ANUNCIE AQUI!
29/08/2017

Acordão: apesar da pressão do PSDB, Pastor Eliézer e Telma abandonam a bancada

Pastor Eliézer desconhece a trama que vai lhe causar uma situação embaraçosa

O documento foi protocolado ontem à noite na Câmara Municipal. A decisão é um indicativo de que os dois estão propensos a abandonar a oposição e fazer parte de forma extraoficial da base aliada do prefeito Ricardo Raymundo (PV). O PSDB prometeu punição. Os vereadores tucanos Pastor Eliézer de Carvalho e Telma Tulim protocolaram ontem (28), às 21h57, documento informando ao presidente do legislativo, Walter Moreno Panhossi (DEM) a decisão de constituírem um novo bloco parlamentar que terá como líder o Pastor Eliézer. Ambos foram assediados pelo executivo para comporem a base aliada situacionista. Enquanto Telma Tulim seria contemplada com a Secretaria da Assistência Social, o Pastor Eliézar seria o líder do prefeito na Câmara. Porém, as negociações tomaram rumos diferentes após a divulgação feita pelo blog e, na pior das hipóteses, a vereadora e seu companheiro partidário que agora fazem parte de um bloco "independente" já se contentam com algumas Divisões para indicar seus colaboradores a cargos de segundo escalão. O acordão envolve a criação de Secretarias, Departamentos e cargos em comissão para definir uma nova realidade na Câmara. Ricardo Raymundo passaria a contar com 10, dos 15 vereadores. O líder da oposição Amauri Sérgio Mortágua (PR) não acredita nessa possibilidade. TIAGO MATIAS Comprovando o raciocínio do líder de oposição, o primeiro a sentir ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política
28/08/2017

PSDB diz não para acordo com a administração de Ricardo Raymundo

O PSDB aceita os vereadores tucanos no atual governo se também for beneficiado com mais Secretarias

"Eu não aceito participar de um governo que não tem responsabilidade política. A administração de Ricardo Raymundo não sabe a dimensão do PSDB e o quanto que o partido poderia contribuir com recursos do governo do estado", disse o presidente tucano Edson Schiavon. A frase foi propagada logo após a reunião do Conselho de Ética com os vereadores tucanos Pastor Eliézer de Carvalho e Telma Tulim. Acredita-se que os dois não terão coragem de contrariar os interesses do partido. O PSDB também garantiu que ficará de olho para verificar se os dois votarão com a base aliada do prefeito, mesmo quando a matéria não for relevante para a população. A preocupação é que haja acordo extraoficial em troca de cargos na administração. Aliás, o PSDB conhece muito bem a vereadora Telma Tulim e seus interesses de cunho pessoal. Já o Pastor Eliézer, apesar de novato se encantou com a possibilidade de comandar a liderança do chefe do executivo, diante da possibilidade de também nomear alguns apoiadores em cargos de segundo escalão. Todo o enredo só será efetivado se o prefeito viabilizar de fato a maioria na Câmara. Sem o acordão, não haverá anúncio, criação de Secretarias, Divisões e cargos para abrigar os opositores contemplados. Aliás, os vereadores da situação ameaçaram rebelião e também exigiram ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política
28/08/2017

Transparência: Câmara deve manifestar sobre as negociações com Executivo

DSC03223

O prefeito Ricardo Raymundo quer honestidade para honrar o slogan de sua administração - transparência. Às 20 horas, acontece mais uma sessão ordinária na Câmara Municipal de Tupã. Após o recesso, e com o advento da Exapit, as reuniões foram rápidas - 2 horas no máximo. Nos bastidores políticos tupãenses, um turbilhão de negociações acontece longe dos holofotes. Apenas o vereador Alexandre Scombatti (PR) veio a público para desmentir interesse no executivo. A maioria está envolvida direta ou indiretamente. Na tarde de hoje estava prevista uma reunião do Conselho de Ética do PSDB com os vereadores Pastor Eliézer de Carvalho e Telma Tulim. O partido não teria interesse em ver os edis ao lado da situação. Também agora à tarde, o presidente da Câmara Valter Moreno Panhossi (DEM) e o prefeito Ricardo Raymundo (PV) foram vistos na Câmara Municipal. As negociações dizem respeito a pretensão do governo do PV, em angariar a maioria (10 vereadores) para a base aliada. Para tanto, é preciso abrir o cofre. O número de Secretarias, Divisões e cargos devem ser ampliadas para abrigar os interesses partidários e ou de vereadores de oposição em troca de apoio para a governança.

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política
28/08/2017

Um governo para “todos”: PSDB se reúne com vereadores para discutir apoio a Ricardo

Schiavon: esqueceu que o PSDB emperrou a administração pública de Tupã...

O Conselho de Ética do PSDB se reúne às 15 horas, com os vereadores Pastor Eliézer de Carvalho e Telma Tulim, para discutir o possível apoio ao governo de Ricardo Raymundo (PV). O encontro vai ser realizado na CERT- Companhia de Eletrificação Rural da Região de Tupã - presidida por Edson Schiavon. Haverá um confronto de ideias. O PSDB seria contrário a ida dos parlamentares para a base aliada ao prefeito. Já os edis defendem que o prefeito está insistindo no apoio para ajudá-lo a governar Tupã. Leia também: Vereadores “ameaçaram” o prefeito Ricardo Raymundo com o impeachment Como contrapartida, as primeiras informações davam conta de que Telma Tulim passaria a comandar de forma direta ou indireta a Secretaria de Assistência Social, enquanto o Pastor Eliézer iria responder pela liderança do prefeito na Câmara. Acontece que a repercussão da negociação foi tão negativa que os tucanos já aceitariam umas oito Divisões para empregar seus apoiadores. As Divisões são departamentos ocupadas por cargos de segundo escalão.

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: Política
28/08/2017

Vereadores “ameaçaram” o prefeito Ricardo Raymundo com o impeachment

Junina12

O processo de impeachment é instaurado com base em denúncia de crime de responsabilidade, cuja sentença é da alçada do poder legislativo. Câmara começou a insinuar a possibilidade de afastar o prefeito por causa de pescaria e por beneficiar Igreja Católica. Nesta semana o acordão pode ser anunciado. O processo de “estudo” sobre um possível afastamento do prefeito José Ricardo Raymundo (PV) começou a partir do momento em que a oposição se formou com o G-8. A chegada de Charles dos Passos (PSB) no grupo, e a base situacionista descontente com os rumos do atual governo, fechado naquela que ficou conhecida como “República Verde” aceleraram as insinuações. Para desencadear um processo de admissibilidade de investigação contra o chefe do executivo é preciso um requerimento mediante de um terço dos vereadores, para apuração de fato determinado e por prazo certo, mas para determinar o afastamento do chefe do executivo são necessários dois terços de seus membros de acordo com o artigo 65 da LOM - Lei Orgânica do Município. E não pode faltar o principal: o crime de responsabilidade que atente contra Carta Magna do Município. PESCARIA NO EXTERIOR Os supostos crimes de responsabilidade do prefeito estariam no fato de Ricardo Raymundo ter se ausentado do território do município sem autorização da Câmara para uma ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: CorrupçãoPolítica