ANUNCIE AQUI!
01/08/2011

Recesso serviu para “desenhar” nova plástica à “imagem” da Câmara de Tupã

Em uma das várias sentenças que me absolveram ao longo da carreira, sobre suposto crime contra a extinta lei de imprensa; neste caso, em Marília, o juiz José Roberto Nogueira Nascimento proferiu em palavras sinônimas: “a vida do homem público, também é pública”. “É de interesse público, o padre que viola a confissão; o homem público viciado em conduta não recomendável ou mesmo que seja um simples motivo de observação da sociedade”, sentenciou o magistrado. Então, baseado neste preponderante fato sentencial é passível que um veículo de comunicação faça considerações sobre atos que gerem notícias mesmo que de fórum íntimo e pessoal de um cidadão público. Exemplo, a imprensa especulou e noticiou se Ronaldo “Fenômeno” havia feito lipoaspiração, para extrair fartas gorduras abdominais. Assim sendo, diante da existência de um fato, narramos a seguinte preocupação que todo homem público tem que possuir com sua imagem pessoal, profissional e, sobretudo, para causar boa impressão política. Aliás, a primeira impressão é a que fica. Mas quando isso não acontece, não custa nada dar uma “força” para melhorar o visual para aparecer em público, seja num comício, reunião ou numa sessão, principalmente agora com o advento da TV Câmara, “a TV do Povo”. É notável que uma maquiagem ajude diante às câmeras, mas nada mais “natural” que o próprio ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
31/07/2011

IP 189: Sindicância Administrativa seria a providência de um governo sério

O IP acima de domínio do governo de Tupã, foi à origem de um e-mail enviado ao Blog, questionando a matéria postada em 27 de julho, sob o título “Administração truculenta: usando ferramenta pública, Prefeitura de Tupã ataca a imprensa”. Em qualquer administração pública séria, o email abaixo, deveria ser objeto de uma Sindicância Administrativa para apurar eventuais responsabilidades. Caso contrário, ficam sob suspeitas todos os funcionários da pasta e, inclusive, o próprio secretário, Benedito Rodrigues Gonçalves (PPS). Secretaria Municipal de Agricultura agricultura@tupa.sp.gov.br 189.20.219.66 Enviado em 27/07/2011 as 7:58 "Como que uma pessoa escreve alguma matéria sem ter noção nenhum sobre os fatos que ocorreram e depois de publicada procura se retratar. É já não se formam Jornalistas como antes", diz texto da Secretaria da Agricultura. Mas esta não é a primeira vez que a administração Waldemir Gonçalves Lopes (PSDB) e César Donadelli (PV) usam de meios sombrios para colocar em xeque a própria administração, cujo prefeito não se cansa de dizer que a honestidade da administração dele, está acima de tudo. Foi através de um e-mail que o ex-secretário de Administração e Finanças, Sérgio Dias Lopes, numa conversa sob suspeita com um prefeito da região, sugeriu corrupção na administração tupãense e, mais, teria dito, “eu ganhei apenas uma garrafa de vinho”. Ele se referia sobre possíveis licitações ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 2 Comentários Categorias: Política
28/07/2011

Presidente de entidade defende transparência no Programa de Agricultura Familiar

O presidente da Sociedade São Vicente de Paula, Valter Moreno Panhossi (PMN) estranhou durante reunião na segunda-feira (25) na sede da Secretaria da Agricultura, que um dos principais Programas do governo federal, em parceria com os municípios, em Tupã, é feito à revelia. As entidades assinam um papel com suposto consumo de produtos (legumes, verduras, mel e outros) sem nenhum controle; as notas não apresentam quantidade em quilos entregues e nem valores das mercadorias. Na administração pública não há espaço para acreditar de forma subjetiva que os agentes públicos estão agindo de forma a beneficiar uma maioria ou por um bem maior. É preciso mais que isso. Por sorte dessa estrutura amadora e insuficiente para gerir um Programa tão importante, que o Ministério Público se demonstra incapaz de averiguar a apurar a maioria das denuncias. Mesmo com propaganda na televisão dizendo que pode ser apresentada qualquer denúncia anônima que ela será investigada pelo Ministério Público, em Tupã, isso soa como mentira. Nem com representação assinada ou denúncia pela imprensa se consegue essa façanha. Na administração pública, os agentes devem seguir regras e a legislação. Não é como na iniciativa privada em que é preciso acreditar nas boas intenções do empresário que, de repente resolve ajudar uma comunidade. Neste caso, até que se prove o contrário o ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
27/07/2011

Administração truculenta: usando ferramenta pública, Prefeitura de Tupã ataca a imprensa

