ANUNCIE AQUI!
13/09/2018

Ex-vereadora é presa por comprar votos na Câmara de Andradina

Segundo a polícia, Célia Regina de Souza, de 58 anos, estava foragida há dois anos. Policiais cumpriram mandado de prisão após denúncia. Por G1 Rio Preto e Araçatuba Uma ex-vereadora de Andradina (SP) foi presa, nesta quarta-feira (12), por compra de votos. Célia Regina de Souza, de 58 anos, estava foragida e é acusada de pagar cerca de R$ 4 mil a outros vereadores par a se eleger presidente da Câmara em 2004. À TV TEM a ex-vereadora disse que é inocente e que ficou foragida por orientação do advogado de defesa, que aguardava um recurso analisado na Justiça. Segundo a polícia, ela estava foragida há dois anos e também era investigada por superfaturamento de serviços e em compra de produtos para a Câmara. A ex-vereadora foi presa depois que a polícia recebeu uma denúncia de que ela estaria na cidade e o mandado foi cumprido. Célia estava na cidade, segundo a polícia, para visitar a mãe, onde foi presa. A ex-vereadora foi encaminhada a um presídio de Tupi Paulista (SP). Durante a chegada de Célia ao primeiro distrito policial de Andradina, um jornalista da cidade que cobria a prisão chegou a ser agredido por um sobrinho da mulher. Um boletim de ocorrência foi registrado.

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
08/09/2018

Os extremistas virtuais e o atentado a Bolsonaro

NÃO HÁ DÚVIDAS DE QUE BOLSONARO É VÍTIMA DE UM CRIME. MAS É PRECISO DIZER ALGUMAS COISAS João Filho 7 de Setembro de 2018, 14h09   AS REAÇÕES AO ESFAQUEAMENTO do candidato Jair Bolsonaro foram deprimentes, lamentáveis, um reflexo do estágio miserável em que se encontra nossa democracia. Enquanto muitos nas redes de esquerda defendiam com toda a certeza que tudo não passaria de uma armação de Bolsonaro e sua turma, bolsonaristas já davam o veredito de que o PT seria o mandante do crime. Todos embriagados por suas convicções, dando pouca atenção aos fatos. O fato das imagens não mostrarem sangue jorrando não quer dizer nada além de que não se tratava de uma cena de filme do Hitchcock. Mas os peritos Molinas das redes sociais logo emitiram seus lados, comprovando que tudo não passava de encenação. Vários vídeos “comprovando” que não havia sangue e que a faca era falsa pipocaram nas redes sociais. Para se forjar um crime desse porte, seria necessário combinar com dezenas de pessoas que estavam em volta de Bolsonaro, com os socorristas da ambulância, com seguranças, e torcer para que nenhuma das dezenas de câmeras que estavam filmando flagrasse os detalhes. Depois, uma grande cena seria montada com hospital, envolvendo cirurgiões, assistentes, enfermeiros e outros funcionários. É claro que uma ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
12/07/2018

A Lava Jato está sob risco

Por Luan Sperandio A Operação Mãos Limpas, na Itália, nos dá uma aprendizagem sobre o que pode acontecer nos próximos meses aqui no Brasil. Naquele país a luta contra a corrupção viveu 2 momentos distintos. Inicialmente o apoio às investigações era unânime. “Somos todos contra a corrupção”. Ao ponto de alguns dos condenados que firmavam acordo de delação premiada vestissem camisas favoráveis às investigações para demonstrarem seu apoio. Os políticos alvos, porém, criaram a narrativa de que a Operação Mãos Limpas não se tratava de uma investigação de esquemas de corrupção para punir infrações penais. Eles difundiram nos jornais a ideia de que se tratava de uma operação política, não jurídica: tudo não passava de perseguição à inocentes por questões políticas. Os investigadores e juízes eram ideológicos. Essa campanha difamatória na Itália durou algum tempo e o apoio à operação gradativamente acabou caindo entre a população. Não obstante, os políticos conseguiram a aprovação de legislações que enfraqueceram o poder de investigação do Ministério Público e que minaram a autoridade dos juízes perante os políticos, sepultando à operação. Ao menos a primeira parte desse roteiro está acontecendo no Brasil: basta lembrar que durante a campanha eleitoral, em 2014, todos os presidenciáveis defendiam incondicionalmente a Lava Jato. 4 anos passados, todavia, após centenas de condenações e prisões, a campanha ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
15/04/2018

