ANUNCIE AQUI!
09/02/2018

CAIXA DE CAMPANHA: Sobre a resposta do Evandro Gussi

Sobre a resposta de Evandro Gussi, o vereador Paulo Henrique Andrade (PPS), ratificou seu raciocínio ao afirmar que "na política, mentirosos e falsos profetas usurpam do poder público para fazer caixa de campanha". Segundo Paulo Henrique Andrade, o nobre deputado afirma que “Pessoas sem cautela e desprovidas de zelo com a verdade passaram a insinuar que haveria alguma ofensa ética no fato de, por um determinado período De fato, as contratações foram públicas e seguiram rigorosamente a lei. Obviamente, ambos cumpriram o que lhes fora proposto para a função”. "Ora nobre deputado, o mais engraçado de tudo, é que você sempre pregou que não gastava dinheiro em suas campanhas, que faria uma política nova e diferente. Olhando os dados, a esposa do deputado foi assessora nos períodos em que o deputado, que na época também era assessor, se ausentava para fazer campanha. Ou seja, para não perder o salário, nomeava sua mulher para lhe substituir. Isso está cheio na política, mentirosos e falsos profetas, que usurpam do poder público para fazer caixa de campanha. Onde está a moralidade? Será que se não fosse esposa dele, outra pessoa com formação em farmácia, seria contratada? Isso nos mostra o quão moral são os deputados Evandro e Reinaldo. Aqui na prefeitura não está diferente". A RESPOSTA Fonte: Ocnet TUPÃ ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
07/02/2018

CONEXÃO VERDE: Pai de Gussi também aparece na folha de pagamento da ALESP

Depois da esposa, agora outro integrante da árvore genealógica do deputado federal Evandro Gussi aparece como funcionário do deputado estadual Reinaldo Alguz. Juntos, pai, filho e nora podem ter custado aos cofres do estado até R$ 3 milhões. O modus operandi é o mesmo. De primeiro de julho de 2010 a 19 de dezembro de 2014, o advogado José Reinaldo Gussi apareceu na folha de pagamento da ALESP – Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Ele também faz parte da executiva do PV em Dracena. Lotado no gabinete do deputado estadual Reinaldo Alguz (PV) ocupou o mesmo cargo do filho Evandro Gussi e da nora Joice Raquel Ubeda Hadda Gussi. Ora, como assessor especial parlamentar e ou assessor técnico parlamentar. Todos salários que ultrapassam a casa dos R$ 12 mil. A descoberta surgiu durante investigação do blog iniciada há pelo menos 10 dias, para confirmar os dados “vazados” possivelmente pelos próprios integrantes do PV – Partido Verde, ala contrária a ação “paroquial” que originou na silenciosa eleição de dois parlamentares oriundos da Alta Paulista – Reinaldo Alguz e Evandro Gussi. Natural de Tupã, mas residente em Dracena, Alguz carregou o prudentino Gussi, morador em Tupã por todo o estado de São Paulo. A dobradinha/sociedade resultou em 122.900 votos e 109.591, respectivamente para a ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
06/02/2018

“BOLSA FAMÍLIA VERDE”: Patrimônio de Evandro Gussi cresceu mais de 1300%

O patrimônio do deputado federal Evandro Gussi (PV) cresceu vertiginosamente entre 2008 e 2014, quando foi candidato a vereador em Tupã, e eleito deputado federal, respectivamente. Os números foram declarados à Justiça Eleitoral. Parte desse patrimônio veio de dinheiro público, através de cargos ocupados por ele, e sua esposa. O vereador Paulo Henrique Andrade (PPS) fez um gráfico revelando que, o parlamentar e sua mulher acumularam cargos na ALESP - Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, com vencimentos em valores líquido, bruto e com encargos trabalhistas da ordem de R$ 2,1 milhões. No grifo em vermelho verifica-se que no período de 10 meses, ambos chegaram a faturar salários da ordem de R$ 24.980,71. Clique sobre o documento e confira:                                   Quando Evandro Gussi disputou em 2008 uma das cadeiras do Legislativo tupãense declarou possuir cerca de R$ 100 mil em patrimônio. Em 2010, quando disputou a primeira eleição para deputado federal, a declaração importou em pouco mais de R$ 280 mil. Já em 2014, quando foi eleito deputado, sua declaração saltou de R$ 280 mil para R$ 1,5 milhão.  O blog manteve contato através do e-mail - dep.evandrogussi@camara.gov.br, e sua assessoria, mas até o fechamento desta reportagem, às 21 horas, não houve retorno. Eleição  Cargo disputado              Patrimônio (R$) 2008      Vereador (Tupã/SP)       R$ 106.213,58 2010      Deputado Federal (SP)  R$ 283.419,05 2014      Deputado ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
04/02/2018

