ANUNCIE AQUI!
18/05/2018

Honras: Câmara de Tupã precisa homenagear os garis do lixo

O caminhão dirigido Rogério Alves de Almeida (entrevistado pela TV) se dirigiu ao Aterro Sanitário

Os garis, exemplos de cidadania deram lição aos políticos que retiram dos cofres públicos e jogam no lixo a saúde, segurança, educação, habitação e o desenvolvimento do país. O legislativo tupãense poderia revogar honrarias concedidas a corruptos como Cândido Vaccarezza e Marco Polo Del Nero. Que, na próxima sessão ordinária da Câmara de Tupã, os nobres vereadores deem honras a quem tem honras, parafraseando o edil e pastor Osmídio Fonseca Castilho (PSB). A matéria é digna de "Domingo Espetacular" e ou "Fantástico". Esperamos que os funcionários da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, Maicon Orlando Luís Garcia, Juliano Batista Quirino e Rogério Alves de Almeida também sejam lembrados. Os trabalhadores braçais, deram nesta sexta-feira, dia 18, mostras de cidadania, de caráter e propagaram por todos os cantos "o Brasil que queremos". Enquanto políticos corruptos saqueiam os cofres públicos e jogam literalmente no lixo o respeito ao cidadão, eles valorizaram o sentimento de que “nem tudo está perdido, e é preciso acreditar na sociedade”. Já os políticos devem parar de homenagear corruptos com honrarias que são atiradas ao lixo pelos mesquinhos e descompromissados de pudor que legitimem a homenagem. O parlamentar Antônio Alves de Sousa, o “Ribeirão” (PP) é especialista neste quesito de gradar forasteiro de estirpe duvidosa com honraria às custas do dinheiro público. Quando não é ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: CidadeCorrupçãoPolítica
14/05/2018

Gabinete investiga como foto de animal ganhou publicidade

CAMINHONÉGUA

O animal foi amarrado no local privativo ao veículo do prefeito e virou pauta política do Executivo. Era o que faltava. Uma foto compartilhada num grupo fechado de repente foi parar nas redes sociais, e virou manchete na imprensa local: CAMINHONÉGUA. Por essa nem o colunista da Folha de S. Paulo José Simão, o “Macaco” Simão esperava. Pior: o assunto está sendo tratado como fato institucional. Égua! Tudo começou quando um cidadão do povo, sem nenhuma pretensão amarrou seu animal numa placa indicativa de que o local era reservado exclusivamente para o prefeito, e foi cumprir com suas obrigações no paço municipal. Em função da polêmica sobre a licitação prevista para acontecer nesta próxima terça-feira, dia 15, para a aquisição de uma camionete para uso exclusivo do gabinete, mas que uma ação na Justiça pode barrar o pregão, alguém resolveu satirizar com a coincidência – “após a decisão da Justiça, o prefeito ganhou um novo veículo para visitar a zona rural”, legendou o autor, sobre a foto. Acreditando que a brincadeira poderia ter um impacto amenizador para a ideia de adquirir um utilitário para servir o prefeito José Ricardo Raymundo (PV), em suas viagens por São Paulo e Brasília, alguém não teve dúvidas – fotografou o animal, legendou, e enviou para um grupo “fechado” ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: JustiçaPolítica
13/05/2018

