ANUNCIE AQUI!
16/06/2014

Concurso público de Tupã continua gerando reclamações

De: Adriana <dri-amiga@hotmail.com> Assunto: Formulário de Contato - Blog Jota Neves Mensagem: Estou indignada com a falta de respeito e transparência da banca de concursos Mil Consultoria, primeiro com a falta organização e fiscalização quanto ao uso de celulares e outros aparelhos eletrônicos. Segundo e de forma mais grave, não permitiram levar o caderno de questões, mais mesmo publicando os gabaritos ainda não fizeram a publicação dos cadernos de questões. Haviam várias questões que caberiam recursos ou que as respostas não condizem com o gabarito. Acredito que é direito do candidato conferir e se necessário entrar com recursos caso existam erros por parte da banca. Espero transparência por parte da Prefeitura, a mesma que já houve em seleções para contratados, que seja proporcionada de forma transparente e digna a possibilidade do candidato concorrer a uma vaga, e que os melhores sejam selecionados à bem de todos os Tupãenses.

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Cidade
10/06/2014

TJ bloqueia repasses do FPM da Prefeitura de Tupã

prefeitura de tupã

Tribunal de Justiça (TJ) bloqueia R$ 650 mil e exige que a Prefeitura de Tupã pague precatórios avaliados em R$ 1,7 milhão.   A notícia ganhou repercussão a partir de fato inverídico comentado pelo secretário de Finanças, Walter Bonaldo Filho. Para justificar atraso de pagamento de fornecedores ele tem afirmado que a Justiça determinou o sequestro de R$ 2 milhões dos cofres públicos. Fornecedores procuraram o blog com objetivo de saber se a informação procedia. A reportagem apurou que de fato na segunda-feira (9) o prefeito Manoel Gaspar (PMDB) impetrou recurso no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) para tentar desbloquear os repasses do Fundo de Participação do Município (FPM). Na verdade não se trata de sequestro. Sequestro ocorre quando a Justiça determina o bloqueio de recursos existente nos cofres públicos. Neste caso, estão bloqueados os repasses ao município de recursos oriundos de impostos arrecadados pelo Estado e União. O impasse surgiu a partir de 2010, quando o ex-prefeito Waldemir Gonçalves Lopes (PSDB) foi intimado a pagar cerca de 1,7 milhão em precatórios. De acordo com o artigo 97 que trata sobre Atos das Disposições Constitucionais Transitórias existem duas formas de cumprir a lei: reservar 1% da receita liquida arrecadado anualmente pelo município ou efetuando o pagamento parcelado em até 15 anos. Waldemir optou pelo parcelamento, ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política
10/06/2014

Candidata critica organização do concurso da Prefeitura de Tupã

A empresa Mil Consultoria que realizou o concurso no domingo responsabilizou a Prefeitura pelo transtorno.  De: Cisneide Aparecida <leticiacarreia2014@gmail.com> Assunto: Formulário de Contato - Blog Jota Neves Mensagem: Bom, primeiramente, lhe desejo um ótimo dia e completo com o caos que foi aquele concurso, está sabendo de toda confusão, do coitado do candidato, que nos minutos próximos a que achava que seria uma mudança em sua vida, que achava que estaria ali para conseguir o cargo almejado e depara-se com a falta de organização da empresa, que depois passa nas salas alfinetando a Prefeitura por ser a causadora de todo o transtorno, um despreparo, onde era impossível encontrar a sala do candidato e até o local da sua prova, pois o coitado que se preparou com afinco teve que chamar a polícia para auxilia-lo onde a empresa o barrava, como pode ter um resultado satisfatório com todo esse transtorno, com tantos ficando sem fazer sua prova, portões sendo abertos depois das nove, onde o candidato é instruído a chegar com uma hora de antecedência e sua prova começa com uma hora de atraso... Justiça deve ser feita, o MP comunicado, não pode se prejudicar milhares de candidatos, pois al� �m de alguns perderem sua prova ainda teve o estresse ocasionado com tudo isto, que com ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Cidade
02/06/2014

A mentira do turismo e a gastança na Avenida Tamoios

Como torrar R$ 6 milhões em uma obra pública faraônica, desnecessária e imoral dizendo que isso vai atrair turistas. É incrível, mas onze anos depois de Tupã ter recebido o título de estância turística ainda se discute no Fórum de Debates para o Desenvolvimento como atrair turistas para a cidade. Por mais falsos que tenham sido os motivos para que Tupã tenha recebido este título, é muita incompetência dos prefeitos, vereadores e até da população, que acredita em qualquer mentira de políticos, que ainda não tenhamos turismo de fato com tanta verba a disposição. Desde 26 de maio de 2003, quando foi aprovada a lei que concedia a Tupã o título de estância turística, a cidade recebeu muito dinheiro do governo estadual, mas quase nada se fez para que o turismo de fato exista durante o ano todo. Tupã ainda quer começar a atrair turistas da região, quando deveria estar preocupada em aumentar o aeroporto da cidade para receber turistas de cidades de outros estados que viriam em grandes aviões, mas os únicos que pousam e decolam com frequência em nosso aeroporto são os pássaros. O pouco que se fez foi por parte da iniciativa privada, embora a prefeitura seja o elemento com mais poder, tanto político como financeiro. E é o elemento ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política
01/06/2014

Em Foco: TV Câmara de Tupã se transforma numa produtora do Executivo

Topo

Um dia o ex-presidente da Câmara, Luis Carlos Sanches (PTB) perguntou se eu era favorável à aquisição de uma viatura para a TV Câmara. Disse que sim. Afinal, a TV depois de instalada precisava funcionar e, não era possível carregar os equipamentos nas costas dos funcionários. Hoje ela possui uma viatura, equipamentos de última geração, transmissão digital para TV aberta e uma equipe de profissionais capacitados. Ligada ao Legislativo, a TV Câmara - “TV do Povo” deve ter por objetivo a abertura de um espaço para o exercício da cidadania e da participação popular. De acordo com Rodrigo Barreto de Lucena, diretor de rádio e TV da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) o objetivo é a democratização do acesso à informação, fazendo com que “a sociedade acompanhe o que, de fato, acontece na Casa”. Nesse sentido, a iniciativa acaba “criando expectativas tanto em relação à sociedade, quanto em relação aos próprios parlamentares, que esperam poder divulgar seus trabalhos de forma independente dos grandes meios”, responsáveis por conduzir a opinião pública como bem entendem. “A ideia é que a TV seja uma janela aberta ao Parlamento e uma espécie de alforria à cobertura tradicional da mídia”, ponderou Rodrigo, durante as atividades do terceiro e último dia do I Colóquio Internacional de Mídias Digitais, ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política