ANUNCIE AQUI!
26/11/2020

Vereador debutante já pensa em ser prefeito

Marcos Gasparetto santinho

O empresário e vereador eleito Marcos Rogério Gasparetto, 39 anos - (PSD) – já pensa em voos mais altos nas eleições de 2024. Pretende ser candidato a prefeito de Tupã. Ele tem confidenciado a intenção para amigos mais próximos, logo após o sucesso obtido nas urnas, em 15 de novembro. Gasparetto foi o terceiro mais votado – com 1262 – 3,98% dos votos válidos. Pela ordem, Eduardo Akira Edamitsu, o “Shiguero” (PSD), com 1645 votos – 5,18% e, em segundo, Lucas Hatano (PSD), com 1622 votos – 5,11%. Se estes dois têm pretensões ambiciosas dentro do Legislativo, Gasparetto como se nota, não fica atrás. Antes de se ver como prefeitável quer chegar à presidência da Câmara. A disputa interna dentro da sigla comandada pelo prefeito Caio Aoqui vai ser intensa, mas pela lógica, há um favorito. O vereador mais votado preside a sessão de posse, em seguida, ele e todos os outros 14 podem se candidatar a presidente, mas acordos anteriores vão determinar o pleito em 1º de janeiro de 2021. Nesta eleição será escolhido entre os pares, o presidente, 1º e 2º secretários da mesa diretora. Gasparetto aparece com força pela sua posição empresarial. Calcula-se que tenha efetuado gasto significativo de campanha, ainda que a estimativa máxima fosse de R$ 87.333,00. Com ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política
25/11/2020

PL pode reivindicar 2 Secretarias e presidência da Câmara

amauri

Considerando que os candidatos mais votados em 2020, Eduardo Akira Edamitsu, o “Shiguero”, Lucas Hatano e até Marcos Gasparetto, todos do PSD, possuem planos mais ambiciosos na sigla a partir do Legislativo, o PL também deve manter seus eleitos na Câmara Municipal. O partido que tem o seu representante na Câmara federal, Luiz Carlos Motta (PL)  e, em Tupã é comandado pelo líder sindical e advogado Amauri Sérgio Mortágua pode reivindicar ao menos 2 Secretarias – dentro de um governo compartilhado com Caio Aoqui, conforme suposto acordo firmado antes das convenções partidárias. Neste sentido, os dois candidatos mais votados e não eleitos podem ser indicados para ocupar os cargos de secretários municipais: Celso Bozza – primeiro suplente com 529 votos e Valter Moreno Panhossi – 2º suplente com 439 votos.     SECRETARIAS Os eleitos pelo PL, o comerciante Renato Fresneda Delmori, o “Renatinho da Garagem” e o funcionário público Alexandre Scombatti devem seguir os 4 anos como parlamentares. O esporte é a área de atuação de Scombatti que vai para o segundo mandato. O setor pode ser fortalecido, caso Celso Bozza que também é conhecido por atuar em times de futebol comande a Secretaria de Esportes, Lazer e Recreação. O prefeito teria que preterir o partidário Marco Pinheiro – titular da pasta desde 2017, início da ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política
24/11/2020

SUPLENTES NA EXPECTATIVA!

camara1

É comum após o período eleitoral e até após a data de posse, os suplentes diretos viverem a expectativa de conseguir uma cadeira no Legislativo. Dois suplentes estão diante dessa direta possibilidade: Celso Bozza (PL) - 529 votos e Sandra Enfermeira (PSD) - 506 votos. Essa ideia interessa muito ao presidente do PL, Amauri Sérgio Mortágua. O advogado e sindicalista apostou suas fichas na eleição de seu herdeiro político para representar o Sindicato dos Comerciários na Câmara Municipal. Para isso, precisaria conduzir um dos eleitos para o Executivo. Foram eleitos pelo PL, Renatinho da Garagem – 727 votos e Alexandre Scombatti com 458 votos. Scombatti poderia ser essa “pedra no tabuleiro” a ser mexida. Mas, onde o edil poderia atuar? No Esporte! A Secretaria de Esportes, Recreação e Lazer, sob o comando de Marco Pinheiro tem sido alvo de muitas críticas desde à época da administração de José Ricardo Raymundo (PV). Ocorre que o secretário é filiado ao partido do prefeito e tem apoio de Scombatti, por causa de sua área de atuação. SUPLENTE II Outra suplente que pode eventualmente subir para o Parlamento é Sandra Enfermeira (PSD) – 506 votos. Especulando fatos, até o Capitão Neves (PSD) – 456 votos, alimenta essa possibilidade analisando que os dois vereadores mais votados ocupavam cargos de Secretários: ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política
23/11/2020