“RACHID”: Polícia já possui áudio sobre divisão salarial de virtual secretário

Ex-assessores assombram vereadores novatos. Pelo menos três, dos 10 eleitos em 2016 estão enfrentando essa maldição – pastor Eliézer, Scombatti e Matias. O publicitário Fernando Oliver Amato, ex-assessor do vereador Tiago Munhoz Matias (sem partido), disse neste sábado (14), que entregou à Delegacia Seccional de Tupã, cópia de um arquivo em áudio contendo o diálogo que manteve com o parlamentar sobre o esquema denominado de “rachid” - onde assessores repassariam mensalmente uma parte de seus vencimentos aos agentes políticos. No caso envolvendo o vereador Tiago Matias, o “Rachid” aconteceria caso Oliver Amato assumisse a Secretaria da Juventude, no governo de José Ricardo Raymundo (PV). O inquérito foi instaurado após denúncia feita pelos vereadores Charles dos Passos (PSB) e Paulo Henrique Andrade (PPS) ao promotor de Justiça Rodrigo Garcia. Surpreso com o fato, Oliver Amato titubeou ao prestar declarações ao Ministério Público quando disse - “não me recordo, preciso verificar”, ao ser indagado se tinha gravação sobre a conversa que manteve no gabinete do novato edil. Sobre a decisão de entregar uma possível prova material que compromete seu ex-pupilo, Oliver Amato optou pelo silêncio com apenas uma frase: “Prefiro deixar a justiça dizer por si só, acho melhor. Obrigado Jota”. A denúncia de suposto ato de corrupção desmoronou o “castelo” político no imaginário do promissor vereador. Ele ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
17/03/2018

Marielle: a corrupção mata a nação

O crime do colarinho branco é responsável também por vitimar os que precisam de saúde, educação e trabalho. Morrem anônimos, e personagens da política, como o ex-prefeito Celso Daniel. Mas, ao completar quatro anos, a Lava Jato deu esperanças de que é possível colocar na cadeia os responsáveis pela pratica de crimes contra a sociedade.                 Passados quase três meses, eu ainda não havia falado sobre a prisão de Paulo Maluf (PP), sinônimo de corrupção e lavagem de dinheiro público. Com seu slogan “Maluf Faz” conseguiu ser prefeito, governador e, por último, deputado federal, quando percebeu que era a única forma de obter foro privilegiado. Maluf hoje é apenas lembrança de um ladrão da “locomotiva” chamada São Paulo. Aos 86 anos, quando ninguém mais acreditava em sua prisão foi encarcerado fingindo debilidade física. Maluf perdeu o posto de corrupto maior para uma quadrilha dos tempos modernos. Organizada em bando sob o comando de poderosos políticos como: Luís Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff, ambos do PT, e Michel Temer (MDB), além de outros integrantes de siglas partidárias e mandatários do Congresso e Senado - aliados nos governos de estados saquearam a nação, através dos cofres públicos provocando um tsunami de desempregados, miseráveis e, por consequência, amplificou a violência. MARIELLE A morte da vereadora carioca Marielle Franco ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
26/02/2018

CONEXÃO VERDE II: Mulher do prefeito de Dracena também foi assessora do deputado Reinaldo Alguz

Assim como Evandro Gussi, sua mulher e o pai. É intrigante o suposto esquema de “sacar” dinheiro público em benefício de pessoas ligadas ao PV. Ana Carolina Cenedesi Machado Bertolini, mulher do atual prefeito de Dracena tinha salário de R$ 15.880,00.                         A mulher do prefeito de Dracena, Juliano Brito Bertolini – PTN – atual secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Ana Carolina Cenedesi Machado Bertolini é a mais nova ex-secretária especial parlamentar ocupante de cargo em comissão no gabinete do deputado estadual Reinaldo de Souza Alguz (PV). Enquanto seu marido presidia a Câmara de Dracena de 2009 a 2010, desde 19 de março de 2007, Ana Carolina iniciou sua peregrinação pelos mesmos cargos que Joice Gussi, José Reinaldo Gussi e Evandro Gussi, antes de se eleger deputado federal. Nota-se, que em março de 2007, logo após o primeiro ano da eleição de Reinaldo Alguz para ALESP – Assembleia Legislativa de São Paulo. Desde então, tem sido intrigante e audacioso o eventual esquema arquitetado pelo parlamentar. Literalmente o parlamentar natural de Tupã demonstra uma habilidade incrível para abrigar os seus colegas nos "cofres" do poder. As nomeações funcionavam mesmo como uma forma de dar “apoio” financeiro às pretensões políticas de Alguz, pelo menos no eixo da região de Presidente Prudente a Tupã. Mas, há indícios de ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
26/02/2018

Parapuã: Vereadores do PV impedem repúdio contra esposa de deputado Evandro Gussi

O requerimento que a Câmara pretendia aprovar era em protesto pelo emprego de Joice Gussi na Assembleia. Alternando-se nos cargos em comissão no gabinete do deputado estadual Reinaldo Alguz, o casal Gussi custou aos cofres públicos mais de R$ 2,1 milhões, entre salários e encargos, denunciou o vereador tupãense Paulo Henrique Andrade. Dois vereadores do PV – Partido Verde se juntaram a outros três parlamentares e impediram que a Câmara de Parapuã aprovasse na sessão do dia 19, um requerimento de “Voto de Repúdio” ao fato da esposa do deputado federal Evandro Gussi (PV) ter feito parte do quadro de funcionários em comissão da ALESP – Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Os parlamentares Edson Rodrigues, o Pastor Edson e Roberto Carlos Pereira, o “Robertinho”, ambos do PV votaram contra o requerimento. No entendimento deles, ainda que imoral, tudo está legal. O requerimento de número 9 de 15 de fevereiro de 2018, foi de autoria dos edis Paulo Roberto Martins, o Paulinho (PPS), Edson Aparecido Munhoz Narvas, “Deddy” Munhoz (PPS) e de Glauco James Benvindo Monteiro Junior (PRP). O requerimento também recebeu voto favorável de Lee Jefferson Roberto Benedetti Guimarães de Belido Villas Boas de Oliveira Leite (DEM). De acordo com o documento, a esposa do deputado Evandro Gussi, Joice Raquel Ubeda Haddad ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
21/02/2018