Câmara de Tupã vai julgar outra vez as contas de Waldemir

Câmara escura 1

Ao contrário da Justiça local, instância superior entendeu que ex-prefeito foi obstaculizado na tentativa de se defender. As contas são de 2010, e foram rejeitadas pelo Legislativo tupãense durante sessão extraordinária presidida por Antônio Alves de Sousa, o “Ribeirão” (PP), em 26 de agosto de 2014. O atual presidente da Câmara, Valter Moreno Panhossi (DEM), foi informado no dia 9 de março, através de documento protocolado pelo promotor Rodrigo de Moraes Garcia de que um novo julgamento deve ser realizado. A nova determinação acata recurso impetrado pelo ex-prefeito Waldemir Gonçalves Lopes (PSDB). O acórdão reconheceu a existência de nulidade formal do julgamento das contas públicas, ocorrido em sessão extraordinária da Câmara de Tupã. Com a decisão, a 1ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo reformou a sentença de primeira instância proferida pela juíza Danielle Oliveira de Menezes Pinto Rafful Kanawaty. De acordo com o a defesa do ex-prefeito, houve a inobservância do princípio da ampla defesa – insuficiência da defesa escrita preliminar, ao se observar a falta de intimação do prefeito para a sessão de julgamento, na qual nem sequer se deu formal e oficial ciência dessa defesa escrita e, ainda, frustrou-se a defesa final, por sustentação oral, previamente requerida de improcedência reformada, para a procedência de demanda. Ao acatar o ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: JustiçaPolítica
04/05/2018

Alagamentos motivaram a compra de camionete para a prefeitura de Tupã

Veículos pequenos não vencem o volume de água acumulada por falta de drenagem

Outro motivo, a necessidade de percorrer estradas rurais de difícil acesso, como esta que gera reclamação dos moradores do distrito de Universo. "A camionete é um veículo alto, no caso de atravessar uma enchente como acontece em São Paulo", disse o prefeito José Ricardo Raymundo ao jornal Diário. De fato, São Paulo sofre com enchentes, inundação e alagamentos. A própria cidade de Tupã sem as obras de macrodrenagem enfrenta constantes alagamentos em períodos de chuvas prolongadas, e arrasta carros de pequeno porte. Na nota abaixo, não há referência a palavra "enchente" citada pelo prefeito, segundo o jornal Diário, edição de hoje, dia 4. NOTA À IMPRENSA Sobre a aquisição da caminhonete, a Prefeitura de Tupã esclarece que a opção em adquirir este tipo de veículo se deve à necessidade de contemplar as necessidades apresentadas pelo chefe do Executivo, que constantemente é obrigado a se deslocar para cidades distantes como São Paulo e Brasília para tratar de assuntos de interesse do município (como assinatura de convênios, liberação de recursos, entre outros), além da necessidade de visitar periodicamente estradas e propriedades rurais, muitas vezes de difícil acesso, a fim de fiscalizar e acompanhar obras e serviços que estão sendo executados na zona rural. Este tipo de veículo contemplaria ambas as necessidades, ou seja, servir como ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: CidadePolítica
03/05/2018

Justiça suspende compra de camionete de luxo para prefeito de Tupã

Ricardo tribuna

A determinação da Justiças atende “ação popular com pedido de liminar” impetrada pelo advogado Pena Castro.                     “Dinheiro público nunca deverá satisfazer interesse ou suprir luxo de particular, dinheiro público destina-se ao interesse coletivo. Segue a decisão da Justiça que impediu a compra da camionete de luxo para o gabinete do prefeito José Ricardo Raymundo”, comemorou o advogado tupãense, André Gustavo Zanoni Braga de “Pena” Castro. Na sua argumentação, Pena Castro citou que o município já contava com dois veículos à disposição do gabinete – um Jetta ano 2009, e um Vectra Elegance ano 2007, ambos adquiridos pelo ex-prefeito Waldemir Gonçalves Lopes (PSDB). Já o veículo que o atual prefeito Ricardo Raymundo pretendia adquirir pode ultrapassar o valor dos R$ 100 mil e chegar até R$ 150 mil. A juíza Danielle Oliveira Kanawaty, titular da 2ª Vara Cível de Tupã considerou o momento de dificuldade financeira do próprio município e concedeu liminar para suspender imediatamente o pregão presencial que estava previsto para acontecer no dia 16 de maio. A publicação do edital do edital aconteceu na última sexta-feira, dia 27, no jornal Folha do Povo, e logo o fato tornou-se um burburinho nos corredores da prefeitura. Clique sobre os documentos abaixo, a partir da página 73 e leia a decisão judicial que saiu no começo da noite ...

Continue lendo esta notícia
Postado por: jota Categorias: JustiçaPolítica