ANUNCIE AQUI!
22/04/2020

Caio Aoqui diz que não permitirá a abertura indiscriminada do comércio

Este teria sido o banner usado durante a carreata de sábado

Prefeitura entrou na Justiça para agilizar flexibilização do comércio, mas a ação é diferente da impetrada em Marília. Cartaz de divulgação de carreata de empresários causou polêmica após divulgação na fanpage.   O prefeito Caio Aoqui (PSD) procurou nesta noite (22) a reportagem do blog para explicar que os organizadores da carreata de sábado, dia 17, não utilizaram nenhuma imagem vinculando ele ao governador de São Paulo. De acordo com um dos líderes do movimento, a carreata que, segundo eles não tinha nenhum vínculo político, pedia apenas o impedimento do governador e o do presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia. Exatamente o que sugere o presidente Jair Bolsonaro, ao incitar seus seguidores e apoiadores, através das redes sociais. Sobre a mudança de posicionamento do prefeito Caio Aoqui após pressão de segmentos econômicos do município, a assessoria do chefe do Executivo encaminhou as justificativas para impetrar na Justiça pedido de liminar. Marília não obteve sucesso. O Executivo garante que a diferença está na autoria do pleito. Enquanto em Marília foi uma entidade que representa o comércio, em Tupã o pedido é do próprio governo municipal. AÇÃO IMPETRADA    A prefeitura entrou com ação civil na Justiça local nesta quarta-feira (22/04) buscando autonomia para regulamentar a reabertura do comércio, que está fechado desde o último dia 23 de ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: PolíticaSaúde
22/04/2020

QUARENTENA: Prefeitos pressionados após decretos de isolamento social

93813668_1121313518219196_4415682278181568512_n

Para quem não acredita que o coronavírus pode influenciar o futuro político de Tupã, percebeu que o mundo será outro, após a Covid-19. O prefeito de Tupã Caio Aoqui (PSD) e, assim como ele, centenas de prefeitos brasileiros estão enfrentando agora o segundo efeito da pandemia de coronavírus – o discurso radical bolsonarismo “é preciso trabalhar, sobreviva quem puder” diante da Covid-19, cita em artigo o doutor em filosofia pela PUC-RS Moysés Pinto Neto. Se num primeiro momento, os prefeitos foram eficazes na tomada de decisões para agilizar medidas que permitissem o isolamento social e de controle para retardar a entrada do vírus em seus municípios, agora, precisam lidar com os setores econômicos insatisfeitos com a demora para retornar ao trabalho. Desde o primeiro contato que o blog manteve com o prefeito, na manhã do dia 13 de março, para saber sobre a possibilidade de adiamento da Semana da Solidariedade, o chefe do Executivo tupãense não perdeu tempo. Decretou situação de emergência e determinou o isolamento social. Cancelou a feira (17 a 21), fechou escolas, comércio e instalou barreiras sanitárias na entrada da cidade, mas um mês depois, o que parecia ser uma decisão sabia, tornou-se um dilema, a partir do posicionamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Ao negar o perigo da Covid-19, compará-la ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: PolíticaSaúde
15/04/2020

Combate à dengue: Somente depois de um ano surgem os efeitos dos investimentos

Máquina costal

Para restabelecer a verdade, no dia 12 de abril de 2019, Tupã contabilizava 731 casos positivos, contra 420 neste ano, segundo dados divulgados nesta terça-feira, dia 14. Portanto, somente nesta semana é que de fato o índice é menor 42% em relação ao mesmo período do ano passado.   O coordenador de Combate às endemias da prefeitura de Tupã, Marco Antônio de Barros, o “Marquinho da Dengue” vinha inflacionado os casos de dengue registrados até março de 2019, em Tupã, num comparativo com o mesmo período deste ano. De acordo com o último boletim divulgado pela Secretaria da Saúde, dia 7, no primeiro trimestre de 2019 foram registrados 626 casos contra 412, em 2020. Os números constam na página da prefeitura – “uma redução de 35,78%”, comemorou o prefeito Caio Aoqui. Numa outra matéria divulgada na quinta-feira, dia 9, o site MaisTupã cita que em comparação ao ano de 2019, no mesmo período a redução no número de casos foi significativa, pois ao final de março de 2019 Tupã já somava, 940 casos positivos, segundo informações do setor de endemias. 940 casos no primeiro trimestre de 2019 significava triplicar os números da doença. O mesmo portal, incluindo Tupacity, Tupãnotícias e da própria prefeitura registram que no dia 1º de abril de 2019, Tupã tinha 361 ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Saúde
30/03/2020

Veadores vão aproveitar “janela” para mudar de partidos para as eleições municipais

Urna

Apesar da Covid-19, as eleições estão previstas para 4 de outubro, mas já há PEC no Congresso para estender os mandatos de prefeitos e vereadores até 1º de janeiro de 2023. Ainda com a indefinição sobre a realização das eleições municipais previstas para este ano, o calendário eleitoral está sendo cumprido. E vence na próxima sexta-feira, dia 3, o prazo final para que vereadores aproveitem a “janela” para mudar de partido por justa causa sem perder o mandato. A decisão de alguns vereadores deve sair nas próximas horas. Já outros aproveitaram o isolamento social e o fim de semana para definir. Dos 16 parlamentares que recebem salários no Legislativo, incluindo Valter Moreno Panhosi, nove devem mudar de legenda. O presidente da Câmara de Tupã, pastor Eliézer de Carvalho aguardava até sexta-feira (27), uma posição partidária para tomar uma direção, se permanece ou não no PSDB. Os tucanos podem receber Renan Pontelli para fazer dobradinha com Caio Aoqui (PSD). O PSB, além de perder o vereador Renan, mais votado em 2016, Charles dos Passos Sanches pode “bater asas” para o PSD e o pastor Osmídio Fonseca Castilho  vai para o PL. Na mesma sigla se filiou Valter Moreno Panhossi, afastado do cargo de vereador por decisão da Justiça. Foi substituído por Luís Alves de ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política
24/03/2020

Vírus pode “determinar” futuro político de Tupã

Waldemir enfrentou uma "venenosa" tentativa de golpe dentro do PSDB

A movimentação de bastidores, mesmo em período de quarentena, por causa de coronavírus direciona para um único caminho. A percepção da mensagem textual traça um panorama visual do atual quadro político tupãense, considerando as implicações provocadas por questões de saúde pública. Nunca na história local verificou-se a influência de endemia no resultado final de um processo político, seja no passado recente ou no presente. As perspectivas futuras, não são diferentes. Há de se lembrar que José Ricardo Raymundo (PV), foi cassado por suposta ineficiência no combate da infestação do mosquito Aedes aegypti – transmissor de uma série de doenças, entre elas dengue, chikungunya e zika vírus. Hoje, a pandemia da Covid-19, também poderá ser o "fiel da balança" nas eleições de outubro. Com o advento do coronavírus os ânimos estão à flor da pele, numa disputa velada envolvendo lideranças no âmbito da federação. O Brasil é uma federação constituída pela união indissolúvel entre a União, os estados, o Distrito Federal e os municípios. Não à toa, em meio a grande repercussão sobre a doença que faz o país parar, assistimos o presidente  Jair Bolsonaro (sem partido) se digladiando com os governadores pela liderança no processo de condução das ações durante a crise. Nos municípios, essa tendência não é diferente. Se essa liderança cabe ao chefe do poder ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política