ANUNCIE AQUI!
09/12/2016

Tupãense afasta promotores que investigam a tragédia de Mariana

Novo chefe desliga promotores de MG de apuração sobre tragédia de Mariana. Um dos primeiros atos do novo procurador-geral de Justiça de Minas Gerais, Antônio Sergio Tonet, foi remover os três promotores mais atuantes da força-tarefa criada pelo Ministério Público do Estado para investigar o rompimento da barragem do Fundão, da mineradora Samarco (controlada pela Vale e BHP Billinton), ocorrida em novembro do ano passado. O novo chefe do Ministério Público mineiro foi empossado na noite desta segunda-feira (5). Tonet determinou que os promotores Mauro Ellovich, Carlos Eduardo Ferreira Pinto e Marcos Paulo de Souza Miranda deixem os postos que ocupam na área ambiental na sede do MPMG, em Belo Horizonte, e retornem para suas comarcas de origem: Igarapé, Ribeirão das Neves e Santa Luzia, respectivamente. Um promotor que pediu para não ser identificado diz que a mudança se deve ao fato de os três não concordarem com a volta das atividades da Samarco no Estado até que todas as licenças ambientais estejam esclarecidas. "É uma das piores coisas que aconteceram para gente", afirma Mônica dos Santos, uma das integrantes da Comissão de Moradores Atingidos de Bento Rodrigues. Para ela, os moradores confiavam no trabalho dos promotores. "Será que os novos vão se preocupar com a gente ou somente com os interesses da mineradora?". Quem ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
07/12/2016

Operação Caça Fantasmas, que prendeu vereadores em Osasco, também tem acordos de delação premiada

Assim como a Lava Jato, a Operação Caça Fantasmas, do Ministério Público de São Paulo, que determinou a prisão preventiva de 14 vereadores em Osasco, nesta terça-feira, 6, também fez acordos de delação premiada. Pelo menos R$ 21 milhões teriam sido desviados em contratações de funcionários fantasmas em Osasco, segundo as investigações. O Ministério Público ofereceu denúncia contra os 14 vereadores, entre eles o prefeito eleito, Rogério Lins (PTN), de 11 partidos diferentes, e 205 assessores supostamente fantasmas pela prática dos crimes de organização criminosa e de estelionato, em estruturada organização criminosa voltada para a lesar os cofres públicos.Além das prisões, a Justiça determinou o afastamento do cargo público de todos os assessores denunciados. Segundo o Ministério Público, até o momento, já foram realizados quatro acordos de delação premiada e cerca de R$ 200 mil estão sendo devolvidos aos cofres públicos. Os acordos já foram homologados na Justiça Criminal. Prisões preventivas  Foram presos preventivamente Alex da Academia (PDT), André Sacco (PSDB), Batista Comunidade (PT do B), Francisco de Paula, o De Paula (PSDB), Jair Assaf (PROS), Josias da Juco (PSD), Rogério Silva (PRB), Toniolo (PCdoB) e Valdomiro Ventura (PTN) e João Góis (PT). Também tiveram a prisão preventiva decretada por suspeita de envolvimento no mesmo esquema Karen Gaspar (PT do B), Olair Prado, o Maluco ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
02/12/2016

Prefeita de Ribeirão Preto, Dárcy Vera é presa na 2ª fase da Operação Sevandija

A prefeita de Ribeirão Preto, Dárcy Vera (PSD), foi presa na manhã desta sexta-feira, 2, em sua casa, na cidade do interior paulista, na Operação Mamãe Noel, deflagrada pela Polícia Federal e pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público de São Paulo (Gaeco). A ação cumpre mandados de prisão preventiva, de busca e apreensão e bloqueio de bens em três cidades do Estado de São Paulo, e é a segunda fase da Operação Sevandija, iniciada em 1º de setembro, que apura o desvio de um total de R$ 203 milhões nos cofres públicos da cidade do interior paulista. De acordo com a PF, Dárcy foi presa a pedido da Procuradoria Geral do Estado. A polícia e o Gaeco darão entrevista coletiva para detalhar a operação e as outras prisões às 10h30 desta sexta, na sede do Ministério Público de Ribeirão Preto. Segundo a Polícia Federal, a nova operação apura crimes de peculato, falsidade ideológica, uso de documento falso, corrupção ativa e passiva, entre outros. O nome “Mamãe Noel”, é uma referência às evidências de que a ex-advogada do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Ribeirão Preto Maria Zuely Librandi repassou, entre 2013 e 2016, mais de R$ 5 milhões aos demais denunciados, em dinheiro e cheques, desviados ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
01/12/2016