“FACA NA CAVEIRA”: Câmara de Tupã fica sem a “bancada da bala”

caveira-com-faca-e-flecha_177478-280

Meireles perdeu 75% do eleitorado e Telma mais da metade dos votos “desapareceram” das urnas. Cabo Osmídio Fonseca Castilho (PL) e Gilberto Capitão Neves Cruz (PSD), ambos reformados, Dra Telma Tulim (PSD), delegada aposentada e Antonio Carlos Meireles da Silva (PV), policial civil não farão parte da próxima legislatura. Os chamados integrantes da “bancada da bala” não conseguiram a reeleição. Os três primeiros estavam na situação. Dos quatro, apenas Dra Telma votou pela cassação do mandato do ex-prefeito José Ricardo Raymundo. Dois deles, Castilho e Telma tinham atuação estritamente ligada as corporações militar e civil, mas não foi garantia de voto suficiente para a reeleição. “Faca na caveira” era apenas uma das várias expressões usadas pelo cabo Castilho durante seus discursos na tribuna da Câmara. O ELEITOR SUMIU Meireles viu “derreter” seus votos em 75%, considerando que em 2016 obteve 444 votos. Perdeu 75% de seu eleitorado e terminou com apenas 110 votos. Ele foi seguido de perto pela Dra Telma. A delegada aposentada perdeu mais da metade de seus votos. Com 54% a menos de votos ficou com 338, contra 736 em 2016. Os militares da reserva, Capitão Neves e Cabo Castilho perderam 38 e 36% respectivamente de votos. Em 2016 tiveram 733 e 601 votos e, em 2020, Capitão chegou a 456 votos e ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política
22/11/2020

Caio deve governar tranquilo e eleger o presidente da Câmara

Caio Renan

O prefeito Caio Aoqui (PSD) e seu vice Renan Pontelli (PSDB) devem governar tranquilos os próximos 4 anos. Permanecendo o roteio inicial, a dupla deve iniciar o mandato com 11 parlamentares na base de apoio contra 4 supostos opositores. A coligação para prefeito PSD/PSDB fez 8 vereadores: só o partido do prefeito elegeu 6 - Eduardo Shigueru, Lucas Hatano, Marcos Gasparetto, Israel Tutu, Ninha Fresneda e Paulo da Farmácia – o PSDB outros dois - Paulo Henrique e Pastor Eliézer PSDB. O PL e o PC do B também apoiaram Caio Aoqui e Renan Pontelli e os partidos elegeram três vereadores: Renatinho da Garagem, Alexandre Scombatti e Professora Cris, respectivamente. Em tese, ficam na oposição: os parlamentares do PP, PV e do Podemos – Ribeirão, Claudinha do Povo, Brito da Saúde e Du do Serv Festa. Porém, nenhum deles possui característica de que será opositor ferrenho ao Executivo. ELEIÇÃO DA CÂMARA Além de contar com pelo menos 11 vereadores da base aliada, a situação deve eleger com tranquilidade a mesa diretora da Câmara para o biênio 2021/2022. Presidente, 1º e 2º secretários devem sair do grupo. Com 6 dos 11 vereadores, o partido do prefeito Caio Aoqui deve se impor para eleger o presidente e o 1º secretário. A expressiva votação de Eduardo Shiguero e Lucas ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política