PROMARKE: Waldemir sofre mais uma condenação por fraude

Por beneficiar o seu marqueteiro vai ter que devolver mais de R$ 500 mil aos cofres públicos. Mais uma vez, levou com ele os integrantes da Comissão de Licitação. Cabe recurso. A agência de publicidade de Presidente Prudente era responsável pela distribuição de propaganda institucional à imprensa. Em sentença proferida na sexta-feira, dia 2, a juíza da 2ª Vara Civil, Danielle Oliveira de Menezes Pinto Rafful Kanawaty condenou o ex-prefeito Waldemir Gonçalves Lopes (PSDB), por improbidade administrativa – fraude em licitação e prejuízo ao erário público. Além dele, também foram sentenciados o ex-secretário de Governo, Adriano Rogério Rigoldi, a empresa prudentina de publicidade Promarke e seu representante Mário Luiz Perretti , e os integrantes da Comissão de Licitação, o advogado Marco Antônio Fernandes (presidente) e os demais funcionários públicos municipais José Rogério da Silva e Kátia Cilene Pires. A PENA A condenação importou na pena de pagamento de multa civil, por múltiplas irregularidades decorrentes de elementos fraudulentos apontados pelo TCE – Tribunal de Contas do Estado e provas, no caso dos réus primários, em uma vez e meia o valor do dano (R$ 271.139,81) – ou seja R$ 406.709,71, e de duas vezes o valor do dano, no caso de WALDEMIR, em razão dos seus maus antecedentes e reincidência ostensiva. Neste caso, o valor da ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
26/01/2018

Rio Iacri: Três prefeitos “ilhados” de representatividade

Uma tragédia que poderia ser evitada por ação do poder público. São dois deputados e três prefeitos do PV, mas nenhuma reivindicação formal ao governo de Geraldo Alckmin. Por outro lado, os parlamentares "pegam carona" na tentativa de reativar o transporte ferroviário, trabalho iniciado há 15 anos pelo Ministério Público Federal.  A tragédia que vitimou duas pessoas de Queiroz na madrugada desta quinta-feira (25), revelou a falta de interesse político estadual para resolver definitivamente o problema que ressurge a cada chuva torrencial, interrompendo o tráfego da rodovia Miguel Gantus (SP-383) e, por consequência, a escoação de produtos agroindustrial. A fatalidade ocorrida nesta semana era anunciada. Nos últimos 12 meses, o rio Iacri apresentou três enchentes. A “ponte” submergiu e houve o rompimento da tubulação. Era certo a ocorrência de uma tragédia com proporções ainda maiores. A ocorrência deixou explícita o desinteresse político de nossos representantes. Se por um lado, nenhum dos três prefeitos, no trajeto Tupã/Herculândia/Queiroz demonstrou preocupação, o que dizer dos nobres deputados Evandro Gussi e Reinaldo Alguz – federal e estadual respectivamente. Por ironia do destino, a prefeita de Queiroz, Ana Virtudes Miron Soler, a “Tuti”, o prefeito de Herculândia Richardson Branco Nunes, o “Richard Itapuã” e o prefeito de Tupã, José Ricardo Raymundo, todos são do PV. Os três estão “ilhados” ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
25/01/2018

“CONSTITUCIONAL”: Presidente da Câmara de Osvaldo Cruz defende correção de subsídio

Em Tupã, três parlamentares da atual legislatura podem perder os direitos políticos por enriquecimento ilícito. No período de 2005 a 2008 legislaram em causa própria corrigindo os subsídios. Para a Justiça houve prejuízo ao erário público. Augusto "Ninha" Fresneda Torres (PMDB), presidente da Câmara, Valter Moreno Panhossi (DEM) e Antônio Alves de Sousa, o "Ribeirão" (PP) - fotos abaixo - podem perder os direitos políticos. Leia abaixo o parecer da Câmara de Osvaldo Cruz, sobre a correção de subsídio aprovado na semana passada. O texto é em resposta ao questionamento feito pelo blog sobre eventual inconstitucionalidade da matéria.     Osvaldo Cruz, 23 de janeiro de 2018. A Sua Senhoria E-mail: jotaneves@ig.com.br   Ilustríssimo Senhor:   Tem o presente a especial finalidade de responder a mensagem eletrônica (e-mail) de vossa senhoria, enviada para esta Casa de Leis no dia 22/01/2018, às 13h08, com o assunto: “Correção dos subsídios”, e para tanto, segue abaixo a transcrição do r. parecer exarado pela Procuradoria Jurídica deste Poder Legislativo. PARECER JURÍDICO A Carta Magna de 1988, como norma suprema do Estado Brasileiro, dispõe sobre requisitos formais e materiais ao processo legislativo, estatuindo limites para proposições que contrariem tais disposições, pois estarão fadadas a sua invalidade/inconstitucionalidade por meio do controle difuso ou concentrado de constitucionalidade, adotado no sistema brasileiro. Tem-se, a exemplo de requisitos formais, a ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
24/01/2018