A Prefeitura de Tupã, através da administração de Waldemir Gonçalves Lopes (PSDB) continua usando de truculência para debater o contraditório. Depois de criticar a Câmara, por causa do balcão de trocas; advogados e o Judiciário, por conta das ações para custear remédios de alto custo; agora foi a vez do Blog – Jota Neves. Secretaria Municipal de Agricultura agricultura@tupa.sp.gov.br 189.20.219.66 Enviado em 27/07/2011 as 7:58 "Como que uma pessoa escreve alguma matéria sem ter noção nenhum sobre os fatos que ocorreram e depois de publicada procura se retratar.É já não se formam Jornalistas como antes", diz texto da Secretaria da Agricultura. O email acima foi enviado na data desta quarta-feira (27) às 7h58, cuja origem foi a Secretaria Municipal de Agricultura, conforme demonstrativo. Verifica-se qual a truculência não seria capaz contra um anônimo cidadão ou até mesmo os funcionários humildes da administração que não se cansam de reclamar do assédio moral e psicológico que enfrentam. A essência da administração pública pressupõe exatamente o oposto das atitudes do governo de Tupã. São fundamentos básicos do Poder público a transparência, a impessoalidade e a probidade administrativa. Quando um funcionário público, seja ele qual for, um secretário ou o próprio prefeito, usa da estrutura da administração para tentar ofender, denegrir, agredir quem quer que seja, comete uma grave falta. Falta da ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
26/07/2011

Waldemir critica Judiciário, advogados e diz que Tupã não é a “Casa da Nona”

“Tupã não é casa da Nova”. Com estas palavras o prefeito Waldemir Gonçalves Lopes (PSDB) criticou o Judiciário que tem dado sentença favorável a advogados que defendendo seus clientes, impetram ação na Justiça, cobrando do município o fornecimento de remédios de alto custo. Para o prefeito de Tupã, esse pessoal “seria inimigo da cidade”. De acordo com ele, o ano passado foram gastos cerca de R$ 300 mil com medicamentos fornecidos às pessoas que pagam consulta particular e depois buscam na rede municipal de saúde, remédios com preços absurdos. Como isso só é possível por meio de ação impetrada na Justiça, junto ao Ministério Público e, por conseqüência, com anuência do Judiciário, Waldemir mandou por “tabela” ao Terceiro Poder um recado explícito: “Tupã não é a casa da Nona. O pessoal pensa que aqui é a casa da Maria Joana”, ratificou à imprensa na semana passada. A expectativa do Executivo é que neste ano, a seguir essa inimizade advocatícia com autorização descomedida do Judiciário, a municipalidade deverá possuir um rombo da ordem de R$ 600 mil. Acontece que o mesmo prefeito que critica direitos adquiridos, de acordo com o artigo 5º da Constituição Federal, onde explicita que o estado (seja federal, estado ou município) tem que permitir acesso à saúde a todos os cidadãos, é ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
25/07/2011

Secretaria da Agricultura nega superfaturamento de notas do P.P.A.

Em reunião na tarde de hoje (25), na sede da Secretaria da Agricultura, entre o responsável pela pasta, Benedito Rodrigues Gonçalves, “Dito da APAE” (PSB); presidente da Sociedade São Vicente de Paulo, Valter Moreno Panhossi (PMN) e técnicos do Programa de Aquisição de Alimentos (PPA) com a reportagem do Blog Jota Neves “A Notícia Sobre o Fato”, foi apresentado documentos que eventualmente justificariam o impasse criado entre Os Vicentinos e os técnicos que coordenam o Programa. Justificaram os técnicos que os 54 produtores rurais cadastrados na Declaração de Aptidão do Programa Agricultura Familiar (DAP) do governo federal, em parceria com a Associação dos Bananicultores, têm a obrigatoriedade de fornecer mensalmente 20 toneladas dos mais variados alimentos. Os produtos são repassados para 19 entidades que contemplam 1.900 pessoas e, cada entidade, recebe proporcionalmente ao número de famílias cadastradas, multiplicado por 3 (três). Ou seja, a Sociedade São Vicente de Paulo cadastrou 80 famílias (184 pessoas) e, de acordo com método adotado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a quantidade de produtos que deveria ser repassada para a entidade, referente ao mês de maio, seria o equivalente a R$ 2.916,65. Agora, se a entidade, no caso Os Vicentinos, não consegue consumir a quantidade de produtos (feijão, hortaliças, legumes e outros) seja por problemas de ordem ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
24/07/2011

Entidade flagra nota superfaturada e provoca correria na Prefeitura de Tupã

O Programa de Aquisição de Alimentos (PPA) que fornece alimentos fresquinhos para 19 entidades de Tupã, como verduras, frutas e legumes está em xeque, por conta de uma nota superfaturada apresentada a uma das entidades beneficiadas. Informação confidencial de dentro da Secretaria da Agricultura, obtida pelo Blog, dá conta que isso tem sido uma praxe, desde a implantação do Programa em Tupã. O PPA é um Programa do governo federal em parceria com a Prefeitura de Tupã e envolve 54 produtores rurais cadastrados na Declaração de Aptidão do Programa Agricultura Familiar (DAP) e ao contemplar 19 entidades de forma direta, beneficia 1.900 pessoas, segundo a Assessoria do prefeito Waldemir Gonçalves Lopes (PSDB). Mas como tem sido uma praxe na atual administração, uma nota superfaturada tentava justificar um gasto inexistente dos Vicentinos no valor de cerca de R$ 3 mil. Acontece que a entidade garante que nunca consumiu quase 500 litros de mel e, muito menos mais de meia tonelada de feijão. Diante do impasse, o presidente dos Vicentinos o ex-vereador Valter Moreno (PMN) se recusou a assinar a nota. Recusou-se depois de ter sido informado pelos conferentes de que o que especificava a nota não condizia com a verdade. Inicialmente Moreno esbravejou, gritou, mas se lembrou que já foi vereador e que pretende ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 1 comentário Categorias: Política
21/07/2011

