesquisa, empresas vinculadas às mesmas pessoas, como a Full Marketing e Pesquisas S/S LTDA, também de Presidente Prudente e representada Sidnei Antônio ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
04/10/2017

Ribeirão exige gabinete com duplo ambiente no seu retorno à Câmara

Já o pastor Rudynei comunicou à família sobre sua decisão e o "pacto de sangue" com Ribeirão. O próximo passo será avisar os fiéis e, por último, os eleitores. Rejeitado pelo eleitor depois de 24 anos se gabando de ser reeleito por que o povo o queria na Câmara, Antônio Alves de Sousa, o “Ribeirão” (PP), sabe que volta ao Legislativo pela porta dos fundos. Mas, ele também tem certeza que o importante é o poder. Senhor da razão, antes mesmo da renúncia oficial do pastor Rudynei Monteiro (PP), Ribeirão praticamente assumiu a suplência e já se impõe sobre os demais vereadores. Nesta quarta-feira (4), no período da manhã, o gabinete do titular estava fechado. O seu assessor parlamentar Francisco de Assis, também não foi encontrado no local. Nesta terça-feira (3), o clima já era de despedida. A assessoria do parlamentar já postava fotos ao lado de colegas de trabalho. Na segunda-feira (2), dia de sessão ordinária, a expectativa era grande de que Rudynei Monteiro iria anunciar sua renúncia da tribuna em favor de Ribeirão. Para outros edis, a decisão de renúncia já estava cristalizada. Durante todo aquela segunda-feira, Ribeirão praticamente despachou do gabinete de Rudynei. Nem sua assessoria pôde permanecer na sala. Com as portas do gabinete fechadas, o suplente atendia telefonemas e ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
03/10/2017

Prefeitura rompe contrato com empresa circular

Desde o primeiro dia, a empresa TDR desrespeita os usuários. A situação só piorou ao longo de dois anos, mesmo com subsídio de R$ 50 mil por mês e passagem de R$ 3,00. A partir desta quarta-feira (4) a prefeitura vai executar o serviço "de graça".                 Estava prestes a escrever um pensamento sobre as irregularidades praticadas pela empresa circular (TDR) que servia Tupã. Evidente que o objetivo era criticar a omissão da prefeitura e de parlamentares. Não vi nenhum deles criticar com tanta veemência como as famigeradas exposições do Santander, no Rio Grande do Sul e do MAM - Museu de Artes Modernas, de São Paulo. Assistindo a sessão da Câmara de Tupã, na noite desta segunda-feira (2) parecia que estávamos em outra localidade, distante da realidade que nos cerca. Problemas de ordem financeira, obras irregulares, o escândalo das viagens à Brasília aos gabinetes dos deputados do suplente Antônio Alves de Sousa, o “Ribeirão”, entre outros, e os nossos edis discutindo assuntos de repercussão nacional. Mas, vejam senhores, como é fácil tomar decisão que vai ao encontro das pretensões do cidadão. Basta querer e ter vontade política. É verdade que Manoel Gaspar (PMDB) contratou esta empresa, depois de outros fracassos na sua própria gestão. A antecessora chegou em Tupã, possivelmente “escolhida” por Ribeirão. Da ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
02/10/2017

IMUNIDADE: Rudynei pode entrar para a história ao beneficiar Ribeirão

Assim como Pedro Mudrey Bassan, em 1975, o pastor também pode renunciar após mais de 40 anos. Fiéis e eleitores do parlamentar são contra a decisão de conceder imunidade a Ribeirão. O vereador e pastor Rudynei Monteiro (PP) vive uma semana decisiva e pode entrar para a história do Legislativo como o segundo parlamentar a renunciar. O primeiro foi Pedro Mudrey Bassan, após um desacordo sobre a eleição da presidência da Câmara. Como não foi escolhido, renunciou em 19 de fevereiro de 1975, sendo convocado o 2º. Suplente Josmar Guandalini. Já Rudynei Monteiro pode repetir o gesto após mais de 42 anos. Logo no início de seu mandato disse que a única possibilidade de não sofrer assédio do PP, partido pelo qual foi reeleito “era se fosse eleito presidente da Casa”, o que não aconteceu. Também, após o blog antecipar essa possibilidade, Rudynei já tinha certeza de que era questão de tempo, e Ribeirão iria investir na ideia. Nove meses depois, às vésperas de se tornar inelegível por dezenas de irregularidades na gerência do dinheiro público, durante seu mandato de presidente da Câmara, em 2013, o suplente quer a cadeira de Rudynei para obter imunidade, e protelar o máximo possível, uma decisão de colegiado do Tribunal de Contas do Estado. Para garantir seu ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
27/09/2017