“CASO FRIGO ESTRELA”: Tribunal do júri reduziu pena de acusado de homicídio

Fabrício Hernandes de Araújo poderia responder de 12 a 30 anos, mas tese de defesa a fez diminuir para apenas 5 anos de reclusão em regime semiaberto. O acusado vai recorrer em liberdade. O resultado da sentença do julgamento destacou a “provocação injusta da vítima Antônio Carlos Costa Silva”. As provas nos autos apontavam para provocações constantes que culminaram com o homicídio na manhã do dia 23 de julho de 2016. Naquele mesmo dia, o blog havia apurado e manchetado “Bullying e ameaça terminaram em homicídio no Frigo Estrela”. Foi exatamente esta a tese de defesa dos criminalistas Ademar Pinheiro Sanches, Viviane Macedo e Lais Macorin. “Foi feita a prova de violenta emoção, que reduz também a pena. Portanto, excluímos as qualificadoras e provamos que Fabrício praticou o crime tomado por violenta emoção”, disse Pinheiro. O Tribunal do Júri entendeu a tese de violenta emoção e as qualificadoras foram excluídas, entendendo que o acusado foi autor de homicídio simples privilegiado. “Já havia um desentendimento entre Fabrício e Antônio Carlos, onde um ameaçava o outro, além do que não ficou provado de que a vítima foi surpreendida durante o ataque por que momentos antes de o fato acontecer, já havia ocorrido discussão entre ambos”, destacou o advogado. São justamente as qualificadoras que poderiam levar o réu a ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
26/01/2018

Rio Iacri: Três prefeitos “ilhados” de representatividade

Uma tragédia que poderia ser evitada por ação do poder público. São dois deputados e três prefeitos do PV, mas nenhuma reivindicação formal ao governo de Geraldo Alckmin. Por outro lado, os parlamentares "pegam carona" na tentativa de reativar o transporte ferroviário, trabalho iniciado há 15 anos pelo Ministério Público Federal.  A tragédia que vitimou duas pessoas de Queiroz na madrugada desta quinta-feira (25), revelou a falta de interesse político estadual para resolver definitivamente o problema que ressurge a cada chuva torrencial, interrompendo o tráfego da rodovia Miguel Gantus (SP-383) e, por consequência, a escoação de produtos agroindustrial. A fatalidade ocorrida nesta semana era anunciada. Nos últimos 12 meses, o rio Iacri apresentou três enchentes. A “ponte” submergiu e houve o rompimento da tubulação. Era certo a ocorrência de uma tragédia com proporções ainda maiores. A ocorrência deixou explícita o desinteresse político de nossos representantes. Se por um lado, nenhum dos três prefeitos, no trajeto Tupã/Herculândia/Queiroz demonstrou preocupação, o que dizer dos nobres deputados Evandro Gussi e Reinaldo Alguz – federal e estadual respectivamente. Por ironia do destino, a prefeita de Queiroz, Ana Virtudes Miron Soler, a “Tuti”, o prefeito de Herculândia Richardson Branco Nunes, o “Richard Itapuã” e o prefeito de Tupã, José Ricardo Raymundo, todos são do PV. Os três estão “ilhados” ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
21/01/2018

SURTO: Depressão e crise financeira provocam tragédia na região

Homem é morto após assassinar os pais e ferir a esposa a facadas em Araçatuba. Crime ocorreu na manhã deste domingo Por Thiago Augusto O empresário Ademir Magalhães Rondina, dono de uma loja de tintas na cidade de Jales, assassinou com golpes de faca, seus pais, na manhã deste domingo na Rua Chile, bairro Icaraí, em Araçatuba.A PM foi acionada para o local, onde segundo informações, estaria ocorrendo um roubo a residência. Ao chegar no local, os policiais encontraram o casal morto com várias perfurações pelo corpo e a esposa do acusado ferida na mão direita e no abdômen do lado esquerdo. Ademir, ao ver a viatura, fugiu do local correndo e foi seguido pelos policiais. Em uma residência na Rua Argentina, Ademir foi cercado no quintal da casa, que não tem muro nem grades. Descontrolado, o acusado tentou agredir os militares com pedras e tijolos. Uma dessas pedras chegou a acertar e quebrar o vidro de uma das viaturas da PM. Os policiais tentaram dialogar com Ademir, porém ele se negava a conversar. Ele partiu para cima dos PMs, sendo necessário efetuar um disparo de arma de fogo para contê-lo. Depois de alvejado, ele foi socorrido rapidamente para a Santa Casa de Araçatuba, mas não resistiu aos ferimentos e deu entrada no setor ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção