ANUNCIE AQUI!
12/07/2011

“Fogo Interno”: Manzano chama Ribeirão de estelionatário

A última sessão da Câmara de Tupã realizada na noite desta segunda-feira (11) foi marcada pelo "Fogo Interno". Antes do recesso o G-4 teve uma ideia para contornar o descontentamento geral dentro e fora do Legislativo sobre os atos e atitudes de parlamentares que têm gerado fatos e, por consequência, uma abordagem constante deste Blog. A gratificação aos funcionários da Câmara no valor de R$ 200,00, no mês do aniversário e retroativa a janeiro de 2011, foi o estopim para uma sessão acalorada e com termos que tem dado o "norte" do comportamento omisso e comprometedor dos parlamentares tupãenses. Estelionatários e palavras referentes à picaretagem dão o "tom" da desarmonia que "toca" um dos poderes constituídos do município, alvejado por uma saraivada de desconfiança de comportamento vil da "nobre edilidade". Tudo que se tem dito até agora parece pouco, perto do que vimos e ouvimos ontem. O fato se deu durante discussão de um projeto que foi votado na Câmara e vetado pelo prefeito Waldemir Gonçalves Lopes (PSDB), que tratava da concessão de benefícios a empresários que tenham a pretensão de se instalar em Tupã. O único vereador que mantêm a verdadeira função de parlamentar e fiscalizador dos atos do Executivo e dos próprios vereadores, Valdemar Manzano Moreno (PPS) alega insconstitucionalidade do projeto que ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 1 comentário Categorias: Política
11/07/2011

Câmara de Tupã tenta “compensar” favorecimento e falhas administrativas com gratificação aos funcionários

A Câmara Municipal de Tupã realiza nesta noite (11) a última sessão ordinária deste semestre e, tenta "compensar" falha administrativa, e favorecimentos a funcionária (o) numa tentativa de amenizar o descontentamento interno do Legislativo com uma gratificação no mês do aniversário de cada servidor no valor de R$ 200,00. O Projeto é de autoria da Mesa da Câmara, entretanto, fontes revelam que o autor intelectual seria o vereador Antonio Alves de Souza, “Ribeirão” (PP). O parlamentar convenceu o presidente da Casa, Luis Carlos Sanches (PTB) que muitas informações têm “vazado” e, acredita ele, que os próprios funcionários da Câmara estariam informando à imprensa com fatos que os vereadores não teriam interesse que chegassem ao conhecimento da população. Os últimos casos foram viagens sob suspeita; carro da Câmara sendo usado indevidamente para viagens de negócios do interesse de garagistas da cidade; notebooks sendo usados para fins não relacionados ao trabalho legislativo; falta de decoro parlamentar; apropriação indébita, peculato entre outros. “Vou contar a podridão que é esta Câmara”, esbravejou em uma das sessões o único vereador que faz oposição e tenta moralizar os atos Legislativos e do Executivo, Valdemar Manzano Moreno (PPS). A hora da verdade vai ser agora à noite, apesar de que, os vereadores de Tupã não têm nenhum compromisso com essa ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
08/07/2011

Líder da Dilma preocupado com “fogo amigo” na região de Marília

O Líder do governo Dilma Rousseff, na Câmara federal, Cândido Vaccarezza (PT) anda preocupado com a repercussão política negativa na região de Marília, incluindo entre outras cidades, Tupã, na região da Nova Alta Paulista (527 km da capital paulista). Em pouco mais de um mês, o nome do parlamentar federal esteve envolvido em manchetes jornalísticas desfavoráveis. É evidente que alheio à vontade dele, porém de gente da própria assessoria política que o deputado possui na região. Assim foi com a denúncia feita pelo Estadão, apontando que o deputado teria dado calote em cabos eleitorais em cidades como Marília, Tupã, Bastos, Lucélia e Osvaldo Cruz e, mais recentemente, conforme divulgado aqui, sob o tema “Turismo de Negócio 2”, outro político próximo da assessoria de Vaccarezza se ausentou da região com a funcionária do Legislativo, com duas diárias públicas, sob alegação de que teria encontro político em São Paulo com assessores do líder de Dilma. Causou estranheza nos meios políticos, uma vez que o próprio Vaccarezza confirmou que a assessoria dele está na região de Marília. Foi anunciado que através dessa assessoria política que o “ajudou” na campanha maculada como do calote, fica em Tupã. Logo, o parlamentar só precisava viajar para Tupã, não para São Paulo. Depois, poderia até fazer o “Cruzeiro de Negócio”. Quando ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
07/07/2011

1º de abril: Waldemir negou “Valdir Bagaço” como motorista e pode ter confirmado crime