Eleições 2012: PSDB articula Messas para vice de Donadelli

A tentativa do PSDB do prefeito Waldemir Gonçalves Lopes de optar por um (a) vice que seja popular para o possível candidato a candidato do partido, o vice-prefeito César Donadelli, faz cruzar interesses do principal concorrente dos tucanos, nas últimas eleições municipais. Messas. Como já explicamos aqui, o PSDB prepara um “ato” para marcar a filiação de Donadelli (PV) no PSDB. Os tucanos aceitam o vice candidato a prefeito, mas não que o vice seja do Partido Verde. Não quer nem ouvir falar no suplente de deputado federal, Evandro Gussi (PV). Waldemir entende que uma dobradinha entre Donadelli e Gussi, seria correr risco demais se o ex-prefeito Manoel Gaspar (PSC) for o candidato. Os dois são impopulares e ruins de discurso e, consequentemente, de votos também. A saída seria um (a) vice popular. Carlos Messas (PTB) foi o opositor mais votado até hoje na história de Tupã. Mais de 14 mil. Mas “Carlão” com seus quase 80 anos de idade, já não teria tanto fôlego assim, para enfrentar mais um pleito. Já a esposa Julia Messas, poderia ser um nome forte para ser candidata a candidata a vice de Donadelli. Aliás, a intenção mesmo de “Carlão” seria até vender a casa que possui nos altos da Vila Abarca e ir para Londrina (PR) para ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 5 Comentários Categorias: Política
19/07/2011

Waldemir diz que o povo tem o governo que merece e vê ingratidão do eleitor

Depois de ser eleito, reeleito e, agora tentar fazer o sucessor, o prefeito Waldemir Gonçalves Lopes (PSDB) deu mais uma declaração descabida, “cada povo tem o governo que merece”, desabafou. Em seguida emendou, depois de mais uma vez criticar a omissão da Câmara, “às vezes chego a pensar se valeu à pena tanto sacrifício meu para administrar o município”. É como se quisesse dizer que o eleitor é ingrato. As palavras ditas pelo prefeito soam prepotência e arrogância. O discurso foi na tentativa de analisar o questionamento do vereador Valdemar Manzano (PPS) que garantiu não dar um cheque em branco para o vereador Antonio Alves de Sousa, “Ribeirão” (PP), sobre as alterações na Lei do Prodet - Programa de Desenvolvimento de Tupã, reformada para conceder mais incentivos a possíveis empreendedores que queiram se instalar em Tupã. Porém, Waldemir não disse que era sobre isso e, em seguida criticou a Câmara que não fiscaliza e apenas estaria discutindo partidariamente a questão da Lei de incentivos. Mas isso não é novidade nenhuma. Tornou-se um circulo vicioso no Legislativo em que tudo que se aprova tem algum interesse obscuro por trás e, quando não aprova também tem. Haja vista a tentativa de intimidação feita por Danilo Aguilar Filho (PSB) e Augusto Fresneda Torres, “Ninha” (PSDB). Os dois apresentaram pareceres ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política
18/07/2011

Prefeitura e Câmara prestam “serviços públicos” domésticos

Tornar o ambiente de trabalho agradável é fundamental para o desempenho profissional e crescimento de uma empresa que se preza e tem preocupação com o bem-estar de seus funcionários. Mas essa relação tem que ser estritamente no âmbito profissional, seja na iniciativa privada e, sobretudo, na pública. Quando essa relação fica estreita demais, começa confundir o público, privado e pessoal. E, assim, tem sido nos dois Poderes constituídos de Tupã. Tanto na prefeitura, quanto na Câmara, essa relação esta confusa. Não dá para distinguir o que é pessoal ou público, profissional ou pessoal e beira a promiscuidade. A promiscuidade com a coisa pública tem relação estreita com a improbidade administrativa. A improbidade é sinônimo de cassação e ineligibilidade. Permitir que funcionários que não trabalham ganhem horas extras e salários é caso típico. Um deles é investigado pelo Ministério Público, no caso de motorista fantasma no gabinete do prefeito. Homens públicos, exercendo cargos de poder, permitem e garantem que “funcionários” tenham benesses que envolvem os bens, imóveis e móveis; automóveis e cargos garantidos por “concursos públicos”. Secretária que passou em “concurso” em primeiro lugar. Funcionária que mesmo antes de ser “aprovada”, já era treinada para garantir também, o primeiro lugar no “concurso público”. “Uma Viagem Fantástica no Maravilhoso Mundo Público”. Parece nome de filme. Outro dia liguei ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Política