ANUNCIE AQUI!
05/09/2017

Executivo usa “viagens” para atacar vereadores de oposição

Paço grande

Mas, esqueceu que Tiago Matias agora é da situação, e houve bate-boca na Câmara. Apesar de aprovado o projeto que criava cargos em comissão, dois vereadores da situação pediram desculpas por votar a favor do prefeito. A sessão da Câmara de Tupã de ontem (4) foi marcada pela posição de três parlamentares que desde o início da legislatura faziam parte da oposição: Telma Tulim e Pastor Eliézer de Carvalho, ambos do PSDB, e Tiago Matias (PRP). Telma deu indícios de liderança do prefeito, mas sem muita convicção. Um aviso ao executivo – Telma Tulim como líder, não lidera. Talvez o executivo tenha percebido o quanto era sórdida a tentativa de jogar num confronto os Pastores evangélicos Eliézer e Rudynei Monteiro (PP), como queriam os situacionistas que negociaram o acordão. Rudynei seguiu batendo contra as falhas técnicas e ilegais do secretário da Educação Mauro Guerra Eduardo (PV). Mauro Guerra já protagonizou de tudo. Assinou licitação e processo seletivo sem ser secretário; impediu servir comida para funcionários da educação e foi desautorizado pelo prefeito e, por último, seguiu advogando como se não fosse secretário. Pela incompatibilidade dos cargos, agora responde processo no Conselho de Ética da OAB – Ordem dos Advogados do Brasil – subseção de Tupã. MERENDA NO LIXO Como forma de possível intimidação, a situação ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política
02/09/2017

Ricardo confirma Duda Gimenez na Secretaria de Relações Institucionais

Duda Gimenez 1

Duda Gimenez foi candidato a vereador nas eleições de 2008, pelo PSDB, e ficou como suplente com 271 votos. Antes de assumir a Secretaria de Relações Institucionais esteve como assessor do deputado estadual Fernando Cury (PPS). A portaria foi publicada neste sábado. O prefeito Ricardo Raymundo nomeou neste sábado (2) Douglas Guilhemon Gimenez, para o cargo político de secretário de Relações Institucionais, confirmando mais uma das várias informações divulgadas pelo blog, nos últimos 15 dias. Ainda não há confirmação se a nomeação de Duda Gimenez tem relação com a negociação inicial em que o PSB o indicaria. Além desta pasta, a sigla que já apoia o prefeito estaria reivindicando outras duas Secretarias. Uma das hipóteses discutidas neste fim de semana era o desmembramento da Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Urbano para favorecer o PSB do ex-vice-prefeito Thiago Santos. O partido elegeu três vereadores em 2016 - Renan Pontelli, Charles dos Passos e Pastor Osmídio da Fonseca Castilho. Com a nomeação de Gimenez definiu-se o amplo acordão de apoio à administração na Câmara municipal, inclusive, com participação decisiva do ex-prefeito Waldemir Gonçalves Lopes (PSDB). Ele autorizou a ida de Telma Tulim e do Pastor Eliézer de Carvalho para a base de apoio do prefeito em troca de pelo menos duas Secretarias: Assistência Social e ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política
01/09/2017

Ribeirão para ajudar no desenvolvimento de Tupã?!

Ribeirão quer foro privilegiado, após denúncia do TCE de irregularidades com dinheiro público