Turma do TRF-4 mantém condenação de Lula por unanimidade: placar 3×0

Três desembargadores pediram 12 anos de prisão para petista. Mas pena só começa a ser cumprida após análise de todos os recursos Enviados Especiais a Porto Alegre (RS) – A 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) já formou maioria por manter a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, estipulada em primeira instância pelo juiz Sérgio Moro. No entanto, o relator do caso, desembargador João Pedro Gebran Neto, e o presidente da 8ª Turma, e também revisor do processo, Leandro Paulsen, votaram ainda pelo aumento da pena do líder petista: em vez dos 9 anos e 6 meses de prisão estipulados por Moro, ambos defenderam que Lula cumpra 12 anos e 1 mês de cadeia, em regime integralmente fechado. O resultado faz com que líderes do Partidos do Trabalhadores (PT) já digam ser hora de “radicalizar”. Agora, só falta a manifestação do desembargador Victor Laus, que disse pretender proferir seu voto ainda nesta quarta-feira (24/1) e já rejeitou as preliminares apresentadas pelos defensores dos acusados. Embora já seja maioria na 8ª Turma do TRF-4 o entendimento de manter a condenação de Lula, o posicionamento de Laus será importante para definir quais recursos caberão às defesas dos réus no processo ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
24/01/2018

Senador Álvaro Dias fala sobre ética durante visita a Tupã

Evento foi organizado pelo partido Podemos da região de Tupã.  Ex-deputado estadual, ex-deputado federal e ex-governador do Paraná, o senador é o primeiro pré-candidato à presidência da República para 2018 a visitar a região de Tupã. Natural de Quatá e com cerca de 40 anos de vida pública, ele possui um dos mais altos índices de aprovação popular da história do Brasil. Em entrevista à imprensa, Álvaro Dias afirmou que este é um momento em que o brasileiro está buscando o destino do país. De acordo com ele, o ponto principal de sua proposta de governo é uma “refundação da república”. “A estrutura pública do Brasil foi destruída pela incompetência e corrupção dos governantes. Falar em refundação da república significa uma reforma do estado brasileiro, para tenhamos um estado liberal na economia, onde as pessoas tenham liberdade para empreender, expulsando o amadorismo das repartições públicas”, afirmou. Leia também: Eleições 2018: do Bairro Campinho, em Quatá, pode sair um presidenciável

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
19/01/2018

Inconstitucional: Câmara de Osvaldo Cruz legisla em causa própria e aprova reposição de 2,95%

A exemplo dos legisladores tupãenses, condenados por improbidade administrativa e enriquecimento ilícito, Câmara de Osvaldo Cruz pode incorrer no mesmo erro. Matéria de Pedro Afonso do portal Ocnet revela que apenas o reajuste dos servidores da Câmara, foi adiado. OSVALDO CRUZ - A Câmara de Osvaldo Cruz aprovou na tarde de ontem, 18, a reposição de 2,95% nos vencimentos dos vereadores. A compensação, que tem como base o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), foi aprovada por todos os vereadores presente na sessão extraordinária. Ausentes, somente, os vereadores Airton de Souza (PSDB) e Lucas Canola Hirano (PSDB). Também na sessão extraordinária desta, a Câmara aprovou um reajuste de 1,81% para os servidores municipais que se enquadram nas categorias A e B. O aumento também é válido os inativos e pensionistas das respectivas categorias. Outro reajuste aprovado foi no vale-alimentação. Todos os servidores municipais, independente da categoria, passam a receber, a partir de agora, R$ 200 de vale-alimentação. A única votação não realizada foi o reajuste dos vencimentos dos funcionários da Câmara. Inicialmente proposto em 5%, o reajuste apresentado na sessão foi de 3%. Com isso, o assunto será votado em outra data. Leia também: ENRIQUECIMENTO ILÍCITO: vereadores de Tupã poderão perder os direitos políticos

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
18/01/2018

CASSAÇÃO pode determinar nova reviravolta na Câmara de Tupã

Danilo Aguillar, Luis Alves e Sandra "Enfermeira" ficam na expectativa de uma eventual cassação de Valter Moreno, Ribeirão e Ninha Fresneda.                 A condenação de três atuais parlamentares do Legislativo tupãense poderá determinar uma nova reviravolta na política local, após a dança de cadeiras promovida pela administração de José Ricardo Raymundo (PV). Os suplentes Luis Alves de Souza (PC do B), Sandra Mara Meira Cabrera, a “Sandra Enfermeira” (PP) e Danilo Aguillar Filho (PMDB) ficam na expectativa de uma possível perda dos direitos políticos do presidente da Câmara - Valter Moreno Panhossi (DEM), Antônio Alves de Sousa, o “Ribeirão” (PP) e Augusto “Ninha” Fresneda Torres (PMDB), respectivamente. Luis Alves obteve 613 votos, Danilo 561 e Sandra “Enfermeira” 452 votos no pleito de 2016. Os dois primeiros tentaram a reeleição e não conseguiram sucesso. Dos três condenados, apenas Ribeirão não foi reeleito e só retornou à Câmara em novembro, graças ao acerto de renúncia do pastor Rudynei Monteiro (PP). Ele assumiu um cargo na direção do Partido Progressista em São Paulo. Segundo consta, o contrato é de apenas 30 meses. Uma reviravolta como essa só ocorreu a partir de agosto de 2017, quando a atual administração resolveu abrir o governo para recompor sua base aliada e facilitar a governança. Rena Victor Pontelli (PSB) deixou a Câmara e assumiu ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política