ANUNCIE AQUI!
04/10/2017

Ribeirão exige gabinete com duplo ambiente no seu retorno à Câmara

Acostumado a ocupar a sala da presidência da Câmara, Ribeirão exige o mesmo tratamento

Já o pastor Rudynei comunicou à família sobre sua decisão e o "pacto de sangue" com Ribeirão. O próximo passo será avisar os fiéis e, por último, os eleitores. Rejeitado pelo eleitor depois de 24 anos se gabando de ser reeleito por que o povo o queria na Câmara, Antônio Alves de Sousa, o “Ribeirão” (PP), sabe que volta ao Legislativo pela porta dos fundos. Mas, ele também tem certeza que o importante é o poder. Senhor da razão, antes mesmo da renúncia oficial do pastor Rudynei Monteiro (PP), Ribeirão praticamente assumiu a suplência e já se impõe sobre os demais vereadores. Nesta quarta-feira (4), no período da manhã, o gabinete do titular estava fechado. O seu assessor parlamentar Francisco de Assis, também não foi encontrado no local. Nesta terça-feira (3), o clima já era de despedida. A assessoria do parlamentar já postava fotos ao lado de colegas de trabalho. Na segunda-feira (2), dia de sessão ordinária, a expectativa era grande de que Rudynei Monteiro iria anunciar sua renúncia da tribuna em favor de Ribeirão. Para outros edis, a decisão de renúncia já estava cristalizada. Durante todo aquela segunda-feira, Ribeirão praticamente despachou do gabinete de Rudynei. Nem sua assessoria pôde permanecer na sala. Com as portas do gabinete fechadas, o suplente atendia telefonemas e ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: CorrupçãoPolítica
03/10/2017

Prefeitura rompe contrato com empresa circular

Diferente de seu antecessor, Ricardo Raymundo não esperou mais

Desde o primeiro dia, a empresa TDR desrespeita os usuários. A situação só piorou ao longo de dois anos, mesmo com subsídio de R$ 50 mil por mês e passagem de R$ 3,00. A partir desta quarta-feira (4) a prefeitura vai executar o serviço "de graça".                 Estava prestes a escrever um pensamento sobre as irregularidades praticadas pela empresa circular (TDR) que servia Tupã. Evidente que o objetivo era criticar a omissão da prefeitura e de parlamentares. Não vi nenhum deles criticar com tanta veemência como as famigeradas exposições do Santander, no Rio Grande do Sul e do MAM - Museu de Artes Modernas, de São Paulo. Assistindo a sessão da Câmara de Tupã, na noite desta segunda-feira (2) parecia que estávamos em outra localidade, distante da realidade que nos cerca. Problemas de ordem financeira, obras irregulares, o escândalo das viagens à Brasília aos gabinetes dos deputados do suplente Antônio Alves de Sousa, o “Ribeirão”, entre outros, e os nossos edis discutindo assuntos de repercussão nacional. Mas, vejam senhores, como é fácil tomar decisão que vai ao encontro das pretensões do cidadão. Basta querer e ter vontade política. É verdade que Manoel Gaspar (PMDB) contratou esta empresa, depois de outros fracassos na sua própria gestão. A antecessora chegou em Tupã, possivelmente “escolhida” por Ribeirão. Da ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: CidadePolítica
02/10/2017

IMUNIDADE: Rudynei pode entrar para a história ao beneficiar Ribeirão

Pedro Mudrey Bassan, à direita na foto, ao lado do filho - jornalista Pedro Bassan - renunciou em 1975

