ANUNCIE AQUI!
18/12/2020

Tiago Matias faz denúncia no TRE contra vereadora eleita, Claudinha do Povo

Tiago sorrindo

No processo, Tiago alega que Claudinha teria pago R$ 50 para três pessoas fazerem boca de urna. O vereador Tiago Matias (PP) protocolou uma denúncia no Tribunal Regional Eleitoral contra Claudinha do Povo (PP), que foi eleita nas eleições de 2020. Segundo a denúncia, Claudinha do Povo teria "comprado votos e pagado R$ 50 para três pessoas realizarem boca de urna nos locais de votação. Ainda conforme as informações, tudo foi organizado pelo WhatsApp por meio de áudios e mensagens escritas. No processo foram anexados “prints” das conversas e link para os áudios. O TupãCity.Com teve acesso ao processo, onde existe o seguinte parágrafo: "Doutor Juiz, a diferença de votos entre INVESTIGANTE e INVESTIGADA foi de apenas 122 votos, o que denota uma influência no certame eleitoral da "boca de urna realizada. Assim, não resta outra alternativa ao INVESTIGANTE, a não ser aportar-se no pier da Justiça Eleitoral, com a finalidade de punir a transgressão eleitoral e cassar a INVESTIGADA. A Claudinha do Povo tem até cinco dias para apresentar uma defesa, testemunhas e documentos que comprovem a inocência da vereadora. E caso comprovada as acusações, ela terá o diploma de registro cassado e será inelegível pelos próximos oito anos. Se cassada, Tiago Matias seria o principal beneficiado, já que é o suplente de Claudinha. O TupãCity.Com ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política
11/12/2020

STJ inocenta Valter Moreno após gravação de Tiago Matias

Valter Moreno

Para o vereador o seu afastamento foi injusto e o prejudicou na campanha eleitoral O STJ – Supremo Tribunal de Justiça suspendeu na quarta-feira (9), a liminar e a sentença que afastaram o vereador Valter Moreno Panhossi (PL) do cargo na Câmara de Tupã, há pouco mais de um ano. O ofício apresenta parte da decisão proferida pelo STJ destacando que: “defiro o pedido de suspensão de liminar de sentença para afastar a decisão do TJSP e ordenar o retorno do vereador Valter Moreno ao seu mandato (...). A sentença na íntegra deverá ser publicada nesta sexta-feira, dia 11. Panhossi explicou que assim que publicada a sentença, irá protocolar os documentos para retornar à Câmara Municipal. Retornando, o parlamentar participa da última sessão da atual legislatura que acontecerá na próxima segunda-feira, dia 14. O parlamentar voltou a se defender dizendo que seu afastamento foi injusto. “A decisão em primeira instância foi a meu favor e o relator do processo também decidiu em meu favor. Mas a liminar para meu afastamento foi sem motivo. Não coloquei nada em risco, não pedi nada e foi somente uma conversa minha gravada pelo vereador Tiago Matias”, afirmou. Para Panhossi, a demora de seis meses para julgar a liminar prejudicou sua campanha para a reeleição neste ano. - As pessoas que não ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: JustiçaPolítica
07/12/2020

Professor Clauber e Klio Hirano não teriam votos para vereador

Clauber urna

As eleições municipais em Tupã ainda rendem considerações inusitadas seja para vereador ou para prefeito. Os dois últimos colocados, por exemplo, professor Clauber Cláudio Gomes (Patriotas) e Klio Hirano (PRTB) não conseguiriam se eleger sequer a vereadores pela votação que tiveram. Com 630 votos como candidato a prefeito, o ex-presidente da Câmara de Tupã professor Clauber ficou aquém de sua última votação quando disputou a reeleição – 783 votos. Se compararmos a votação que obteve, em 2004, quando foi o mais votado com 1.305 votos, não conseguiu sequer metade neste pleito para prefeito. Leia também: Caio deve governar tranquilo e eleger o presidente da Câmara Só para se ter uma ideia, o Cabo Urias Pereira foi o candidato a vereador do Patriotas mais votado – 267 votos, seguido pelo Bellafronte com 171 votos. Todos os candidatos do partido conseguiram 699 votos, até mais que o candidato a prefeito. Já os 364 votos que Klio Hirano obteve pelo PRTB não lhe dão sequer referência para qualquer pretensão futura como possível candidata a vereadora. "Cidinha Professor Joel" foi dos candidatos a vereador a mais votada pela sigla – 35 votos, seguida de Laércio com 18 votos e Fernando Pereira com 10.