INELEGIBILIDADE: Decisão do TCE sobre irregularidades pode ser a causa do “pacto de sangue” com pastor

Se ficar inelegível, Ribeirão pode ser impedido de ocupar a vereança. Por outro lado, se Rudynei renunciar, ele ganha foro privilegiado e pode adiar sua cassação. O primeiro recurso interposto por Ribeirão pode ser julgado nos próximos dias.                     O desespero do suplente de vereador Antônio Alves de Sousa, o “Ribeirão” (PP), em reassumir uma cadeira no Legislativo pode ter como causa motivacional a decisão do TCE – Tribunal de Contas do Estado, além do simples interesse do pastor Rudynei Monteiro (PP), em solucionar seus eventuais problemas pessoais. A resposta pode estar na decisão do conselheiro do TCE, Sidney Estanislau Beraldo, publicada dia 20 de setembro do ano passado (foto - documento à direita) culminando com a divulgação do blog sobre o “modus operandi” de um “pacto de sangue”, entre o acusado e o pastor Rudynei Monteiro. O principal objetivo pode ser o de protelar um eventual processo de inelegibilidade que poderá colocar um ponto final na sua carreira política. Com o retorno ao Legislativo, Ribeirão ganha foro privilegiado. É possível, que prevendo decisão desfavorável, já vinha arquitetando uma saída. Na página 23, do processo que analisa as contas do ano de 2013, da Câmara Municipal de Tupã, o conselheiro Beraldo sentenciou “voto pela irregularidade das contas da Câmara”, após constatar dezenas de irregularidades nas ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
27/09/2017

PACTO DE SANGUE: Acordo entre Ribeirão e pastor Rudynei prevê renúncia

Com a renúncia, Ribeirão torna-se titular da cadeira e não corre risco. Ao pastor Rudynei restará acreditar na promessa pactuada pelo PP.  O acordo que pode levar o suplente Antônio Alves de Sousa, o “Ribeirão” (PP), a assumir a cadeira no Legislativo para ocupar o lugar do pastor Rudynei Monteiro (PP) prevê a sua renúncia. Ou seja, a partir do momento em que protocolar na Câmara o documento afirmando que renuncia ao cargo, não terá mais direito ao mesmo. É diferente da previsão estabelecida nos artigos 12 e 13 da LOM – Lei Orgânica Municipal, que tratam da licença por prazo determinado e ou para exercer a função de secretário municipal. Exemplo: o vereador Renan Victor Pontelli (PSB) foi nomeado secretário de Planejamento e Desenvolvimento Urbano, e assumiu como suplente Valdir de Oliveira Mendes, o “Bagaço” (PSDB). Caso Renan desista de continuar secretário, ele pode retornar ao seu cargo de vereador. Já no caso que envolve o pastor Rudynei, Ribeirão teria exigido a renúncia do titular. Em nenhuma hipótese, Rudynei poderá voltar para exercer o mandato novamente. O mandato passará a ser de Ribeirão e só o perderá em situações previstas na LOM. OFICIALMENTE Oficialmente nenhum dos dois envolvidos se manifestaram. A manifestação oficial partiu do presidente da Câmara, Valter Moreno Panhossi (DEM). Ele afirmou ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
26/09/2017

Chegada de Ribeirão à Câmara pode rachar a oposição

Os comentários sobre essa possibilidade já são ouvidos nos corredores da Câmara de Tupã. Ribeirão é visto como desagregador e árduo defensor de seus próprios interesses. Enquanto isso, Rudynei Monteiro espera "milagre" para escapar da pressão exercida pelo pepessista, aliada a sua vontade de deixar Tupã.      O anúncio sobre um possível conluio capaz de trazer o ex-parlamentar Antônio Alves de Sousa, o “Ribeirão” (PP) para substituir o vereador Rudynei Monteiro (PP), já provoca burburinhos nos corredores do Legislativo tupãense. O descontentamento é geral. Por isso, a bancada da oposição pressiona o pastor. Durante a sessão ordinária da noite desta segunda-feira (25), ele teria sido questionado pelos oposicionistas sobre a possibilidade da renúncia. Rudynei não desmentiu. Preferiu dizer que “espera providências divinas para tomar uma decisão”. Por outro lado, Ribeirão já dá como certo o seu retorno à Câmara. Se não fosse verdade, Rudynei poderia ter desmentido tudo da tribuna, mas optou por calar-se. O que mais preocupa a oposição é o fato que Ribeirão é desagregador, oportunista, ardiloso e defensor ferrenho de seus próprios interesses. É desta forma que impôs o jeito de “auxiliar” o vereador Rudynei Monteiro, a resolver seus eventuais problemas pessoais e ou profissionais – como parlamentar. Já existiria um ensaio por parte de alguns oposicionistas insatisfeitos só com a ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política