Não foi com a intenção de quem quisesse esconder algum fato da Comissão de Sindicância que apurava eventual ato infracional do funcionário público Valdir de Oliveira Mendes, “Valdir Bagaço”, que o prefeito de Tupã (527 km de São Paulo) Waldemir Gonçalves Lopes (PSDB) omitiu a verdade sobre a situação do vereador que ficou sob suspeita de ser fantasma como motorista do Executivo. Na verdade, Waldemir não tinha como confirmar que “Valdir Bagaço” (PDT) trabalhava como motorista dele, apesar de documentos “afirmarem” o contrário, que ele era efetivamente um trabalhador. Afinal, documentos assinados pelos secretários de Governo, Adriano Rogério Rigoldi e de Administração atual Willian Manfré e o ex-secretário Sérgio Dias Lopes, ratificarem isso. Segundo documentos (pontos de freqüência) “Valdir Bagaço”, não tinha mais tempo nem para fazer “sopão”. Trabalhava todos os dias, inclusive, sábados, domingos, feriados e mesmo em férias. Sem ter como comprovar o que a Comissão de Sindicância exigiu em resposta, Waldemir foi evasivo e demonstrou de forma cabal, acreditando que estaria se defendendo que “Valdir Bagaço” seria mesmo um funcionário fantasma, lotado no gabinete dele. A resposta do chefe do Executivo tupãense foi tão descompromissada com a probidade administrativa que motivou a Comissão de Sindicância ao final dos trabalhos, instaurar Processo Administrativo contra o motorista/vereador. Ele pode ser demitido ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
06/07/2011

Jota Neves vai morrer!?

Jota Neves vai “morrer”, de novo!? Mas de novo por quê? Nunca morri! Já me “mataram” várias vezes, entretanto, continuo vivo! Não deve ser fácil matar alguém, apesar de não ser difícil de morrer. Mas não faltam más intenções como estas. O que acontece é que, possíveis políticos descontentes com as notícias sobre os fatos publicados neste Blog tentam por todos os meios encontrar uma forma “diferente” daquela que cada um que se sente prejudicado deveria segui-la. As barras da Justiça. Ao invés disso, tramam. Em nenhum momento a partir da criação deste espaço houve a intenção de agradar a quem quer que seja. Muito menos desagradar a ninguém. Desde que os fatos não permitissem qualquer análise mais apurada e, às vezes, até contundente por parte do colunista. A trama na obscuridade dos fatos nos faz lembrar os porões da ditadura. Como não nos intimidamos - pensam eles - “o que faremos?”. O que fazer? Simples. Nada. Mas não sou ingênuo e sei que tramam. Tramam como ratos que infestam os esgotos e saem na calada da noite para roer. Assim como os fatos me chegam sobre as notícias que publico, sei de conversas paralelas em encontros fechados, nos corredores do “sub-mundo” da imoralidade política. E isso acontece de forma local e regional. Aliás, ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 3 Comentários Categorias: Política
03/07/2011

Câmara de Tupã discute “Buxixo”. Verdade não! Vereador cobra parte de salário de assessor parlamentar

Os vereadores de Tupã gostam de discutir de faz de conta. A coluna Buxixo do Jornal Diário não pode publicar uma nota, que lá vão os vereadores para a tribuna discutir em vão. Um para dizer que há insinuação maldosa e que deveria ser apontado quem é o malfeitor e outro para defender o Buxixo, dependendo do ponto de vista de cada um. Antonio Alves de Souza, “Ribeirão” (PP) diz, “tanto é boato que a palavra buxixo não condiz com o português que falamos e escrevemos”. É verdade, mas sempre há um fundo de verdade. E, na verdade, há muita verdade na coluna. São boatos que se espalham de dentro do centro do poder, seja ele Legislativo ou Executivo e o colunista que não o assina, tem sua responsabilidade de editor e os publica ironizando. Foi assim no “mensalinho” há uns 11 anos. Danilo Aguilar Filho (PSB) ficou furioso e queria que o Jornal apontasse quem da Câmara recebia dinheiro. Quando soube, se calou. Era um dos quatro integrantes do hoje G-4. Antonio Alves de Souza, “Ribeirão”. A denúncia foi feita na própria tribuna da Câmara por um ex-presidente do Tupã Futebol Clube. O outro beneficiado seria o ex-vereador Gilberto de Oliveira, “Gil”. Uma empresa Coreana ligada ao futebol arcava com dinheiro para usar ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 1 comentário Categorias: Política
30/06/2011

Guarda-chuva: visita de Alckmin a Tupã pode dar o “tom” da campanha política de 2012

A visita do governador Geraldo Alckmin (PSDB) nesta sexta-feira (1º) pode dar o “tom” da campanha política municipal de 2012. Tomando por base a última visita da primeira dama, Lú Alckmin, quando secretários municipais e o ex-prefeito Manoel Gaspar (PSC) entraram em vias e fato, acredita-se que a visita de Alckmin deverá revelar se os ânimos estarão ou não exaltados. Alckmin estará no município para entregar casas populares no distrito de Parnaso e possível autorização de liberação de recursos para a construção do Complexo Policial, na área onde funcionava a Cadeia Pública de Tupã. Ele deve chegar no Aeroporto, às 9h30. O que se espera é que o secretário de governo, Adriano Rigoldi não vá ao Aeroporto empunhando guarda-chuva. Nas eleições do ano passado, Rigoldi se estranhou com o amigo pessoal do casal Alckmin. À época, Gaspar, era candidato a deputado federal. Rigoldi ficou irritado com a presença do ex-prefeito e disputou a golpes de guarda-chuva a companhia de Lú Alckmin. Houve empurra-empurra, bate-boca e socos que atingiram o rosto da secretária de Cultura e Turismo, Aracelis Góis Morales. Gaspar saiu ferido no supercílio por causa do golpe de “guardachuva” desferido por Rigoldi e Aracelis reclamando prejuízo com o brinco quebrado e de dores na região da orelha. Nesta sexta-feira, também será possível saber se ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
29/06/2011