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política
02/12/2020

Sete ex-vereadores “antigos” tentaram retornar à Câmara

Maria Lucília de Sampaio Donadelli santinho

Entre os quais, Dra. Lucília Donadelli (PSL), mas viu seus votos minguarem em quase 90%, em relação as eleições de 2008, quando bateu recorde histórico de votos – 2804. Neste ano, atingiu apenas 359 votos, uma redução também extraordinária de quase 88%. A ex-parlamentar exerceu mandato de 2009/2012, quando disputou a prefeitura de Tupã pelo PV e obteve 15.338 votos. Foi derrotada por Manoel Gaspar (MDB) que chegou aos 21.001 votos. Ou seja, 8 anos depois, Dra. Lucília amarga como candidata a vereadora um resultado inimaginável considerando o sucesso anterior. Leia também: Vereadores contra cassação não se reelegeram DANILO AGUILLAR Outro parlamentar campeão de voto em 1996, Danilo Aguillar (PP) – com mais de mil votos – eleito na onda da RENOVAÇÃO com Manoel Gaspar e, mais recentemente, em 2008, quando viabilizou 940 votos, notou na tentativa deste ano que perdeu 75% de seu eleitorado e só atingiu 234 votos. Aguillar foi secretário de Obras na última gestão de Gaspar e vereador por 4 mandatos, portanto, um nome de peso. APELIDO Outro fato curioso envolve também um edil das antigas: Luiz Paulo Oliveira Matias. Ex-funcionário da Sabesp eleito em 2000 com 564 votos, usou como nome de urna o apelido de “Matias Pescador” (PL), mas fisgou apenas 8% de seu antigo eleitorado. Dos 564 votos obtidos há ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política
01/12/2020

Alta rejeição não impediu reeleição de Ribeirão para o 8º mandato

"Ribeirão" ficou como coordenador da TV Câmara

Depois de viabilizar seu sétimo mandato por meio de um acordo político envolvendo seu colega de partido Rudynei Monteiro, Antônio Alves de Sousa, o “Ribeirão” (PP) deu a volta por cima e provou que mesmo com alta rejeição é possível se manter no poder: em janeiro vai iniciar seu 8º mandato na Câmara de Tupã. Se em 2016 ficou como suplente com 568 votos, apenas 35 votos a menos que o titular da cadeira – o pastor Rudynei, em 2020, mesmo sem grupo político, ao contrário da eleição passada, o parlamentar conseguiu emplacar 716 votos – 2,26% dos votos válidos. O enredo de campanha é o mesmo – Esse Resolve. Neste ano, Ribeirão lançou mão de um material de campanha capaz de causar inveja em qualquer um dos candidatos a prefeito de Tupã. Nem mesmo a campanha vencedora de Caio Aoqui possuía um FOLDER SANFONADO – várias dobras - capaz de ilustrar todos os seus supostos feitos como vereador. Na parte frontal um reforço de posicionamento – Vereador que busca reeleição não precisa prometer nada, apenas mostra o que faz. Acompanhando o enorme folheto de 62 centímetros por 45, duas colinhas com apenas o seu número. Para prefeito os quadradinhos apareciam em branco. Com uma tiragem de 8 mil exemplares, Ribeirão viabilizou quase 10% ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política