Como eleitor de Ricardo e Caio, eu quero o Ribeirão como líder do prefeito. Se a ida do PSDB de Waldemir para o governo vai ajudar na governança, e é para o bem de Tupã, Ribeirão como líder na Câmara é desenvolvimento garantido. Quando a oposição achava que não existiria água para todos neste governo, Airton Pellin - ex-gerente da Sabesp entrou em jogo. Neste sábado (2) é dia de reunião dos “verdes” para fazer avaliação da administração municipal. Na verdade, muitos deles sentindo-se traídos pela derrocada da muralha da “República Verde”. Ainda que o surgimento da “democracia verde” tenha acontecido no oitavo mês de "gestação" do governo, o encontro poderá “dar à luz” a um “tempo novo” para Tupã. Foi exatamente esta a perspectiva anunciada pelo prefeito Ricardo Raymundo (PV). A atabalhoada negociação jamais vista na história da política tupãense deixou nuances de expertise da oposição comandada pelo ex-prefeito Waldemir Gonçalves Lopes (PSDB). Na linha de frente – Edson Schiavon, Telma Tulim e Pastor Eliézer de Carvalho. Quando a oposição na Câmara imaginou que não iria sobrar água para todos, entrou em campo Airton Pellin – ex-gerente da Sabesp. Agora está mais fácil para o governo deslanchar. Se o PSDB é o culpado por travar o desenvolvimento administrativo de Tupã, por causa ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política
01/09/2017

Cartas marcadas II: Waldemir virou o jogo para cima do governo Ricardo e do PSB

FOLHA DIÁRIO

Depois de blefar, o PSDB ressurgiu como esperança de salvar a administração do PV. Se o eleitor soubesse disso teria reeleito o ex-prefeito. Só falta entrar na Educação, a ex-secretária Carla Ortega. Já há comentários de que as falhas técnicas de Mauro Guerra, o deixam vulnerável no cargo. Os jornais de Tupã destacam na primeira página das edições de hoje o que o blog anunciou capítulo a capítulo, o jogo – jogado – carta a carta. O PSB saiu na frente como o principal articular para salvaguardar o governo de Ricardo Raymundo (PV), mas não chegou com folego suficiente para suportar o blefe do PSDB. Na reta final, o ex-prefeito Waldemir Gonçalves Lopes (PSDB), e o presidente do partido tucano Edson Schiavon aplicaram uma virada inesperada para cima do governo municipal. Quem virou o jogo foi a oposição. Isto mesmo, coube apenas à situação o papel de coadjuvante do jogo com seu elástico placar de 10 X 5. A oposição que venceu não foi a da Câmara, representada pelos nobres parlamentares. Foi a oposição representada pelo ex-prefeito Waldemir que enfrentou Wagner Fuin (PMDB) e a dupla Ricardo e Caio, PV/PSD, respectivamente. Parece que o destino de Tupã era mesmo ser governada pelo PSDB. Se o eleitor soubesse disso – teria reeleito o ex-prefeito. A ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política
31/08/2017

Analistas fazem Prognóstico que acordão vai durar apenas seis meses

Depois de perder a arquiteta Jeane Rosin, Waldemir agradece o acordo de porteira fechada feito por Schiavon

Acusado de traição, o presidente do PSDB se defende e diz que acordão foi de "porteira fechada”, linguagem usual do ex-prefeito. Pela conciliação, o partido de Waldemir Gonçalves Lopes vai comandar duas Secretarias. Diversos analistas políticos de Tupã e Brasília consultados pelo blog, e conhecedores da negociação barulhenta do governo de Ricardo Raymundo (PV) para viabilizar a maioria na Câmara afirmaram que o acordão tem prazo de validade de apenas seis meses. Este é tempo que a maioria dos observadores da situação e oposição acredita que durará a paz na administração partilhada. De acordo com a previsão, a forma como tudo aconteceu – atabalhoada e sem nexo – comprometimento político, a coalizão não deve se sustentar. “Se o prognóstico se confirmar, a crise de governança será maior que agora”, garantiu um dos informantes que por motivos óbvios prefere não se identificar. Agora, por exemplo, quando tudo parecia sacramentado, os tucanos “abriram o bico” gritando traição por parte do presidente do PSDB, Edson Schiavon. “Ele havia garantido que não tinha intenção de fazer parte de um governo descompromissado com o desenvolvimento político de suas ações, e agora diz que o acordão foi de porteira fechada”. Porteira fechada significa de que não será dividida as pastas de Assistência Social e de Meio Ambiente. As duas serão ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política