ANUNCIE AQUI!
06/08/2020

DOUTOR DOUGLAS: Exerceu a medicina com consciência e dignidade

O reconhecimento do cumprimento de seu dever foi intensificado durante o seu "drama" vivido inconsciente na UTI da Santa Casa. De pessoas do povo a autoridades enalteceram o legado do profissional. PSL, partido do qual era vice-presidente do Diretório Municipal publica nota de pesar.    Apesar do protocolo de pandemia não recomendar aglomeração, as despedidas ao médico infectologista Doulas Batista da Silva, 56 anos, reuniu um grande número de pessoas que foram ao Cemitério da Saudade, na manhã desta quinta-feira (5), dar o último adeus ao médico sinônimo de profissionalismo e sensibilidade pela forma humana e atenciosa no trato com seus pacientes e amigos. Das centenas de manifestações comoventes nas redes sociais, seja de pessoas do povo ou autoridades todas vão na mesma direção, sendo de conhecidos, pacientes, amigos ou nem tanto: Doutor Douglas exerceu a medicina com consciência e dignidade. "Sua morte precoce entristece a nossa cidade, mas da forma como aconteceu comprovou a todos nós que se tratava de um homem corajoso e cumpridor fiel do chamado "Juramento de Hipócrates", feito por ele em formatura, pois, mesmo sendo hipertenso e diabético (ALTO RISCO PARA SER VÍTIMA DA COVID-19), não temeu a luta, não fugiu da raia e partiu para a linha de frente de combate contra esse vírus tão letal. Não ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Cidade
16/10/2018

Aqui e Agora: Jornalista e radialista Gil Gomes morre aos 78 anos em São Paulo

Famoso na crônica policial, ele passou mal em casa na noite de segunda. Por G1 SP O jornalista e radialista Gil Gomes morreu na madrugada desta terça-feira (16) em São Paulo, informou a assessoria do Hospital São Paulo. Famoso na crônica policial, ele tinha 78 anos. Na noite de segunda, o jornalista passou mal em sua casa, no bairro Jardim da Saúde, Zona Sul da capital. Ele foi socorrido por equipe do Samu e levado para o pronto-socorro do Hospital São Paulo. A morte foi confirmada nesta madrugada. Cândido Gil Gomes Jr. nasceu na Mooca, bairro de imigrantes italianos de São Paulo, em 1940. Dono de uma voz potente, começou a carreira jornalística aos 18 anos, em uma rádio, como locutor esportivo. Dez anos depois, na Rádio Marconi, passou a cobrir reportagens policiais. O suspense utilizado nas narrativas de crimes e seu tom de voz único marcaram a história da crônica policial. Mas foi nos anos 90 que ficou mais conhecido do público devido à sua atuação como repórter de pautas policiais no popular “Aqui Agora”, do SBT. A maneira como narrava os crimes e o gesto característico que fazia com a mão direita se tornaram marcas de sua carreira. Depois do “Aqui e Agora”, trabalhou em outras emissoras. Gil Gomes ficou afastado da TV por mais ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Cidade
23/01/2018

ACORDO MPT: Granjeiros de Bastos recuam no terrorismo contra trabalhadores

Admitiram a trama e assinaram TAC no Ministério Público do Trabalho. Tentar esvaziar Sindicato vai gerar multa diária. O terrorismo psicológico que quatro grandes granjeiros de Bastos vinham praticando contra os trabalhadores rurais, na tentativa de esvaziar o Sindicato da categoria pode ter chegado ao fim, após acordo assinado entre as partes e o Ministério Público do Trabalho no final de dezembro. O TAC – Termo de Ajuste de Conduta foi proposto após forte reação do Sindicato dos Empregados Rurais de Bastos contra um grupo de granjeiros que vinham promovendo campanha, e praticando possível assédio moral contra trabalhadores, forçando-os a desfiliação sindical. Todo o entrevero se deu após várias denúncias de irregularidades trabalhistas praticadas pelos patrões, segundo o Sindicato dos Trabalhadores Rurais. Para enfraquecer as ações do Sindicato, os granjeiros Osamu Yabuta, Cassio Minoru Yorozuya, Lauro Haruki Morishita e Paulo Yoshinobu Ueyama passaram a orquestrar pressão junto aos seus empregados para que abandonassem a entidade sindical. Além disso, atribuíam responsabilidade ao Sindicato pela contratação de profissionais de cidades vizinhas, a transferência de granjas para outras regiões e estados – e até pelo suposto fracasso do comércio de Bastos. O objetivo era induzir a população bastense a acreditar “que tudo de ruim que estava acontecendo com o setor, era de responsabilidade do Sindicato, quando na verdade estávamos ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota 0 comentário Categorias: Cidade