Assim como Pedro Mudrey Bassan, em 1975, o pastor também pode renunciar após mais de 40 anos. Fiéis e eleitores do parlamentar são contra a decisão de conceder imunidade a Ribeirão. O vereador e pastor Rudynei Monteiro (PP) vive uma semana decisiva e pode entrar para a história do Legislativo como o segundo parlamentar a renunciar. O primeiro foi Pedro Mudrey Bassan, após um desacordo sobre a eleição da presidência da Câmara. Como não foi escolhido, renunciou em 19 de fevereiro de 1975, sendo convocado o 2º. Suplente Josmar Guandalini. Já Rudynei Monteiro pode repetir o gesto após mais de 42 anos. Logo no início de seu mandato disse que a única possibilidade de não sofrer assédio do PP, partido pelo qual foi reeleito “era se fosse eleito presidente da Casa”, o que não aconteceu. Também, após o blog antecipar essa possibilidade, Rudynei já tinha certeza de que era questão de tempo, e Ribeirão iria investir na ideia. Nove meses depois, às vésperas de se tornar inelegível por dezenas de irregularidades na gerência do dinheiro público, durante seu mandato de presidente da Câmara, em 2013, o suplente quer a cadeira de Rudynei para obter imunidade, e protelar o máximo possível, uma decisão de colegiado do Tribunal de Contas do Estado. Para garantir seu ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: CorrupçãoPolítica
28/09/2017

Caso Débora: Marido de bancária acusado de feminicídio é preso em Teresópolis-RJ

Polícia seguiu pistas a partir da localização do veículo

É possível que já estivesse preso quando a Polícia divulgou imagem para TV. O acusado poderá pegar até 30 anos de prisão. Foi preso nesta quarta-feira (27), Aílton Basílio, acusado do crime de feminicídio praticado contra a vida da esposa dele, a bancária Débora Goulart Subires, 33 anos. O crime aconteceu na noite do dia 21 de setembro, e só foi descoberto na manhã do dia seguinte. A prisão foi efetuada pela Polícia Militar na cidade de Teresópolis (RJ). A Polícia só descobriu que Basílio se movimentou pelo Paraná depois que fugiu de Tupã, após populares desconfiarem do carro que ele usava ser encontrado abandonado próximo ao Terminal Rodoviário de Maringá. Através das câmeras de segurança, foi possível verificar que o acusado fugiu de Maringá para Cascavel (PR) e de táxi para Foz do Iguaçu, onde foi flagrado momentos antes de ter embarcado em um voo para o Rio de Janeiro. O CRIME Ailton e Débora eram casados há mais de dez anos, mas segundo testemunhas o relacionamento estaria em crise e a bancária havia pedido o divórcio, fato que Ailton não aceitava e, por isso, resolveu matá-la com requintes de crueldade. Débora foi encontrada morta com ferimentos de facas na casa onde morava na área central de Tupã. Segundo a polícia, o fisiculturista Aílton Basílio, ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Polícia
27/09/2017

Prefeitura compra remédio para “Cenoura” após denúncia de descumprimento de ordem judicial

O próprio prefeito Ricardo Raymundo e o secretário de Saúde, Laércio Garcia entregaram o medicamento

O tratamento completo exige a aplicação de 49 ampolas, mas a prefeitura adquiriu apenas três unidades do Brentuximabe Vedotina (50 mg), mas já será suficiente para o tupãense iniciar o tratamento.  O tratamento do tupãense Irving Fernando Voleck Loyola, o “Cenoura”, 24 anos, será iniciado nesta quinta-feira (28), em Presidente Prudente. A aquisição das três primeiras ampolas do medicamento Brentuximabe Vedotina (50 mg) aconteceu após o advogado Kaio Augusto Mangerona procurar a reportagem para reclamar o descumprimento da ordem judicial.A juíza da 2ª Vara Cívil, Danielle Oliveira de Menezes Pinto Rafful Kanawaty havia determinado em regime de urgência a compra do medicamento, mas a prefeitura insistia na tese da necessidade de aguardar o tramite do processo de licitação, mesmo a legislação facultando a aquisição sem esse procedimento. Como a intensa repercussão, a partir da divulgação do fato na manhã de ontem (26), a família foi informada de que nesta quarta-feira (27), o produto seria viabilizado através do Estado. De fato, no período da tarde dessa quarta-feira, o advogado confirmou o recebimento do medicamento. A prefeitura adquiriu apenas três, das 49 ampolas que “Cenoura” precisará para completar o tratamento. O primeiro lote custou cerca de R$ 40 mil. De acordo com a nota de empenho para aquisição, a prefeitura deverá comprar 12 unidades do remédio ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Cidade