ANUNCIE AQUI!
20/04/2017

Falha técnica: secretários caem em contradição sobre documentos da Educação

PATETADA

Cláudio Zopolato e Renato Teixeira se contradizem na defesa de Mauro Guerra. As patetadas prejudicam o andamento institucional do governo de Ricardo. Surpreendidos pela reportagem do site MaisTupã, os secretários Cláudio Zopolato (Administração/Governo) e Ricarto Teixeira (Assuntos Jurídicos) bateram cabeça para dar explicações sobre os documentos assinados pelo então diretor da ETEC – Escola Técnica Massuyuki Kawano, Mauro Guerra Eduardo (PV). Sem a liberação do Estado, ele estava impedido de responder como secretário da Educação. Possivelmente por desconhecimento burocrático e ou acreditando numa liberação com data retroativa, despachou naturalmente na Secretaria da Educação e assinou documentos que comprovariam uma eventual falsidade ideológica, conforme o blog divulgou. Leia: Processo 110 – PAIDEIA: secretário de Governo substituiu procedimento de licitação Enquanto Zopolato confirmou a substituição do documento que solicitava a licitação no processo 110, desconhecia o teor de outro que tratava sobre creche, também ratificou a ilegalidade - “foi pedido para a Secretaria da Educação do Estado a liberação dele (Mauro) ne esperávamos que viesse com data retroativa e quando percebemos que isso não ia acontecer, o Mauro deixou de assinar”. Ou seja, Zopolato confirma que o diretor da ETEC assinou documentos sem ser secretário. Já o secretário de Assuntos Jurídicos, Renato Teixeira, também nomeado sob polêmica e com portaria retroativa foi ainda mais cômico: “a Educação ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política
18/04/2017

Processo 110 – PAIDEIA: secretário de Governo substituiu procedimento de licitação

Ordenado pela assessoria de Gussi, Zopolato tem ascensão sobre Ricardo. O convenceu a ir pessar

O pedido de abertura de processo seletivo foi feito antes de Mauro Guerra assumir oficialmente a Secretaria de Educação. O secretário de Governo e Administração, Cláudio Zapolato deve explicações à população sobre procedimento duvidoso a respeito de licitação que culminou com a contratação da PAIDEIA – Consultoria e Assessoria, responsável pelo processo seletivo para a contratação de professores para a rede municipal. Na tarde desta terça-feira (18), um vereador de oposição esteve no setor de Compras da prefeitura solicitando informações sobre o processo 110/2017. Este era o procedimento que teria dado origem à licitação. Neste documento existiria assinatura do ex-diretor da ETEC – Escola Técnica do Centro Paula Souza, Mauro Guerra Eduardo (PV). Agindo como um usurpador – sem ter o direito de assinar como secretário de Educação, Mauro Guerra enviou ofício de nº 001/17 ao secretário Zapolato solicitando a realização do processo seletivo. O documento é datado do dia 3 de janeiro. Num outro ofício do dia 13 de janeiro, Mauro Guerra informa a Secretaria de Assuntos Jurídicos sobre o motivo pelo qual deixaria de atender uma solicitação de vaga para uma criança na creche professora Irene Resina Migliorucci. Conforme a capa do processo requerido pelo pretendente secretário da Educação, no dia 5, o procedimento interno recebeu o número 110/2017. Fotos dos respectivos ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: CidadePolítica
18/04/2017