Prefeito de Arco-Íris troca Secretaria da Educação por apoio do PT e provoca racha

O prefeito de Arco Íris, na Nova Alta Paulista, José Luis da Silva (PTB) trocou a Secretaria da Educação do Município pelo apoio do presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) e pode ter provocado uma racha na legenda. Quanto menor o município, mais repercute uma troca dessa natureza. Neste caso, também pudera. O presidente do PT local, Edimur Zequine Quiqueto foi adversário político de Zé Luis, nas eleições municipais passadas. Mas como em política isso não quer dizer nada, o improvável aconteceu. O que deixou os partidários intrigados foi o fato de que sequer o diretório foi consultado sobre a mudança repentina de Quiqueto. Com a união de “forças” com seu principal concorrente, Zé Luis acredita que poderá até fazer sucessor nas eleições de 2012, mesmo apesar da revolta dos militantes do PT. Para retribuir o apoio, o prefeito de Arco-Íris nomeou Edimur Quiqueto para a Secretaria da Educação. Por conta dessa nomeação até uma denúncia foi feita no Ministério Público para averiguação de mais um suposto caso de nepotismo. É que a irmã de Quiqueto, Roseli Zequine Abe, já trabalhava na prefeitura havia 11 anos como assessora da Secretaria da Saúde. A partir da representação ao Ministério Público, Zé Luis teve 15 dias para se manifestar sobre o assunto. A questão só foi ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
25/06/2011

“O barulho dos bons” e o Estatuto do Magistério tupãense

A sessão da Câmara que aprovou o Estatuto do Magistério tupãense foi uma verdadeira “Torre de Babel”. A comunicação do óbvio foi truncada e poucos conseguiram entender. Confesso que  quase nada entedi. Além dos professores que tinham interesse na matéria, tinha o Executivo que a defendia e, por conseqüência, a secretária da Educação, Carla Ortega. Além dos professores, do Executivo e da secretária, tinha outro ainda mais interessado na matéria. O vereador Valdemar Manzano (PPS). Ele deve ter sido o único vereador que efetivamente estudou a matéria, muito mais que os próprios professores que se limitaram a assinar o suposto projeto, acreditando que serão efetivamente beneficiados pelo mesmo. Os demais vereadores, como Valdir de Oliveira, “Valdir Bagaço” (PDT), Valmir Zorato e “Padre Paçoquinha” (PTB), só sabiam da obrigação para pagar com o voto favorável ao prefeito Waldemir Gonçalves Lopes (PSDB) o que recebem em troca na “parceria”. O líder do prefeito, Lucas Machado (PSDB) óbvio.  A mulher do vice-prefeito, Lucilia Donaldelli (PV), a tucana Telma Tulin e os integrantes do G-4, Antonio Alves de Sousa, “Ribeirão” (PP), Danilo Aguillar Filho (PSB), Luiz Carlos Sanches (PTB) e Augusto Fresneda Torres, “Ninha” (PSDB) já votam por conveniência do balcão de troca mantido pelo Executivo. Assim sendo, os mestres, só tinham um defensor entre os interesses do prefeito ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 1 comentário Categorias: Política
23/06/2011

Sete Pecados Capitais: escândalos e interesses particulares podem rachar o G-4

Os escândalos protagonizados por parlamentares integrantes do G-4, aliados aos interesses de ordem pessoal, podem determinar um racha no Grupo. A situação deve começar ser analisada criteriosamente pelo presidente Luiz Carlos Sanches (PTB) se quiser sobreviver a essa tormenta. Viagens comprometedoras com dinheiro público; utilização de veículos da Casa para possíveis fins particulares; os famigerados notbooks que causaram repercussão mundial espalhados por residências e escritórios particulares; intrigas políticas e infidelidade de ordem pessoal e partidária dão à ordem do dia: “Os Sete Pecados Capitais”. O assunto havia sido abordado na matéria no dia 21, sob o título “Câmara de Tupã é chantagista e promíscua”. A psicóloga Lúcia Monteiro, pós graduada pela FGV, mestranda em Gestão Estratégica, diretora da Visão Consultoria, com experiência em treinamento motivacional de equipes, liderança e diagnósticos, exemplifica com precisão a questão dos 7 pecados capitais. A situação exposta pela psicóloga cabe como uma carapuça para a Câmara de Tupã. Sob efeito da Ira, detecta-se a destruição do patrimônio da empresa seja na iniciativa privada ou pública. “Por baixo de toda ira quase sempre há o medo de errar, de expressar-se, de perder espaço. Ao invés de tremer as pessoas atacam para defender-se de seus fantasmas”. Quais são os fantasmas que rondam o Legislativo tupãense e, agora, mais recentemente a extensão ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política