MP fiscaliza lançamento de revista da administração Gaspar

O objetivo foi evitar propaganda pessoal com recurso público. Outras 20 mil unidades confeccionadas foram incineradas. Motivo: uma foto proibida de Waldemir estampava uma das páginas. A mais nova edição da revista da administração de Manoel Gaspar (PMDB) não terá o mesmo fim, porém, o Ministério Público (MP) quer impedir promoção pessoal. O vazamento da informação sobre a impressão do material provocou estranheza pelo fato de o mandato estar no fim. Numa rápida fiscalização o promotor público teria orientado a não postar nenhuma foto de político, a logomarca da administração, bem como, desautorizou a publicação de duas páginas que apareceriam as supostas “conquistas históricas” para Tupã. No entendimento do MP se são históricas não deveriam compreender apenas o período das três administrações de Manoel Gaspar – 1997/2000, 2001/2004 e de 2013/2016. Ou seja, existiriam outras conquistas históricas. Por exemplo, uma que o próprio prefeito fez estampar nas páginas dos jornais nesta quarta-feira (30) – sobre qualidade de vida - em que pesquisa da Sabesp comprovaria a qualidade do saneamento básico em Tupã. A conquista é histórica e foi viabilizada a partir da gestão de Carlos Messas que foi visionário ao estabelecer parceria com a estatal. É evidente, que ao longo de mais de 30 anos, a empresa foi promovendo outros investimentos. Marília é exemplo ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
17/11/2016

Falso sequestro: filho de secretário de Tupã é preso após tentativa de extorsão contra a família

Leandro José Romero, 28 anos, filho do secretário de Segurança e Trânsito de Tupã, José Romero Sobrinho, “Riti”, foi preso após comunicar falso sequestro na tentativa de extorquir a família da própria mulher. “Meu pai está sendo muito perseguido depois que ele entrou na política. Tem acontecido tanta coisa Jota Neves que você nem imagina”, lamentou Leandro Romero. Foi assim que Leandro presumiu supostos acontecimentos que “vitimavam” o pai e a ele próprio, durante entrevista ao blog no dia 3 de junho do ano passado. Leia também: Secretário de Segurança e Trânsito sofre suposta tentativa de envenenamento Um ano e meio depois Leandro e a tia foram presos acusados de falso sequestro e extorsão. O suposto sequestro era de Leandro. O pedido de resgate no valor de R$ 20 mil foi feito à família da esposa – gravida. Os “bandidos” estariam com Leandro em um cativeiro e realizaram diversas ligações para a esposa da vítima exigindo o resgate. A esposa procurou à Polícia Civil e as investigações foram iniciadas. Enquanto a esposa estava na Central de Polícia Judiciária os “bandidos” ligaram mais uma vez. Neste momento os policiais já rastreavam os contatos telefônicos. Os investigadores da DIG descobriram de onde partiram as ligações e acionaram a polícia de Dracena. O “cativeiro” era numa chácara naquele ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
11/11/2016

Ex-prefeito de Paraguaçu Edivaldo Hasegawa é preso

O ex-prefeito está sendo acusado por crime contra administração pública. Outras pessoas também foram presas.  O ex-prefeito de Paraguaçu Paulista, o médico Dr. Edivaldo Hasegawa, foi preso no final da tarde desta quinta-feira (10) após cumprimento de mandado de prisão preventiva expedido pelo juiz da 2ª Vara do Foro de Paraguaçu Paulista Dr. Pedro Fernandes Nery Rafael. Segundo apurado pela reportagem do ParaguaCity.com, o ex-prefeito está sendo acusado por crime contra administração pública praticado por particular contra a administração geral. Ele foi condenado à pena de 35 anos e 10 meses de reclusão. Neste momento, há muita movimentação na Delegacia de Polícia local, onde os trabalhos estão sendo coordenados pelo delegado de polícia José Roberto de Oliveira. Além de Hasegawa, também tiveram o mandado de prisão decretado ex-servidores que trabalharam na época da administração do ex-prefeito, Gerson Cláudio Caldeirão, à pena de 33 anos e 20 dias de reclusão; Sergio Aparecido Balbo, Josefa da Silva Alves, Eloísa Aparecida Silva Alves e Elita da Silva Alves, à pena de 28 anos, 10 meses e 20 dias; Armando Falcone Filho e Josias Cardoso da Silva, foram condenados à 52 anos, 2 meses e 12 dias de reclusão. Não há informações se todos foram localizados e presos. Possivelmente, os condenados deverão ser levados para uma unidade prisional na ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
05/10/2016

Eleições 2017: fica acirrada a disputa pela presidência da Câmara de Tupã

Enquanto prefeito eleito busca apoio, Waldemir quer oposição. Três nomes aparecem cotados para o pleito em janeiro – Renan Pontelli, Amauri Mortagua e Pastor Rudynei Monteiro. Foto: Câmara - Eduardo Dantas - Começou a disputa pela presidência da Câmara de Tupã para o próximo biênio 2017/2018. Ontem (4), enquanto o prefeito eleito Ricardo Raymundo (PV) e o vice-prefeito Caio Aoqui (PSD) iniciaram conversações com os vereadores eleitos na tentativa de obter apoio no Legislativo, o ex-prefeito Waldemir Gonçalves Lopes (PSDB) derrotado nas urnas domingo (2), busca o contra-ataque a partir de 1º de janeiro. Nos bastidores políticos três nomes já surgiram com força para uma disputa acirrada – Amauri Mortágua (PR), Pastor Rudynei Monteiro (PP) e Renan Pontelli (PSB). Se por um lado os dois primeiros são experientes, o novato Renan (PSB) possui maioria e pode contar com os votos de Charles dos Passos e de Osmidio Fonseca Castilho, Pastor Castilho. Waldemir acredita que apesar da derrota de virada ainda tem prestígio para influenciar na decisão da Mesa Diretora da Câmara e, para isso, aposta no mínimo nos votos de Telma Tulim e do Pastor Eliezer para defender o seu candidato preferido. Ainda assim, vai ter que buscar votos de outros partidos. Ainda que o vereador Augusto Fresneda Torres, “Ninha Fresneda”, tenha sido recentemente ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
02/10/2016