PAIDEIA descumpre edital e candidatos ficam sem explicações

Foto: Reprodução Tupacity

O secretário da Educação lava as mãos e o prefeito ainda não se manifestou sobre o certame. O MP recebeu mais uma denúncia formal e pode pedir a anulação do processo. Terminou nesta segunda-feira (17), o prazo para a PAIDEIA Consultoria e Assessoria homologar a classificação geral dos cerca de 700 candidatos que participaram de processo seletivo no dia 9 de abril. Os professores têm procurado insistentemente a empresa situada em Catanduva, mas não tem obtido resposta. Ontem, alguns candidatos também questionaram a Secretaria Municipal da Educação (SEDUC) para pedir explicações e a resposta foi de que “o problema é entre a PAIDEIA e os candidatos. A SEDUC não tem nenhuma responsabilidade uma vez que a referida prestadora de serviços foi contratada através de licitação”, disse um interlocutor. Paralelamente a isso, ontem, mais uma candidata protocolou no Ministério Público (MP) pedido de investigação. A expectativa é de uma possível anulação do processo sob alegação de supostas irregularidades nos procedimentos da prova. O fato de não homologar a classificação também contraria o que determina o edital do certame. A PAIDEIA ainda não deu qualquer resposta aos eventuais recursos impetrados pelos candidatos até às 23h59 do dia 10. Participaram do evento 17 professores que atendem necessidades especiais, 13 de libras, 7 de informática, 33 de inglês, ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: CidadePolítica
17/04/2017

Caio Aoqui deve deixar a articulação com a imprensa

Marcos Zenlato à direita, apoiador de Gussi substituiu Caio Aoqui, durante pescaria de Ricardo Raymundo e gerou animosidade

O secretário de Governo já definiu essa possibilidade. A ideia surgiu após conflitos com a imprensa. Coletivas darão lugar aos pronunciamentos do executivo. O vice-prefeito Caio Aoqui (PSD) e responsável pelas Secretarias de Relações Institucionais, Cultura e Turismo no governo de José Ricardo Raymundo (PV), deve deixar de se relacionar com a imprensa através do setor de Comunicação da prefeitura. A exemplo de outros dois secretários: Cláudio Zopolato (Governo e Administração) e Jeane Rosin (Planejamento e Desenvolvimento Urbano), Aoqui também estaria com uma sobrecarga de afazeres. Esta deverá ser a argumentação da administração para tirá-lo da linha de frente do setor mais vital de um governo – a comunicação. O próprio chefe do executivo admitiu em entrevista ao Diário na edição de 7 de abril de que Zopolato está sobrecarregado e Rosin desesperada. Desesperadora também é a comunicação da atual administração. E não é por falta de comunicação não. O problema é que tem gente demais se comunicando de forma equivocada. Ricardo tem sido alvo de “fogo amigo”. Considerando os votos válidos, ele foi um dos menos votados nas últimas décadas como opositor eleito – 13.622 votos. Isto significa que potencializa a expectativa de que Ricardo e Caio façam diferente. Por que? Talvez em função de que foi eleito sob a bandeira da “renovação”, ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política
14/04/2017

MPF vai investigar o uso da Bíblia durante as sessões da Câmara de Tupã

BÍBLIA SAGRADA

A iniciativa foi de um estudante que questiona favorecimento ao cristianismo. O presidente da Câmara, Valter Moreno Panhossi defende a leitura da Bíblia durante as sessões. O procurador da República em Marília, Diego Fajardo Maranha Leão de Souza, já recebeu as justificativas do presidente da Câmara de Tupã, Valter Moreno Panhossi (DEM), sobre o cumprimento do Regimento Interno do Legislativo que determina a leitura da Bíblia Sagrada durante as sessões camarárias. A partir da manifestação do vereador, o Ministério Público Federal vai instruir os autos sobre a notícia de fato cadastrado em 20 de março de 2017. A manifestação foi realizada na Sala de Atendimento ao Cidadão da Procuradoria da República pelo estudante Ricardo Amado Schell Ribas Silveira Alves, 23 anos. De acordo com o estudante o Regimento Interno da Câmara de Tupã apresenta flagrante inconstitucionalidade no texto. “Como é sabido, o Estado brasileiro é laico, de modo que qualquer forma de favorecimento ou desfavorecimento de determina religião configura afronta à Constituição Federal. No Regimento Interno da Câmara Municipal, porém, é notória a opção do legislador de favorecer as religiões cristãs”, questionou, Alves. Para garantir a laicidade do Estado brasileiro, o estudante solicita à instituição que seja proposta Ação Direta de Inconstitucionalidade contra a referida norma da Câmara de Tupã que invoca a proteção do ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: PolíticaReligião