Máfia do asfalto: agora Bastos está na mira da Polícia Federal

Decretada indisponibilidade dos bens da prefeita de Bastos Virginia Fernandes (PSDB). A Operação Fratelli já havia identificado o mesmo esquema de fraude em Herculândia e Osvaldo Cruz. Na região,  o deputado Cândido Vaccarezza é o suspeito de operar a liberação de verbas com "cartas marcadas". Leia também: Osvaldo Cruz e Herculândia são citadas em planilhas da Máfia do Asfalto, diz Polícia Federal  A Vara Única do Foro de Bastos deferiu pedido de liminar para decretar a indisponibilidade dos bens da prefeita do município, Virgínia Pereira da Silva Fernandes, além de seis empresas, 12 empresários, dois empregados das companhias e três servidores municipais suspeitos de envolvimento em esquema de fraude em licitações. Também foi decretada a suspensão temporária (até o julgamento definitivo) da participação das empresas suspeitas em novos certames. A decisão é resultado de ações promovidas pela Operação Fratelli, que investigou suposto conluio criminoso entre políticos, empresários e servidores públicos com o fim de fraudar licitações, especialmente de serviços de pavimentação e recapeamento, mas também para construção de galerias de águas pluviais, imóveis populares e outros. De acordo com o Ministério Público, ocorria o "direcionamento" dos certames, nos quais os vencedores já eram de antemão conhecidos, sendo os procedimentos licitatórios realizados apenas para manter a aparência de legitimidade. Segundo o juiz Arthur Lutiheri Baptista Nespoli, “os ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
02/09/2016

Pedofilia: Operação “Peter Pan” prende criminosos em Tupã e Bastos

Professores estão entre presos em operação contra a pornografia infantil. Mandados são cumpridos nas regiões noroeste, oeste e centro-oeste. Do G1 Rio Preto e Araçatuba Pelo menos 64 pessoas foram presas na manhã desta sexta-feira (2) em uma grande operação contra a pornografia infantil em várias cidades do interior de São Paulo. Segundo a Polícia Civil, a operação ainda está em andamento e novas prisões podem ser feitas até o fim do dia. A operação, batizada de "Peter Pan", começou às 6h, em quatro regiões do interior do Estado: São José do Rio Preto, Araçatuba, Presidente Prudente e Bauru. 350 policiais saíram pra cumprir 77 mandados de busca e apreensão e recolheram computadores, tablets, celulares, notebooks, pen-drives, HDs e CDs com pornografia infantil. As prisões foram feitas em cidades das regiões de São José do Rio Preto (SP), Araçatuba (SP), Bauru (SP) e Presidente Prudente (SP). Na região de Rio Preto, 14 pessoas foram presas em flagrante até agora. Em Bálsamo (SP), um professor que dava aulas de informática para crianças entre três e 10 anos foi preso. A suspeita da polícia é de que ele usava o computador da escola para repassar o material. Em Cosmorama (SP), outro professor aposentado é suspeito do crime. Em Guapiaçu (SP), um torneiro mecânico de 37 anos também foi ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção
20/08/2016

Capa da Veja – OAS delata Dias Toffoli; Marília na Lava Jato outra vez

20/08/2016 as 07:05h por: Redação do Giro Marília A capa da revista Veja que vai chegar às bancas no final de semana coloca Marília na Operação Lava Jato mis uma vez. E desta vez com acusações contra um dos mais renomados marilienses: o advogado José Antonio Dias Toffoli, ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), a mais alta corte do país. Segundo a revista, Dias Toffoli foi citado nas delações feitas pelo empreiteiro José Aldemário Pinheiro Filho, conhecido como Léo Pinheiro, ex- presidente da construtora OAS, uma das empresas mais enterradas nos escândalos da Lava Jato. A delação de Leo Pinheiro ainda não foi homologada, ou seja, não produz efeitos de redução de pena, e por isso pode estar também superficial e incompleta. Segundo a Veja, as informações são de favores para reforma na casa do ministro Toffoli. Uma equipe de engenheiros da OAS teria feito uma vistoria e acompanhado um “serviço complicado e, em geral, de custo salgado” na casa do ministro, segundo a Veja. A própria Veja diz, em texto promocional da revista, que as informações contra Toffoli incluídas na delação ainda são superficiais e não configuram crime. Mas para a Veja, a citação do nome do ministro é “um sinal de que algo subterrâneo está para vir à luz no momento em que a ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Corrupção